Uma defesa do princípio ontológico

Whitehead e a ontologia orientada a objetos

Autores

  • Otávio S.R.D. Maciel Universidade de Brasília
  • Rafaela Silva Borges Universidade de Brasilia

Resumo

Este artigo visa a construção de um acoplamento estrutural entre a Filosofia Orientada a Objetos e a Filosofia do Organismo de Whitehead, defendendo a primazia do princípio ontológico através da proposta da hipótese do objeto social. O objeto social aqui difere das interpretações tradicionais da sociologia, centradas na atividade e na personalidade dos humanos, por meio da recuperação da teoria social das associações de Tarde. Esta teoria nos provê uma leitura não-antropocêntrica da sociabilidade. Essa hipótese será reforçada pela introdução da categoria sistêmica de interno/externo, ou sistema/ambiente, como uma característica de autofechamento dos objetos sociais. Equipados com essas duas noções, discutiremos o artigo de Graham Harman “Whitehead and Schools X, Y, and Z”, enquanto redirecionamos suas avaliações para nossa própria hipótese de objeto social. A ideia final é propor uma aliança através da concepção de uma abordagem macro-ontológica da Filosofia do Organismo. Pretendemos mostrar que isso não é apenas coerentemente viável em relação ao próprio esquema categórico de Whitehead, mas também atende aos requisitos de ser um objeto real nas diretrizes da Ontologia Orientada a Objetos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Otávio S.R.D. Maciel, Universidade de Brasília

Doutor em Filosofia pela Universidade de Brasília.

Rafaela Silva Borges, Universidade de Brasilia

Graduanda em Direito pela Universidade de Brasilia.

Downloads

Publicado

2022-07-27

Como Citar

MACIEL, O. S. .; BORGES, R. S. Uma defesa do princípio ontológico: Whitehead e a ontologia orientada a objetos . Anãnsi: Revista de Filosofia, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 246–280, 2022. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/anansi/article/view/14855. Acesso em: 19 abr. 2024.