VOZES DO SILÊNCIO: LINGUAGEM QUILOMBOLA E PRECONCEITO LINGUÍSTICO-RACIAL EM RIO DE CONTAS NA BAHIA

Autores

  • Claudia Rocha da Silva

DOI:

https://doi.org/10.29378/plurais.2447-9373.2010.v1.n1.%25p

Palavras-chave:

Linguagem, Preconceito lingüístico-racial, Estudantes quilombolas

Resumo

A pesquisa buscou identificar o tratamento dado pela cultura escolar de Rio de Contas à linguagem dos estudantes da comunidade quilombola de Barra do Brumado, a partir de uma metodologia qualitativa, inspirada na etnografia. Os dados mostraram que a cultura escolar não contempla a cultura dos estudantes quilombolas, fundamentada na tradição oral, e excluída dos modelos hegemônicos. O distanciamento entre a língua da escola e a língua da comunidade, acrescido do preconceito lingüístico e, também, do racial, interfere no processo de aprendizagem dos jovens quilombolas. Priorizamos no texto a fala dos estudantes quilombolas, já que suas vozes têm sido silenciadas e muitas vezes ocultadas, historicamente. A escola deve acolher a diversidade, inclusive a lingüística, pois há falares diversos presentes na sala de aula. Assim, a pesquisa visa contribuir no processo de desconstrução do preconceito lingüístico e racial, através da educação das relações étnico-raciais e da constituição de uma avaliação lingüística afirmativa na escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Claudia Rocha da Silva

Mestre em Educação e Contemporaneidade (PEC/UNEB). Graduada em Letras (UESB) com especialização em Linguística Aplicada ao Ensino de Língua Portuguesa (UESB) e Alfabetização (UFPB). Professora da UNEB. Diretora do Centro de Estudos Afro-índio-americanos (CEPAIA). Membro do grupo de pesquisa Firmina - Pós-colonialidade: educação, história e ações afirmativas.

Downloads

Publicado

2020-08-07

Como Citar

ROCHA DA SILVA, C. VOZES DO SILÊNCIO: LINGUAGEM QUILOMBOLA E PRECONCEITO LINGUÍSTICO-RACIAL EM RIO DE CONTAS NA BAHIA. Plurais - Revista Multidisciplinar, Salvador, v. 1, n. 1, 2020. DOI: 10.29378/plurais.2447-9373.2010.v1.n1.%p. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/plurais/article/view/19. Acesso em: 15 abr. 2024.