ENTRE O JURI E A BANCA algumas pensares sobre exames de qualificação

Autores

  • Maria Inez Carvalho Universidade Federal da Bahia
  • Joaquim Alcoforado Universidade de Coimbra

DOI:

https://doi.org/10.29378/plurais.2447-9373.2016.v1.n3.59-65

Palavras-chave:

Defesa de Plano de Tese. Exame de Qualifiação. Processo/produto Finitude(completude)/infititude(incompletude).

Resumo

Artigo produzido após a participação dos autores em provas públicas de apresentação e defesa do Plano de Tese de duas doutorandas na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra. Apresentamos uma avaliação propositiva das diferenças entre as avaliações, chamadas em Portugal Defesa de Plano de tese; e no Brasil, Exame de Qualifiação. Dialogando com teóricos com Barthes, Dewey, Orlandi e Moreira, discute-se as diferenças de terminologia, apresenta-se uma breve história das avaliações desta natureza e, a partir de interpretaçõs fundadas nas díades finitude(completude)/infititude(incompletude) e processo/produto, defende-se que os textos, assim como já acontece em Portugal, sejam textos sínteses perspectivados como processo, e não como produto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Inez Carvalho, Universidade Federal da Bahia

Licenciada e Bacharel em Geografia (Universidade de São Paulo, 1974), Mestre (1997) e Doutora (2001) em Educação, pela Universidade Federal da Bahia. Professora associada da FACED/UFBA realiza estágio Pós-doutoral em Currículo pela Universidade do Minho. Tem como campo de estudo, além do ensino de Geografia, a teoria curricular. Coordena o Mestrado Profissional em Educação em Currículo, Linguagens e Inovações Pedagógicas. O projeto de ensino, pesquisa e extensão, experiencia novo desenho curricular embasado dos princípios da complexidade em rede, tecnológica ou não. O campo de ensino do Projeto é, hoje, campo de inúmeras pesquisas e projetos de extensão, vinculados ao grupo de pesquisa FEP – FACED/CNPq, do qual é lider.

Joaquim Alcoforado, Universidade de Coimbra

Doutor em Ciências da Educação pela Universidade de Coimbra, é professor na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra e investigador do Grupo de Políticas Educativas e Dinâmicas Educacionais (GRUPOEDE) do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX (CEISXX) - Unidade de Investigação da Universidade de Coimbra e da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT). Coordena o Mestrado em Educação e Formação de Adultos e Intervenção Comunitária, e é Membro da Comissão de Coordenação do Doutoramento em Ciências da Educação, da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra. Pesquisa, preferencialmente, temáticas de Educação e Formação de Adultos, Animação Sociocultural, Gestão de Projetos, Educação para as Carreiras, Validação de Adquiridos Experienciais, Sociologia do Trabalho e do Emprego e Formação, Trabalho e Desenvolvimento Profissional.

Downloads

Publicado

2017-08-29

Como Citar

CARVALHO, M. I.; ALCOFORADO, J. ENTRE O JURI E A BANCA algumas pensares sobre exames de qualificação. Plurais - Revista Multidisciplinar, Salvador, v. 1, n. 3, p. 59–65, 2017. DOI: 10.29378/plurais.2447-9373.2016.v1.n3.59-65. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/plurais/article/view/3961. Acesso em: 24 jul. 2024.