O racismo no conto Negrinha (1920), de Monteiro Lobato

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35499/tl.v16i2.14705

Resumo

O trabalho científico ora desenvolvido insere-se numa discussão acerca da presença da ideologia racista na literatura do escritor Monteiro Lobato. De maneira mais específica, será analisada a existência de um pensamento racista na obra “Negrinha” (1920) do referido autor. Nessa lógica, o presente artigo desenvolve-se com a intenção de revelar indícios de racismo na obra supracitada a partir de elementos linguísticos, históricos, sociológicos e ideológicos existentes nesse texto literário. Para tal intento, optou-se por uma pesquisa bibliográfica a fim de buscar um respaldo teórico e crítico na abordagem da aludida temática. Autores como Lopes (2008), Coutinho (2004), Silva (1987), entre outros, serviram como fundamento para o desenrolar desse conjunto de ideias. Como se analisa a maneira pela qual a figura do negro é construída no pensamento de Lobato em uma conjuntura mais ampla da ideologia racial brasileira, o presente material teórico tem sua relevância ao pôr em debate questões cruciais que implicam diretamente na sociedade do país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco das Chagas Souza Costa, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Mestre em Letras pela Universidade Federal de Campina Grande - UFCG; Doutor em Letras pelo Programa de Pós-Graduação em Letras - PPGL, da

do Estado do Rio Grande do Norte - UERN.

Referências

CARVALHO, J. M. Em nome de Deus. Revista de História da Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro, Ano 3, n° 32, p.16, maio 2008.

CASCUDO, Luís da Câmara. Made in África. 4.ed. São Paulo: Global, 2002.

GUIMARÃES, Antônio Sérgio Alfredo. Preconceito de cor e racismo no Brasil. Revista de Antropologia. Vol. 47. Nº 1, São Paulo, 2004. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-77012004000100001. Acesso em 02 out. 2012. COUTINHO, Afrânio. A Literatura no Brasil. 7.ed. São Paulo: Global, 2004.

LOBATO, Monteiro. Negrinha. 1.ed. São Paulo: Globo, 2008.

LOPES, N. A Cor da Cultura. Revista de História da Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro, Ano 3, nº 32, p.22, maio 2008.

NIGRI, A. Monteiro Lobato e o Racismo. Revista Bravonline, Rio de Janeiro, p. 28-31, maio 2011. Disponível em: http: // WWW.bravonline.com.br (05/2011). Acesso em: 02 out. 2012.

PARREIRAS, Ninfas. Confusões de línguas na literatura: o que o adulto escreve, a criança lê. 1.ed. Belo Horizonte: RHJ, 2009.

PIETRI, Émerson de. Práticas de leitura e elementos para a atuação docente. 2.ed. Rio de Janeiro: Ediouro, 2009.

LEDO, Terezinha de Oliveira; MARTINS, Patrícia. Manual brasileira: literatura portuguesa, literatura brasileira. São Paulo: DCL, 2001.

OLIVEIRA, Iolanda de (Org). Relações raciais e educação: novos desafios. Rio de Janeiro: DP & A, 2003.

SHWARCZ, L. M. A santa e a dádiva. Revista de História da Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro, Ano 3, nº 32, p. 20, maio 2008.

SILVA, Martiniano J. Racismo à brasileira: raízes históricas. Brasília:Thesaurus, 1987.

Downloads

Publicado

2022-12-21

Como Citar

COSTA, F. das C. S. O racismo no conto Negrinha (1920), de Monteiro Lobato. Tabuleiro de Letras, [S. l.], v. 16, n. 2, p. 25–39, 2022. DOI: 10.35499/tl.v16i2.14705. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/tabuleirodeletras/article/view/14705. Acesso em: 13 abr. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS