Psicanálise, infância e educação infantil contemporânea em giros planetários

Palavras-chave: Psicanálise e educação, Criança, Educação infantil, Tecnologias digitais, Pandemia

Resumo

Este artigo é fruto de estudos e pesquisas em psicanálise, as quais têm como suporte pressupostos teóricos metodológicos na interface sobre a educação e psicanálise através de dois grupos de pesquisas certificados pelo CNPq sobre a infância contemporânea nas dissertações e teses construídas na niversidade. Discorre sobre a relação com o corpo e o aprender infantil no contexto da crise planetária pandêmica, insere a escuta, atravessada pela escola e pelas tensões presentificadas na ambiência da família, bem como a realidade que coloca o sujeito a serviço do gozo ininterrupto dos objetos de consumo, não deixando lugar para a subjetividade emergir. As novas configurações temporo-espaciais para as crianças nascidas na era das tecnologias digitais subtrai o brincar livre e é marcada pela hiperconexão, o que constitui uma das faces do sintoma fruto da linguagem veiculada nas telas planas, obedecendo a lógica da instantaneidade. Portanto, cabe aos pais e educadores da criança incitar o advir temporal da condição subjetiva do ato de educar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGAMBEN, Giorgio. O que é o contemporâneo? E outros ensaios. Tradução de Vinícius Nicastro Honesko. Chapecó, SC: Argos, 2009.

ALMEIDA, S. F. C. A ética do sujeito no campo educativo. In: ALMEIDA, S. F. C. de. Psicologia escolar: ética e competências na formação e atuação profissional. Campinas, SP: Alínea, 2003. p. 179-194.

BAUMAN, Z. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

DOLTO. F. Prefácio. In: MANNONI, Maud. A primeira entrevista em psicanálise. Rio de Janeiro: Elsevier, 1980.

FOUCAULT, M. Les rapports de pouvoir passent à L’intérieur des corps. In: FOUCAULT, M. Dits et Écrits II (1976-1988). Paris: Gallimard, 2001. p. 228-236.

FREUD, S. Análise terminável e interminável. In: FREUD, S. Moisés e o monoteísmo, esboço de psicanálise e outros trabalhos. Rio de Janeiro: Imago, 1996. p. 275-287. (Edição Standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud, vol. 23).

FREUD, S. Novas conferências introdutórias sobre psicanálise. Rio de Janeiro: Imago, 1976. p. 341-345. (Edição Standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud, vol. 22).

HEIDEGGER, M. Conferências e escritos filosóficos/Martin Heidegger. Tradução e notas Ernildo Stein. 4. ed. São Paulo: Nova Cultural, 1991. (Os Pensadores, nº 5).

JERUSALINSKY, A. Psicanálise e desenvolvimento infantil: um enfoque transdisciplinar. Porto Alegre: Artes e Ofícios, 2007.

KIERKEGAARD, S. A. O conceito de angústia. Trad. Álvaro Luiz Montenegro Valls. 2. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.

KUPFER, M. C. M. Educação para o futuro. Psicanálise e educação. São Paulo: Escuta, 2000.

LACAN, J. Outros escritos. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.

LACAN, J. O tempo lógico e a assenção de certeza antecipada: um novo sofisma. In: LACAN, J. Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998. p. 197-213.

LACAN, J. O Seminário 6: o desejo e sua interpretação. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2016.

LACAN, J. O Seminário 5: as formações do inconsciente. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999.

LACAN, J. O Seminário 2: o eu na teoria de Freud e na técnica da psicanálise. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985.

LACAN, J. O Seminário 11: Os quatro conceitos fundamentais da psicanálise. Rio de Janeiro: Zahar, 1998.

LEBRUN, Jean-Pierre. Un monde sans limite: malaise dans la subjectivation. Paris: Érès, 2009.

LEBRUN, Jean-Pierre. La perversionordinaire. Paris: Flammarion, 2015. (Coll. “Champs”).

MOREL, G. Clinique du suicide. Paris: Érès, 2004.

ORNELLAS, L. Por uma educação psicanaliticamente orientada. In: ORNELLAS, M. L. S et al. (org.). Entre-linhas: educação, psicanálise e escuta. Salvador: EDUFBA, 2016. p. 137-144.

ORNELLAS, M. L. S. Psicanálise & educação: o que falta em um está no outro? Salvador: Edufba, 2019.

ORNELLAS, M. L. S.; ORNELLAS, L. Tempos de quarentena: morte e vida anunciadas. In: Revasf – Revista de Educação da Universidade Federal do Vale do São Francisco, Petrolina, v. 10, n. 42, p. 17-35, set./dez. 2020.

ROUDINESCO, E. A família em desordem. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.

SERRES, M. Petite Poucette. Paris: Editions de Noyelles, 2012.

TSEU, L. Tao Te King, Traduction Claude Larre. Paris: Les Carnets DDB, 1994.

Publicado
2020-12-31
Métricas
  • Visualizações do Artigo 176
  • pdf downloads: 138
Como Citar
ORNELLAS, L.; ORNELLAS , M. DE L. Psicanálise, infância e educação infantil contemporânea em giros planetários. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, v. 29, n. 60, p. 31-41, 31 dez. 2020.
Seção
Dossiê Temático 62