Escola pública estatal e a formação humana

Autores

  • Eraldo Leme Batista Faculdade de Educação da Unicamp
  • Jeferson Anibal Gonzalez Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo
  • Lidiane Teixeira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas

DOI:

https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2021.v30.n63.p327-342

Palavras-chave:

Escola Pública, Conhecimento científico, Ensino aprendizagem.

Resumo

Neste artigo, buscamos analisar o papel da escola pública no processo de transmissão do conhecimento e sua importância para a formação plena do ser humano. Partimos do pressuposto que a escola pública é fundamental para a educação dos filhos da classe trabalhadora, porém, a compreendemos como espaço permanente de luta de classe. Neste sentido, consideramos importante a transmissão do conhecimento científico historicamente acumulado pela sociedade, pois é a partir de reflexões e análise sobre este saber científico que as crianças e jovens podem adquirir a consciência de classe, afastando-se da alienação. É por meio da conscientização da classe trabalhadora que se alcança o desmascaramento dos discursos ideológicos do Estado, revelando ainda o posicionamento que este toma ao “regular” os interesses antagônicos da sociedade capitalista. Por meio da pedagogia histórico-crítica e seu método materialista histórico dialético analisamos a educação emancipatória, pautando o artigo em autores como, Saviani, Freire, Marsiglia entre outros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eraldo Leme Batista, Faculdade de Educação da Unicamp

1. Doutor em Educação pela Unicamp. Pós Doutorado em Educação (Política Educacional) pela UEM e Pós Doutorado em Educação (História da Educação) pela UNIOESTE. Pesquisador em História da Educação e Política Educacional. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas: HISTEDBR. ORCID:0000-0003-0462-5350 Email: eraldo_batista@hotmail.com -

[1] Mestre em Educação pela Unicamp; Docente no IFSP/Campus Hortolândia – SP. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas: HISTEDBR. ORCID: 0000-0002-7118-5132E-mail: jeferson.gonzalez@ifsp.edu.br

[1] Doutora em Educação Escolar pela UNESP/Araraquara. Professora no IFSULDEMINAS, Campus Inconfidentes. Membro do Grupo de Estudos: Marxismo e Educação. ORCID: 0000-0002-4626-4453. E-mail: lidiane.teixeira@ifsuldeminas.edu.br

Jeferson Anibal Gonzalez, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo

Mestre em Educação pela Universidade de Campinas (Unicamp). Docente no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), Campus Hortolândia. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas História, Sociedade e Educação no Brasil (HISTEDBR).

Lidiane Teixeira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas

Doutora em Educação Escolar pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Araraquara. Professora no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas (IFSULDEMINAS), Campus Inconfidentes. Membro do Grupo de Estudos Marxismo e Educação

Referências

ALVES, G. L. A produção da escola pública contemporânea, Campo Grande MS, autores associados, (2001).

AMBROSINI, T. F. Educação e Emancipação Humana: uma fundamentação filosófica, Campinas, Histedbr online, n.47, p.378-391, Set.2012

CARVALHO, Saulo R. de; Martins, Lígia Mara. A sociedade Capitalista e a inclusão/exclusão. In: FACCI, Marilda G. D.; MEIRA, Eugênica M.; TULESKI, Silvana C. A exclusão dos “incluídos”: uma crítica da Psicologia da Educação à patologização e medicalização dos processos educativos. Maringá: Eduem, 2011, p. 17-35.

DUARTE, Newton. A individualidade para-si: contribuição a uma teoria histórico-social da formação do indivíduo. Campinas: Autores Associados, 1993.

LENIN, V. I. O Estado e a revolução. São Paulo: Hucitec, 1986.

FERNANDES, R. C. Privado, porém público: O terceiro setor na América Latina. 3ª edição. Rio de Janeiro. Relume-Dumará. 2002.

FRIGOTTO, Gaudêncio, Educação e Trabalho: bases para debater a Educação Profissional Emancipadora, Perspectiva, Florianópolis, v.19, n.1, p.71-87, jan./jun.2001.

GRAMSCI, A. Maquiavel, a Política e o Estado Moderno. 6. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1988.

GARCIA, Rosalba M. C. Para além da “inclusão”: uma crítica às políticas educacionais contemporâneas. In: EVANGELISTA, Olinda. O que revelam os slogans na política educacional. Araraquara, SP: Junqueira & Marin, 2014, p. 101-140.

KUENZER, A. Z. Ensino Médio: as políticas do estado neoliberal, ed.4ª, São Paulo: Cortez, 2007.

MARSIGLIA, A. C. G. Pedagogia Histórico–Crítica: 30 anos, Campinas, SP: autores associados, 2011.

MARTINS, Lígia Márcia. “Da formação humana em Marx à crítica da pedagogia das competências”, In: DUARTE, Newton (org.). Crítica ao fetichismo da individualidade. Campinas: Autores Associados, 2004, p. 53-74.

MARX, K. Crítica do Programa de Gotha. Trad. Rubens Enderle. - São Paulo: Boitempo, 2012.

MARX, K.; ENGELS, F. Manifesto comunista. São Paulo: Boitempo, 1998

MARX, K.; ENGELS, F. A Ideologia Alemã. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

PASQUALINI, J. C.; MAZZEU, L. T. Em defesa da escola: uma análise histórico-crítica da educação escolar, Educação em revista, v.9, 2008.

PONCE, A. Educação e luta de classes. 20ª ed. Trad. de José Severo de Camargo Pereira. São Paulo, Cortez, 2003.

SANTIAGO, A. R. F. Pedagogia Crítica e Educação Emancipatória na Escola Pública: um diálogo entre Paulo Freire e Boaventura Santos, disponível <http://www.ucs.br/etc/conferencias/index.php/anpedsul/9anpedsul/paper/viewFile/225/217> acesso em jan. 2020.

SAVIANI, Dermeval. Filosofia da Educação: crise da modernidade e o futuro da filosofia da práxis.In: FREITAS, Marcos Cezar de. (org.). A reinvenção do futuro: trabalho,educação, política na globalização do capitalismo. 2. ed. São Paulo: Cortez;Bragança Paulista: USF-IFAN, 1999.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 8. ed. Campinas: Autores Associados, 2003.

SAVIANI, D. A escola Pública no Brasil história e historiografia, Campinas SP: autores associados, 2005.

SAVIANI, D. História das Ideias Pedagógicas no Brasil, Campinas SP, Autores Associados, 2007.

SAVIANI, Dermeval. Marxismo, educação e pedagogia. In: SAVIANI, Dermeval; DUARTE, Newton (orgs.). Pedagogia histórico-crítica e luta de classes na educação escolar. Campinas: Autores Associados, 2012, p. 59-85.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 8. ed. Campinas: Autores Associados, 2003.

SAVIANI, Dermeval. A nova lei da educação: trajetória, limites e perspectivas. 7. ed. Campinas: Autores Associados, 2001.

TEIXEIRA, Lidiane. A Centralidade do Conceito de Conhecimento Tácito nas Políticas de Formação de Professores: análise crítica da influência da epistemologia de Michael Polanyi na educação. 2011. 159f. Tese (Doutorado em Educação Escolar) - Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Araraquara.

Publicado

2021-09-30

Como Citar

BATISTA, E. L.; GONZALEZ, J. A. .; TEIXEIRA, L. . Escola pública estatal e a formação humana. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 30, n. 63, p. 327–342, 2021. DOI: 10.21879/faeeba2358-0194.2021.v30.n63.p327-342. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/8617. Acesso em: 16 jun. 2024.