Educação, cultura popular e educação de jovens e adultos

Resumo

A atenção à riqueza das experiências culturais presentes nas múltiplas identidades dos jovens e adultos é a base dos movimentos de educação e cultura popular que eclodiram no Brasil na década de 1960. Destacam-se os conceitos assumidos, os objetivos e os planos de ação desenvolvidos no interior do Movimento de Cultura Popular (MCP); da Campanha de Pé no Chão Também se Aprende a Ler; do Movimento de Educação de Base (MEB) e do Centro Popular de Cultura (CPC) com o objetivo de delinear a educação e cultura popular em diferentes contextos e sua contribuição para a educação de jovens e adultos. Conclui-se que as contribuições da história, trazidas à luz nas referências da década de 1960, indicam a necessidade de um trabalho de cultura popular assumidamente libertador, não mais pensado como uma cultura para as pessoas, mas com as pessoas, com os sujeitos participantes e construtores de uma sociedade que os represente. 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clarice Wilken de Pinho, Universidade Federal de Minas Gerais
Mestra em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais
Leôncio Soares, Universidade Federal de Minas Gerais
Professor Titular da Universidade Federal de Minas Gerais.
Fernanda Aparecida Rodrigues Silva, Universidade Federal de Ouro Preto
Professora na Universidade Federal de Ouro Preto.

Referências

BARCELLOS, Jalusa. CPC da UNE: uma história de paixão e consciência. Rio de Janeiro, Nova Fronteira: 1994. Anexo, p. 441 a 456. Acesso digital: FÁVERO, Osmar; MOTTA, Elisa (orgs). Educação Popular I [recurso eletrônico]. 1ª ed. – Petrópolis, RJ: De Petrus et Ali; Rio de Janeiro, RJ: FAPERJ, 2015.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. A Educação Popular na Escola Cidadã. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002a.

________. A Educação como cultura. Campinas, SP: Mercado de Letras, ed. rev. e ampl., 2002b.

________. Vocação de criar: anotações sobre a cultura e as culturas populares. Cadernos de Pesquisa, v.39, n. 138, p.715-746, set./dez. 2009.

CHAUÍ, Marilena. Cultura do povo e autoritarismo das elites (texto-base). In: VALLE, Edênio; QUEIROZ, José J. (orgs). A cultura do povo. São Paulo: Cortez: Instituto de Estudos Especiais, 4ª. ed., 1988.

CORTEZ, Margarida J. Memórias da Campanha “De Pé no Chão Também se Aprende a Ler”: reflexões sobre a prática pedagógica de ontem e de hoje. Natal, RN: EDUFRN – Editora da UFRN, 2005.

FÁVERO, Osmar (Org.). Cultura Popular e Educação Popular: memória dos anos 60. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1983.

FÁVERO, Osmar. Uma pedagogia da participação popular: análise da prática educativa do MEB – Movimento de Educação de Base (1961/1966). Campinas, SP: Autores Associados, 2006.

FIORI, Ernani Maria. Aprender a dizer a sua palavra. In: FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. 1ª ed. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1967.

________. Ação Cultural para a liberdade e outros escritos. 6ª ed., Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982.

_________. Pedagogia do oprimido. 17ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GÓES, Moacyr de. De pé no chão também se aprende a ler, 1961-1964: uma escola democrática. 2ª edição. São Paulo: Cortez, 1991.

GULLAR, Ferreira. Cultura posta em questão. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira S.A., 1965.

HOLLANDA, Heloísa Buarque de. Impressões de viagem: CPC, vanguarda e deslumbre – 1960/1970. São Paulo: Editora Brasiliense, 1980.

IANNI, Octavio. Cultura do povo e autoritarismo das elites (texto-comentário). In: VALLE, Edênio; QUEIRÓZ, José J. (orgs). A cultura do povo. São Paulo: Cortez: Instituto de Estudos Especiais, 4ª. ed., 1988.

LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico. Rio de Janeiro: Zahar, 1986.

MACEDO, Carmen Cinira. Algumas observações sobre a questão da cultura do povo. In: VALLE, Edênio; QUEIRÓZ, José J. (orgs). A cultura do povo. São Paulo: Cortez: Instituto de Estudos Especiais, 4ª. ed., 1988.

Memorial: MCP 26 anos. Recife: Movimento de Cultura Popular / Fundação de Cultura Cidade do Recife, 1986.

OSOWSKI, Cecília Irene. Cultura. In: STRECK, D. R.; REDIN, E. e ZITKOSKI, J. J. (Orgs.). Dicionário Paulo Freire. 2ª ed. rev. e ampl. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2010.

PAIVA, Vanilda. História da educação popular no Brasil: educação popular e educação de adultos. São Paulo: Edições Loyola, 6ª ed. rev. e ampl., 2003.

ROSAS, Paulo. O Movimento de Cultura Popular – MCP. In: MEMORIAL: MCP 26 anos. Recife: Movimento de Cultura Popular / Fundação de Cultura Cidade do Recife, 1986.

SOARES, Leôncio J.G. O I Encontro Nacional de Alfabetização e Cultura Popular. In: SOARES, Leôncio J.G.; FÁVERO, Osmar (Orgs.). I Encontro Nacional de Alfabetização e Cultura Popular. Brasília: MEC/UNESCO, 2009, p. 15-30.

STRECK, D. R.; ESTEBAN, M. T. (Org.). Educação Popular, lugar de construção coletiva. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

STRECK, D. R.; REDIN, E. e ZITKOSKI, J. J. (Orgs.). Dicionário Paulo Freire. 2ª ed. rev. e ampl. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2010.

WANDERLEY, Luiz E. W. Educar para transformar: Educação Popular, Igreja Católica e política no Movimento de Educação de Base. Petrópolis, RJ: Vozes, 1984.

WEFFORT, Francisco C. Nordestinos em São Paulo: notas para um estudo sobre cultura nacional e cultura popular. In: VALLE, Edênio; QUEIRÓZ, José J. (orgs). A cultura do povo. São Paulo: Cortez: Instituto de Estudos Especiais, 4ª. ed., 1988.

Publicado
2020-10-29
Métricas
  • Visualizações do Artigo 47
  • pdf downloads: 31
Como Citar
Pinho, C. W. de, Soares, L., & Silva, F. A. R. (2020). Educação, cultura popular e educação de jovens e adultos. Revista Da FAEEBA - Educação E Contemporaneidade, 29(59), 403-416. https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2020.v29.n59.p403-416