Escola pública do campo no contexto das políticas educacionais

ddesafios as práticas formativas do Programa Escola Da Terra no Brasil e na Amazônia Paraense

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2021.v30.n61.p299-314

Palavras-chave:

Políticas educacionais;Educação do Campo; Seriação; Formação de professores; Interdisciplinaridade.

Resumo

Este artigo tem sua origem nas atividades formativas, investigativas e de intervenção realizadas pelo Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação do Campo na Amazônia-GEPERUAZ através do Programa Escola da Terra. Elas pautam uma análise do contexto das escolas públicas do campo, particularmente as escolas rurais multisseriadas e os desafios que se apresentam à execução do Programa Escola da Terra da Amazônia Paraense em meio aos retrocessos das políticas educacionais. A metodologia envolveu estudos bibliográficos, documentais e pesquisa de campo. Pautamos na discussão o contexto, princípios e desafios às práticas formativas de professoras/es no âmbito do Programa Escola da Terra executado no Brasil e na Amazônia Paraense; destacando o controle, a fragmentação e a hierarquização do tempo, do espaço e do conhecimento na escola imposto pelo modelo seriado de ensino, como base de sustentação de sua hegemonia; assim como alguns sinais que convergem para o enfrentamento e a desconstrução dessa hegemonia, assentados no processo de transgressão desse modelo hegemônico, que se materializa nas escolas do campo e quilombolas, sob a organização do ensino (multi)seriado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Salomão Mufarrej Hage, UFPA

Doutor em Educação: Currículo pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, com a realização de Doutorado Sanduíshe na Universidade de Wisconsin-Madison, nos Estados Unidos. É professor do Instituto de Ciências da Educação da Universidade Federal do Pará e docente do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Programa de Linguagens e Saberes da Amazônia. É bolsista produtividade do CNPq, coordena o Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação do Campo na Amazônia, e integra a Coordenação do Fórum Paraense de Educação do Campo. Email: salomao_hage@yahoo.com.br

Hellen do Socorro de Araújo Silva, UFPA

Doutora em Educação e Professora da Universidade Federal do Pará - UFPA, Campus Universitário de Cametá/PA, do Programa de Pós-Graduação em Educação e Cultura e da Faculdade de Educação do Campo. Vice Lider do Grupo de Pesquisa- GESOL: Grupo de Estudos em Educação do Campo, Agroecologia e Economia Solidária. Email: hellenaraujo@ufpa.br

Maria Natalina Mendes Freitas, UFPA

Doutora em Educação e Docente efetiva da Universidade Federal do Pará/Campus Universitário de Bragança; Líder do Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação, Infância e Cotidiano / NEPEIC- Campus Bragança/UFPA. Membro do Grupo de Pesquisa e Extensão "De Bubuia Amazônica - Infâncias, Territórios Rurais e Processos Educativos e Culturais. Email: mnfreitas@ufpa.br.

Publicado

2021-10-19

Como Citar

HAGE, S. M.; SILVA, H. D. S. D.; FREITAS, M. N. M. Escola pública do campo no contexto das políticas educacionais: ddesafios as práticas formativas do Programa Escola Da Terra no Brasil e na Amazônia Paraense. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 30, n. 61, p. 299–314, 2021. DOI: 10.21879/faeeba2358-0194.2021.v30.n61.p299-314. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/10096. Acesso em: 24 maio. 2024.