Potencialidades da Gamificação na Educação de Jovens e Adultos

Autores

Palavras-chave:

Educação de Jovens e Adultos, Gamificação, Inovação, Ensino e aprendizagem

Resumo

Este artigo é parte integrante da pesquisa Gamificação aplicada à Educação de Jovens e Adultos desenvolvida no Programa Profissional em Educação de Jovens e Adultos (MPEJA/UNEB). A questão investigativa que a norteou buscou saber quais são as potencialidades que a gamificação apresenta quando aplicada à Educação de Jovens e Adultos. Para tanto, este recorte tem por objetivo investigar as potencialidades da gamificação quando aplicada a educação de jovens e adultos para inovar a prática pedagógica na escola. Para composição do procedimento metodológico foi escolhida a pesquisa aplicada, de abordagem qualitativa com o dispositivo da pesquisa-ação. Os instrumentos utilizados foram o questionário, a observação participante e o grupo focal. Os colaboradores da investigação foram 30 alunos, sendo 13 do sexo feminino e 17 do sexo masculino, de uma turma da Educação de Jovens e Adultos do Colégio Estadual Maria Xavier de Andrade Reis, situado na cidade de Presidente Tancredo Neves - Bahia. Os resultados da pesquisa apontaram que a EJA também é um espaço para a inovação e os alunos estão abertos a novas formas de pensar, ser, aprender e agir no mundo e a gamificação criou um ambiente propício para a aprendizagem ao favorecer potencialidades como a autonomia, o foco, a criatividade, a autoria, a curiosidade e a colaboração entre os estudantes da EJA. 

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Naiara Serafim Santos Mota, Universidade do Estado da Bahia: Salvador, BA, BR

Doutoranda em Educação e Contemporaneidade, linha de pesquisa Educação, Currículo e Processos Tecnológicos (PPGEduc/UNEB). Mestra pelo Programa de Mestrado Profissional em Educação de Jovens e Adultos, Área de Concentração em Gestão Educacional e Tecnologias da Informação e da Comunicação da Universidade do Estado da Bahia - UNEB (2020). Especialista em Produção de Mídias para Educação Online pela Universidade Federal da Bahia -UFBA (2019) e em Educação, Contemporaneidade e Novas Tecnologias pela Universidade Federal do Vale do São Francisco ? UNIVASF (2016). Graduada em Pedagogia com Habilitação em Docência e Gestão de Processos Educativos pela Universidade do Estado da Bahia - UNEB (2015). Possui Licenciatura em Educação Artística pelo Curso de Formação Especial de Docente da Faculdade Integrada de Araguatins - FAIARA (2016). Atualmente é professora na rede Estadual de Educação da Bahia, atuando no Colégio Maria Xavier de Andrade Reis na cidade de Presidente Tancredo Neves. Atuou como professora tutora no curso de especialização em Tecnologia e Educação Aberta e digital da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - UFRB/SEAD (2018-2019). Atuou, de 2015 a 2018, como Professora nos três anos de formação do curso Técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio da Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN) -Bahia. Desenvolveu projetos de incentivo à leitura, escrita, inclusão digital e gamificação com os alunos da CFR-PTN e com crianças de escolas públicas do Município de Presidente Tancredo Neves. Participa do Grupo de Estudo e Pesquisa Gestão, Organização, Tecnologia e Políticas Públicas em Educação - GP-GEPE/UNEB Campus I. Tem experiência na área de Educação e tecnologias digitais, realizando investigações sobre a gamificação e suas potencialidades no processo de ensino e aprendizagem.Tem interesse na área de Educação, Educação de Jovens e Adultos, Arte e Mídia digital, Tecnologias digitais, Gamificação, Multiletramentos, Educação online, Gestão educacional e Formação de Professores. É produtora de conteúdo nos meios digitais com foco na formação continuada dos professores. As produções encontram-se na página do instagram (@naiaramotaoficial) e no canal do Youtube (Naiara Mota).

Antonio Amorim , Universidade do Estado da Bahia: Salvador, BA, BR

Antonio Amorim é professor titular titular da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). É formado em Pedagogia e tem Doutorado em Psicologia pela Universidade de Barcelona - Espanha. Fez Mestrado em Educação e Currículo pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP). Tem Pós-Doutorado em Difusão do Conhecimento pelo Doutorado Mul-Institucional e Multidisciplinar da Universidade Federal da Bahia. Foi membro titular do Conselho Estadual de Educação da Bahia (CEE-BA); foi Pró-Reitor de Ensino de Graduação da UNEB, por duas vezes; também, por duas vezes foi Diretor do Departamento de Educação do campus I da UNEB, em Salvador - Bahia, que oferece curso de Doutorado em Educação e três Mestrados, um acadêmico na área de educação e dois mestrados profissionais, um em Educação de Jovens e Adultos e outro em Gestão e Tecnologia Aplicada à Educação. É líder do Grupo de Pesquisa em Organização, gestão, Tecnologia e Políticas Públicas em Educação, com registro no CNPQ.

Referências

ALVES, Flora. Gamification: Como criar experiências de aprendizagem engajadoras: um guia completo do conceito à prática. 2. ed. São Paulo: DVS Editora, 2015.

ALVES, Lynn; MINHO, Marcelle; DINIZ, Marcelo. Gamificação: diálogos com a educação. In: FADEL, Luciane M. et al. (org.) Gamificação da educação. São Paulo: Pimenta cultural, 2014. p. 73 – 96.

ARROYO, Miguel González. Balanço da EJA: o que mudou nos modos de vida dos jovens-adultos populares? REVEJ@ - Revista de Educação de Jovens e Adultos, v. 1, n. 0, p. 1-108, ago. 2007.

BRASIL. Congresso Nacional. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – Lei 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996. Diário da União, p. 13-14, 23 de dezembro de 1996.

BURKE, Brian. Gamificar: como a gamificação motiva as pessoas a fazerem coisas extraordinárias. São Paulo: DVS Editora, 2015.

CARVALHO, R. V. A juventude na educação de jovens e adultos: uma categoria provisória ou permanente? 2009. Disponível em: <https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2009/2937_1947.pdf >. Acesso em: 4 abr. 2015.

FARDO, Marcelo Luis. A gamificação como método: Estudo de elementos dos games aplicados em Processos de ensino e aprendizagem. 2013. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Caxias do Sul, Rio Grande do Sul.

KAPP, K. M.; CONÉ, J. What Every Chief Learning Officer Needs to Know about Games and Gamification for Learning. Department of Instructional Technology and Institute for Interactive Technologies, 2012.

LACERDA, M. M.; SCHLEMMER, E. Letramento Digital na perspectiva emancipatória, digital e cidadã no desenvolvimento de práticas educativas gamificadas. Rev. Diálogo Educ., Curitiba, v. 18, n. 58, p. 645-669, jul./set. 2018.

MACEDO, Janúbia S. S. A formação docente e o fenômeno da juvenilização na educação de jovens e adultos: desafios formativos. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação de Jovens e Adultos) - Universidade do Estado da Bahia, Salvador.

SILVEIRA, Denise Tolfo; CÓRDOVA, Fernanda Peixoto. A pesquisa científica. In: GERHARDT, Tatiana Engel. SILVEIRA, Denise Tolfo. (Org). Métodos de Pesquisa. Porto Alegre: Editora de UFRGS, 2009.

SCHLEMMER, Eliane. Gamificação em espaços de convivência híbridos e multimodais: design e cognição em discussão. Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 23, n. 42, p. 73-89, jul/dez 2014.

THIOLLENT, M. Metodologia da pesquisa-ação. São Paulo: Cortez, 2009.

WERBACH, Kevin; HUNTER, Dan. For The Win: How Game Thinking Can Revolutionize Your Business. Filadélfia, Pensilvânia: Wharton Digital Press, 2012. Disponível em: <http://fliphtml5.com/ndhs/wtqf/basic/51-100>. Acesso em 03 de outubro de 2019.

Arquivos adicionais

Publicado

2023-11-20

Como Citar

MOTA, N. S. S. .; AMORIM , A. . Potencialidades da Gamificação na Educação de Jovens e Adultos. Revista Internacional de Educação de Jovens e Adultos, [S. l.], v. 6, n. 11, p. 34–52, 2023. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/rieja/article/view/15783. Acesso em: 25 fev. 2024.

Edição

Seção

Dossiê 11 10 Anos Comemorativos do MPJA: o legado na pesquisa e inserção social