Letramentos Sociais

relato de experiência com alfabetização de adultos e idosos.

Autores

Palavras-chave:

Letramentos Sociais, Práticas Sociais, Educandas/os Jovens, Adultas/os e Idosas/os trabalhadoras/es.

Resumo

Este artigo é resultado de uma pesquisa de doutorado, conduzida durante os anos de 2014 a 2017, na comunidade do Pôr do Sol – Ceilândia (DF) –, por meio da implementação de um projeto de alfabetização e de letramento. Com o objetivo de ampliar os letramentos das/os educandas/os no projeto, foram realizadas, juntamente com monitoras (estudantes de cursos de Pedagogia e de Letras) atividades diversificadas e reflexões acerca da leitura e da escrita, que tiveram como base a realidade das/os educandas/os que participaram da pesquisa. Nesse trabalho, apresenta-se uma atividade que teve como tema central o LIXO, a qual foi desenvolvida a pedido das/os próprias/os educandas/os da pesquisa que, ao observarem a quantidade de lixo existente nas ruas do Pôr do Sol, se preocuparam com os danos que isso podia causar a todas/os as/os moradoras/es. Para as discussões empreendidas no texto em tela, foi utilizado o seguinte arcabouço teórico: Street (1984, 2010), Gee (2000), Barton; Hamilton (1998), Kleiman (2012), Rios (2015), Rios; Reis (2016), entre outros, que fundamentaram a pesquisa realizada, numa perspectiva metodológica qualitativa e etnográfica crítica. Considerando esse interesse, a atividade trouxe como resultados: esclarecimentos sobre os males que o lixo pode causar, mudanças de comportamento tanto no âmbito pessoal quanto no âmbito social, além da ampliação das práticas de leitura e de escrita de todas/os que participaram das atividades propostas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marli Vieira Lins de Assis, Secretaria de Estado de Educação do DF

 Possui graduação em Letras pela Universidade Católica de Brasília (1999), graduação em Pedagogia pela Universidade de Brasília (2000), especialização em Docência do Ensino Superior pela Universidade Cândido Mendes, mestrado em Educação pela Universidade de Brasília (2008) e doutorado em Linguística pela Universidade de Brasília (2018). Atualmente, é pós-doutoranda na Universidade de Brasília, sob a supervisão da Dra. Kátia Augusta Curado Pinheiro Cordeiro da Silva. É professora do Centro Universitário IESB - Ceilândia (DF) e da Secretaria de Estado de Educação do DF. Tem experiência na área de Educação, com ênfase nos seguintes temas: Educação de Jovens, Adultos e Idosos, Letramento e Alfabetização de Jovens, Adultos e Idosos e formação docente. 

 

Guilherme Veiga Rios, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

Doutor em Linguística (Ph. D) pela Lancaster University (2003), Reino Unido. Foi pesquisador-tecnologista da Diretoria de Avaliação da Educação Básica / Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira / Ministério da Educação de 2008 a 2018, atualmente se encontra na Diretoria de Estudos Educacionais. Foi pesquisador-colaborador do Núcleo de Estudos em Linguagem e Sociedade/Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares da Universidade de Brasília, de 1999 a 2019. Participa dos Grupos de Pesquisa cadastrados no Diretório do CNPq: Ensino-Pesquisa-Extensão em Educação Popular e Estudos Filosóficos e Histórico-Culturais (UnB) e Estudos em Análise de Discurso Crítica e Linguística Sistêmico-Funcional (UFU). Foi professor substituto do Departamento de Linguística, Línguas Clássicas e Português, em 1999 e de 2005 a 2006, na Universidade de Brasília.

Referências

ASSIS, Marli Vieira Lins de. Letramentos e identidades sociais: uma proposta etnográfica crítica de leitura e de escrita para (e com) os moradores do pôr do sol (Ceilândia - DF). Tese (Doutorado em Linguística) – Departamento de Linguística da Universidade de Brasília, 293p, 2018.

BARTON, D. Literacy: an introduction to the ecology of written language. Cambridge/USA: Blackwell, 1994.

BARTON, D; HAMILTON, M. Local literacies. London and NY: Routledge, 1998.

BAYNHAM, M. Literacy practices. Investigating literacy in social contexts. Londres/Nova York: Longman, 1995.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, LDB. 9394/1996.

BRASIL. Instuto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Plano Nacional de Educação PNE 2014-2024.

BRASIL. Resolução CNE/CP Nº 1, de 15 de maio de 2006. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia - licenciatura. Brasília, 2006b. Disponível: https://normativasconselhos.mec.gov.br/normativa/view/CNE_rcp0106.pdf?query=LICENCIATURA. Data de acesso: 11 de ago.de 2023.

BRASIL. Resolução CNE/CP nº 2, de 1º de julho de 2015. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Disponível em: https://normativasconselhos.mec.gov.br/normativa/view/CNE_RES_CNECPN22015.pdf?query=LICENCIATURA. Data de acesso: 11 de ago. de 2023.

CURIOSIDADES sobre o lixo. Disponível em: https://www.google.com.br/search?q=curiosidades+sobre+o+lixo&tbm=isch&source=iu&ictx=1&fir=YXxiEiKk6avJYM%253A%252CLvDkK91QGi4MpM%252C_&usg=__0ju-UwWQ-at5bREEi0ySm4Jj5qY%3D&sa=X&ved=0ahUKEwiUt-HPo9PZAhUjwFkKHfncCGMQ9QEIZzAJ#imgrc=YXxiEiKk6avJYM. Acesso em: 10 de fev.de 2016.

GEE, J. P. Teenagers in new times: a New Literacy Studies perspective. Journal of Adolescent & Adult Literacy, v. 43, n. 5, Feb. 2000.

HAMILTON, M. Expanding the new literacy studies: using photographs to explore literacy as social practice. In D. Barton, M. Hamilton, & R. Ivanic (eds.). Situated Literacies. London: Routledge, 16-34, 2000.

KLEIMAN, A. EJA e o ensino de língua materna: relevância dos projetos de letramento, 2012. Disponível em: https://periodiifsc.edu.br/index.php/EJA/article/download/874/pdf‎. Acesso em:10 nov.2012.

PENNA, M. Relatos de migrantes: questionando as noções de perda de identidade e desenraizamento. In SIGNORINI, Inês (Org.). Língua(gem) e identidade: elementos para uma discussão no campo aplicado. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2001.

PROBLEMAS QUE O LIXO CAUSA. Disponível em: http://www.re9recicle.com.br/2015/problemas-que-o-lixo-causa/. Acesso em: 10 fev. 2016.

REIS, R. A constituição do sujeito político, epistemológico e amoroso na alfabetização de jovens e adultos. 2000. (Tese de doutorado), Faculdade de Educação. Universidade Estadual de Campinas/. Campinas, São Paulo, 2000.

RIOS, G; REIS, R. Alfabetização de adultos, como linguagem-desenvolvimento do ser-humano. Revista Emancipação, Ponta Grossa, v. 16, n.2: p. 205-217, 2016. Disponível em: http://www.revistas2.uepg.br/index.php/emancipacao. Acesso em: 10 fev. 2016.

RIOS, G. Discurso docente sobre conceitos no ensino de língua portuguesa como língua materna e a consciência linguística crítica. Revista Domínios de Linguagem, Uberlândia, vol. 9, n. 4, out./dez. 2015. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/28742. Acesso em: 11 fev. 2023.

SILVA, Kátia Augusta Curado Pinheiro Cordeiro da. Formação de professores na Base Nacional Comum Curricular: conceitos em disputa. In: LIBÂNEO, José Carlos; ROSA, Sandra Valéria Limonta; ECHALAR, Adda Daniela Lima Figueiredo; SUANNO, Marilza Vanessa Rosa (Orgs.). Didática e formação de professores: embates com as políticas curriculares neoliberais. Goiânia: Cegraf UFG, 2022, p. 27-37. Disponível em: https://publica.ciar.ufg.br/ebooks/edipe2_ebook/artigo_0 3.html (https://publica.ciar.ufg.br/ebooks/edipe2_ebook/artigo_03.html)

_________________________________________. Epistemologia da práxis na formação de professores: perspectiva crítico-emancipadora. Campinas, São Paulo: Mercado das Letras, 2018.

______________________________; CRUZ, Shirleide Pereira da Silva. Projetos em disputa na definição das políticas da formação de professores para a educação. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/8918 . Acesso em: 20/11/2022.

STREET, B. Literacy in theory and practice. Cambridge: CUP, 1984.

. Social Literacies: critical approaches to literacy in development ethnography and education. London: Longman,1995.

. Literacy events and literacy practices: theory and practice in the New Literacy Studies. In: MARTIN-JONES, M.; JONES, K. Multilingual literacies: reading and writing different worlds. John Benjamins B.V., 2000, p.17-29.

. Abordagens alternativas ao letramento e desenvolvimento. Teleconferência Brasil sobre o letramento, outubro de 2003a.

. What’s “new” in new literacy studies? Critical approaches to literacy in theory and practice. Current Issues in Comparative Education. Columbia: Teachers College, Columbia University, v. 5, n. 2, p.77-99, 2003b.

. Abordagens de gênero para letramentos acadêmicos? Revista Brasileira de Linguistica Aplicada, Belo Horizonte, v. 10, n. 2, p. 347-361, 2010.

. Letramentos sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. (Trad.: Marcos Bagno). São Paulo: Parábola Editorial, 2014.

Arquivos adicionais

Publicado

2023-11-20

Como Citar

VIEIRA LINS DE ASSIS, M.; VEIGA RIOS, G. Letramentos Sociais : relato de experiência com alfabetização de adultos e idosos. Revista Internacional de Educação de Jovens e Adultos, [S. l.], v. 6, n. 11, p. 133–144, 2023. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/rieja/article/view/19117. Acesso em: 19 jun. 2024.

Edição

Seção

Dossiê 11 10 Anos Comemorativos do MPJA: o legado na pesquisa e inserção social