Entre a ordem e o caos, A farofa das Ides, de Embla Rhodes

  • José Luiz Foureaux de Souza Júnior Universidade Federal de Ouro Preto
  • Maria das Dôres Lara Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais/CESJF
Palavras-chave: Narrativa, Romance, Personagem, Realidade, Ironia

Resumo

O artigo faz uma apresentação do romance A farofa das Ides, de Embla Rhodes, destacando suas qualidades estruturais e enfatizando a sua proposta de renovação de cânones narrativos, sem expressa preocupação “teórica”. A opção pelo caráter “simples” da apresentação se justifica pela marca estilística do autor que, num exercício de ficcionalização de dados concretos, constrói narrativa instigante de leve saber policial, o que identifica a personalidade do texto do autor. A apresentação aponta para a prática da tentativa de renovação do gênero, operacionalizado por dicção narrativa particular. O romance revela extrema preocupação com a ficcionalização dos referidos dados, numa perspectiva crítica e irônica do processo mesmo de narrar. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Luiz Foureaux de Souza Júnior, Universidade Federal de Ouro Preto
PhD em Literatura. Professor de Literatura Luso-Brasileira e Comparada da UFOP. E-mail para contato: foureaux@hotmail.com
Maria das Dôres Lara, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais/CESJF

Mestranda em Literatura na PUC Minas/CESJF. Pós-graduação na UNAERP de Ribeirão Preto, na UFJF – Juiz de Fora-MG – e Fundação Rosemar Pimentel Barra do Piraí, RJ. E-mail para contato: foureaux@hotmail.com.

Publicado
2013-12-29
Métricas
  • Visualizações do Artigo 134
  • PDF downloads: 100
Edição
Seção
SEÇÃO LIVRE