Histórias de vida de professoras rurais: apontamentos sobre questões históricas e políticas de formação

  • Lúcia Gracia Ferreira Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Resumo

Este trabalho vincula-se à pesquisa realizada no campo dos estudos (auto)biográficos,com base nas histórias de vida de professoras rurais do município de Itapetinga(BA) que trabalharam no final do século XX e início do século XXI. A educaçãorural surgiu muito tarde e carrega no seu bojo marcas de sua (des)contextualização,implicando as políticas e práticas cotidianas e a ausência histórica de políticasvinculadas à formação. O texto intenta sistematizar e discutir histórias narradaspor professoras, ao analisar questões concernentes ao cenário rural, de classe, degênero, numa perspectiva histórica, com ênfase na feminização do magistério eno desenvolvimento do trabalho docente. Enfoca-se, de forma abreviada, aspectosteóricos relacionados à abordagem (auto)biografia, mediante utilização de narrativasde cinco professoras, numa perspectiva de colaboração, permitindo-nos pensar ashistórias de vida, a formação e o desenvolvimento profissional, como marcados pordimensões históricas da professora rural e as respectivas influências e mudançasocorridas no contexto de atuação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lúcia Gracia Ferreira, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
Doutoranda em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Referências

ALENCAR, J. F. A professora “leiga”: um rosto de várias faces. In: THERRIEN, J; DAMASCENO, M. N (Orgs.).

Educação e escola no campo. Campinas: Papirus, 1993. p. 177-190.

ALMEIDA, D. B. A educação rural como processo civilizador. In: STEPHANOU, M; BASTOS, M. H. C. (Orgs.).

Histórias e memórias da educação no Brasil: Século XX. Petrópolis: Vozes, 2005. v. 3, p. 278-295.

ARAÚJO, M. F.; ALMEIDA, M. C. X. Narrativas de vida e formação do sujeito. In: ENCONTRO DE PESQUISA

EDUCACIONAL DO NORTE NORDESTE, 17., Belém, 2005. Anais... Belém, 2005. p. 1-9.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Estabelece as

Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo,

Brasília, DF, 23 dez. 1996. Seção 1, p. 27833.

LOURO, G. L. Gênero e magistério: identidade, história, representação. In: CATANI, D.B. et al (Orgs.). Docência,

memória e gênero: estudos sobre formação. São Paulo: Escrituras, 2003. p.75-84.

NICOLAU, M. L. M. O professor leigo: institucionalizar ou erradicar? In: BRASIL, Ministério da Educação. Secretaria

Nacional de Educação Básica. Professor leigo: institucionalizar ou erradicar? São Paulo: Cortez; Brasília:

SENEB, 1991. p. 27-36.

NÓVOA, A. O passado e o presente dos professores. In: ______ (Org.). Profissão professor. 2 ed. Lisboa: Porto,

p. 13-34.

PETTY, M.; TOBIM, A.; VERA, R. Uma alternativa de educação rural. In. WERTHEIN, J.; BORDENAVE, J. D.

Educação rural no terceiro mundo: experiências e novas alternativas. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981.

p. 31-63.

SANTANA, M. N. C.; LEITE, C. G.; PINTO, M. L. L. C. Remuneração do professor leigo. In: LUZ, A. M. C. et.

al. O professor leigo. Cadernos de Educação Política, Salvador, Universidade Federal da Bahia/Ianamá, 1989.

p. 27-31.

SILVA, I. R. T. A escola primária rural. Porto Alegre: Globo, 1952.

SOUZA, E. C. (Auto)biografia: histórias de vida e prática de formação. In: NASCIMENTO, A. D.; HETKOWSKI,

T. M. (Orgs). Memória e formação de professores. Salvador: EDUFBA, 2007. p. 59-74.

TELES, J. F. S. O professor leigo e outros problemas do ensino municipal. In: LUZ, A. M. C. et. al. O professor

leigo. Cadernos de Educação Política, Salvador, Universidade Federal da Bahia/Ianamá, 1989. p. 11-26.

THERRIEN, J. A. A “professora” leiga e o saber social. In: BRASIL, Ministério da Educação. Secretaria Nacional

de Educação Básica. Professor leigo: institucionalizar ou erradicar? São Paulo: Cortez; Brasília: SENEB, 1991.

p. 13-25.

______. A professora rural: o saber de sua prática social na esfera da construção social da escola no campo. In: THERRIEN,

J.; DAMASCENO, M.N (Orgs.). Educação e escola no campo. Campinas: Papirus, 1993. p. 44-51.

Publicado
2013-06-22
Métricas
  • Visualizações do Artigo 282
  • PDF downloads: 368
Como Citar
FERREIRA, L. G. Histórias de vida de professoras rurais: apontamentos sobre questões históricas e políticas de formação. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, v. 20, n. 36, 22 jun. 2013.