Percepção da palatalização do /S/ em coda: atitudes linguísticas de universitários

  • Josilene de Jesus Mendonça
  • Cósmia Karine Vieira Borges

Resumo

O comportamento linguístico pode ser descrito e compreendido a partir dos julgamentos que os falantes fazem sobre determinado fenômeno linguístico.O falante exerce, de forma mais ou menos consciente, avaliações positivas ou negativas em relação a fenômenos variáveis da língua, influenciando o direcionamento dos processos de variação e mudança linguísticas (LABOV, 2008). Partindo dessa premissa, objetivamos analisar a percepção e a avaliação de universitários da Universidade Federal de Sergipe, Campus Prof. Alberto Carvalho, em relação à palatalização do /S/ em coda silábica. Para realizarmos este estudo, adotando uma abordagem direta, utilizamos um teste de atitudes linguísticas com perguntas relacionadas à palatalização do /S/ em coda, considerando o contexto seguinte t, com os estímulos pastacostapista, e o contexto de coda externa, com os estímulos lápisônibusdepois. A partir dospressupostos da Sociolinguística Variacionista (LABOV, 2008), aplicamos um questionário a 60 informantes. Os resultados evidenciam que os universitários apresentam avaliação neutra em relação à palatalização do /S/ em coda no contexto seguinte t. Por outro lado, a palatalização no contexto de coda externa é alvo de avaliação negativa. Esses resultados evidenciam que a percepção dos universitários em relação à palatalização é sensível ao contexto linguístico.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-05-09
Métricas
  • Visualizações do Artigo 438
  • PDF downloads: 321
Seção
NÚMERO ESPECIAL