ESTUDO COMPARATIVO DAS PALAVRAS-CHAVE DO CAMPO DAS AÇÕES AFIRMATIVAS NO PORTUGUÊS BRASILEIRO E NO INGLÊS AMERICANO

Autores

  • Edvan Pereira de Brito

DOI:

https://doi.org/10.29378/plurais.2447-9373.2010.v1.n1.%25p

Palavras-chave:

Linguística de corpus, Ação afirmativa, Cultura, Análise constrativa inglês-português

Resumo

As discussões a respeito das ações afirmativas têm influenciado a produção de uma vasta quantidade de textos. O estudo desse material poderia revelar os aspectos socioculturais que podem estar intricados nos diversos posicionamentos com relação a este tema. A Linguística de Corpus, por se enquadrar numa perspectiva teórica na qual a linguagem é vista como um sistema probabilístico, se configura como uma metodologia capaz de demonstrar, através de análises de corpora linguísticos, dados importantíssimos acerca da cultura dos grupos que produziram os textos que compõem os corpora. Diante disso, o objetivo do presente trabalho é fazer um estudo comparativo das palavras-chave do campo das ações afirmativas no português brasileiro e no inglês americano e, a partir das análises quantitativa e qualitativa dos resultados dessas listas de palavras, identificar alguns dos aspectos socioculturais que favoreceram a ocorrência maior de determinadas palavras em uma língua ou outra, fornecendo assim dados objetivos para fomentar o debate sobre este tema. Por outro lado, a compilação do corpus nos forneceu material de pesquisa que poderá servir de base para uma série de outros estudos em linguagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edvan Pereira de Brito

Bacharel em Letras (Português/Linguística) (USP/SP). Mestrando do Programa de Meios de Comunicação de Massa e Estudos de Mídia na John H. Johnson School of Communications,   Howard University (Washington, D.C., EUA).

Downloads

Publicado

2020-08-07

Como Citar

PEREIRA DE BRITO, E. ESTUDO COMPARATIVO DAS PALAVRAS-CHAVE DO CAMPO DAS AÇÕES AFIRMATIVAS NO PORTUGUÊS BRASILEIRO E NO INGLÊS AMERICANO. Plurais - Revista Multidisciplinar, Salvador, v. 1, n. 1, 2020. DOI: 10.29378/plurais.2447-9373.2010.v1.n1.%p. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/plurais/article/view/3. Acesso em: 17 abr. 2024.