FUNDAMENTOS TEÓRICO-METODOLÓGICOS DA PESQUISA EM EDUCAÇÃO: O ENSINO SUPERIOR EM MÚSICA COMO OBJETO

Autores

  • Marcus Vinícius Medeiros Pereira Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

DOI:

https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2013.v22.n40.p221-233

Palavras-chave:

Estado do conhecimento, Música, Educação

Resumo

Este artigo apresenta considerações teórico-metodológicas sobre a escrita de pesquisas denominadas de “estado do conhecimento”. Com base na terminologia encontrada na literatura referente ao tema, o texto apresenta uma proposta de distinção entre o “estado da arte” e o “estado do conhecimento”, comumente considerados como sinônimos. Ancorado nessa distinção terminológica, o autor descreve os resultados do “estado do conhecimento” realizado para a pesquisa de doutoramento em Educação sobre a permanência de práticas tradicionais típicas dos Conservatórios de Música nas instituições contemporâneas de Ensino Superior. Por meio desse exercício foi possível perceber que vários estudos já vinham identificando a permanência e manutenção dessas práticas, e sinalizando a necessidade de reformas. Tal fato acabou por sublinhar a força explicativa do conceito bourdesiano de habitus, possibilitando a construção da noção de habitus conservatorial, ferramenta teórica que norteou a análise dos documentos curriculares de alguns cursos de Licenciatura em Música do Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcus Vinícius Medeiros Pereira, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Professor Adjunto do Centro de Ciências Humanas e Sociais - Curso de Licenciatura em Música (UFMS). Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas Observatório de Cultura Escolar (PPGEdu/ UFMS).

Referências

BARROS, Manoel de. Memórias inventadas: a infância. São Paulo: Planeta, 2006. Não paginado.

BASTIÃO, Zuraida Abud. A abordagem AME – Apreciação Musical Expressiva – como elemento de mediação entre teoria e prática na formação de professores de música. 2009. 293 f. Tese (Doutorado em Música) – Escola de Música, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2009.

CERESER, Cristina Mie Ito. A formação de professores de música sob a ótica dos alunos de licenciatura. 2003. 153 f. Dissertação (Mestrado em Música) – Instituto de Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2003.

DENARDI, Christiane. Professores de Música: história e perspectivas. Curitiba: Juruá, 2008.

______. A formação inicial do professor de música no curso de licenciatura em música da EMBAP (1961-1996). 2006. 136 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2006.

FERNANDES, José Nunes. Pesquisa em educação musical: situação do campo nas dissertações e teses dos cursos de pós-graduação strictu senso em Educação. Revista da ABEM, n. 5, p. 45-58, 2000.

______. Pesquisa em educação musical: situação do campo nas dissertações e teses dos cursos de pós-graduação stricto sensu brasileiros. Revista da ABEM, Porto Alegre, n. 15, p. 11-26, set. 2006.

______. Pesquisa em educação musical: situação do campo nas dissertações e teses dos cursos de pós-graduação stricto sensu brasileiros (II). Revista da ABEM, Porto Alegre, n. 16, p. 95-111, mar. 2007.

FERREIRA, Norma Sandra de Almeida. As pesquisas denominadas “Estado da Arte”. Educação & Sociedade, ano XXIII, n. 79, p. 257-272, Ago. 2002.

FREIRE, Vanda Lima Bellard. Música e sociedade – uma perspectiva histórica e uma reflexão aplicada ao Ensino Superior de Música. Porto Alegre: ABEM, 1992. (Série Teses)

GOMES, Solange Maranho. A formação de professores de música da faculdade de artes do Paraná: concepções filosófico-pedagógicas. 2008. 181 f. Dissertação (Mestrado em Música) – Faculdade de Música, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2008.

GOSS, Luciana. A formação do professor para a escola livre de música. 2009. 151 f. Dissertação (Mestrado em Música) – Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2009.

JARDIM, Vera Lúcia Gomes. “Os sons da República” – o ensino de Música nas escolas públicas de São Paulo na Primeira República (1889-1930). 2003. 139 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2003.

KLEBER, Magali Oliveira. Teorias curriculares e suas implicações no ensino superior de Música: um estudo de caso. 2000. 310 f. Dissertação (Mestrado em Música) – Instituto de Artes, Universidade do Estado de São Paulo, São Paulo, 2000.

MENDES, Olenir Maria. Os cursos de licenciatura e a formação do professor: a contribuição da Universidade Federal de Uberlândia na construção do perfil dos profissionais de educação. 1999. 215 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 1999.

MESSINA, Graciela. Estudio sobre el estado da arte de la investigacion acerca de la formación docente en los noventa. Cidade do México: Organización de Estados IberoAmericanos para La Educación, La Ciência y La Cultura, 1998.

MORATO, Cínthia Thaís. Estudar e trabalhar durante a graduação em Música: construindo sentidos sobre a formação profissional do músico e do professor de música. 2009. 307 f. Tese (Doutorado em Música) – Instituto de Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

MORILA, Ailton Pereira. Dando o tom: música e cultura nas ruas, salões e escolas da cidade de São Paulo (1870-1906). 2004. 264 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.

NEVES, Hirlândia Milon. Implementar uma instituição de formação musical: uma história do Conservatório de Música Joaquim Franco, Manaus/AM. 2009. 144 f. Dissertação (Mestrado em Música) – Instituto de Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

NOBRE, Moacyr; BERNARDO, Wanderley. Prática clínica baseada em evidência. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.

NÓBREGA-THERRIEN, Sônia Maria; THERRIEN, Jacques. Trabalhos científicos e o estado da questão: reflexões teórico-metodológicas. Estudos em Avaliação Educacional, v. 15, n. 30, p. 5-16, jul./dez. 2004.

PEREIRA, Marcus Vinícius Medeiros. Ensino Superior e as licenciaturas em Música (pós Diretrizes Curriculares Nacionais 2004): um retrato do habitus conservatórial nos documentos curriculares. 2012. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2012.

PEREIRA FILHO, João Valter. História e memória da educação musical no Piauí: das primeiras iniciativas à universidade. 2009. 223 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Piauí, Teresina, 2009.

PIRES, Nair Aparecida Rodrigues. A identidade das licenciaturas na área de música: múltiplos olhares sobre a formação do professor. 2003. 173 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2003.

PRATES, Ana Lídia da Fontoura. Por que a licenciatura em música? Um estudo sobre escolha profissional com calouros do curso de Licenciatura em Música da UFRGS em 2003. 2004. 136 f. Dissertação (Mestrado em Música) – Instituto de Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2004.

PRATES, Francisca Schaich. A melodia da formação: um estudo das trajetórias de formação musical de estudantes da Escola de Música da UFMG. 2006. 178 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2006.

ROMANOWSKI, Joana Paulin. As licenciaturas no Brasil: um balanço das teses e dissertações dos anos 90. 2002. 132 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.

ROMANOWSKI, Joana Paulin; ENS, Romilda Teodora. As pesquisas denominadas do tipo “estado da arte” em Educação. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 6, n. 19, p. 37-50, set./dez. 2006.

SANTOS, Marco Antônio Carvalho dos. Música, educação e democracia. 2004. 223 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2004.

SILVA, Janaína Girotto. “O Florão mais belo do Brasil”: o Imperial Conservatório de Música do Rio de Janeiro / 1841-1865. 2007. 248 f. Dissertação (Mestrado em História Social) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.

SILVA, Maria Goretti Herculano. Cotidianos sonoros na constituição do habitus e do campo pedagógico musical: um estudo a partir dos relatos de vida de professores da UFC. 2009. 122 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2009.

Publicado

2019-10-16

Como Citar

PEREIRA, M. V. M. FUNDAMENTOS TEÓRICO-METODOLÓGICOS DA PESQUISA EM EDUCAÇÃO: O ENSINO SUPERIOR EM MÚSICA COMO OBJETO. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 22, n. 40, p. 221–233, 2019. DOI: 10.21879/faeeba2358-0194.2013.v22.n40.p221-233. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/7452. Acesso em: 26 set. 2023.