Saberes de Si Como Dispositivos de Formação Continuada nas Salas da EJA

Autores

Palavras-chave:

Formação continuada. Pesquisa (auto)biográfica. Saberes da Experiência.

Resumo

Este texto é fruto da pesquisa de mestrado realizado no programa de pós-graduação em Crítica Cultural e teve como objetivo principal investigar a trajetória de vida de uma professora da EJA (Educação de Jovens e Adultos), observando as relações que se estabelecem entre a sua experiência, o seu processo de formação continuada e sua atuação docente no fazer pedagógico. Trata de uma pesquisa de caráter qualitativo tendo como foco principal a pesquisa (auto)biográfica por sua característica autoformativa e promotora de reflexões, constituindo-se como uma aliança harmônica no processo de formação continuada de professores da EJA. No processo metodológico, foram utilizadas como técnicas de pesquisa, as entrevistas narrativas e o de campo. A pesquisa aponta que o processo de formação continuada do educador não ocorre apenas em cursos de formação ou em universidades, ele acontece principalmente na prática do professor antes, durante e pós-ação realizada, num processo reflexivo. Indica também que as práticas precisam ser valorizadas e reconhecidas como parte do processo de formação dos educadores para que seja um processo que possibilite enfrentamentos acerca  dos dilemas e desafios encontrados na educação na EJA, sejam experienciados através da formação continuada, no aprimoramento da prática docente, e na transformação de realidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Áurea da Silva Pereira, Universidade do Estado da Bahia

Possui graduação em Letras Vernáculas pela Universidade do Estado da Bahia (1996), mestrado em Educação e Contemporaneidade pela Universidade do Estado da Bahia (2008) e doutorado em Educação e Contemporaneidade pela Universidade do Estado da Bahia (2014). Atualmente é Professora Titular da Universidade do Estado da Bahia, no Departamento de Educação, Campus II. Atua como Professora Permanente no Programa de Pós-graduação em Crítica Cultural, na Linha 2: Letramentos, Identidades e Formação de Educadores. Tem experiência na área Educação, Letramentos e Formação docente com ênfase nos seguintes temas: letramentos em comunidades rurais; narrativas e memórias (auto)biográficas; alfabetização e letramentos nas escolas; memórias e envelhecimento. Líder do grupo de pesquisa GPLIN- Grupo de Pesquisa Letramentos, identidades e narrativas

Referências

ALARCÃO, I. (Org.) Escola reflexiva e nova racionalidade. Porto Alegre: Artmed, 2001.
ARROYO, Miguel G. Educação de jovens e adultos em tempos de exclusão. Alfabetização e Cidadania. São Paulo, n. 11, 2001.
DELORY-MOMBERGER, Christine. Abordagens metodológicas na pesquisa biográfica. Revista Brasileira de Educação, v. 17, n.51, set-dez. 2012.
FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 13. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983a.
FREIRE, P. A Importância do Ato de Ler. 23. ed. São Paulo: Cortez, 1989.
FREIRE, Paulo. Educação como prática de liberdade. 5ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.
FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 33 Ed. São Paulo, 1997.
FREIRE, A. M. A.. (Org.). Pedagogia dos sonhos possíveis. São Paulo: Editora UNESP, 2001. (Série Paulo Freire).Paulo: Paz e Terra, 1996.
IMBERNÓN, F. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. São Paulo: Cortez, 2001.
JOSSO, Marie-Christine. Experiências de vida e formação. São Paulo: Cortez, 2004.
MACEDO, Roberto Sidnei. Compreender/ Mediar a Formação: o fundante da educação. Brasília: Liber Livro Editora, 2010.
NÓVOA, António. Professores e sua formação. Lisboa, Dom Quixote, 1998.
NÓVOA, António; FINGER, Matthias (Org.). O método (auto)biográfico e a formação. Natal, RN: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2010.
PERRENOUD, Philippe. A formação dos professores no século XXI. In:PERRENOUD, Philippe et al. As competências para ensinar no século XXI: a formação dos professores e o desafio da avaliação. Tradução de Cláudia Schilling e Fátima Murad. Porto Alegre: Artmed, 2002a.p. 11-33.
PERRENOUD, Philippe. A Prática Reflexiva no Ofício do Professor: Profissionalização e razão pedagógica. Porto Alegre: Artmed Editora, 2002.
PIMENTA, Selma Garrido. Saberes pedagógicos e atividade docente. São Paulo: Cortez, 1999.
SOUZA, Elizeu Clementino de.(Org). (Auto)biografias e Documentação Narrativa: rede de pesquisa e formação. Salvador: EDUFBA, 2015.
SCHÖN, Donald A. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NÓVOA, António (Coord.). Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.
,Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 2000.
TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.
ZACCARELLI, L. M.; GODOY, A. S. Perspectivas do uso de diários nas pesquisas em organizações. Cadernos EBAPE. BR, v. 8, n. 3, art. 10, p. 550-563, 2010.

Downloads

Publicado

2023-01-20

Como Citar

VIEIRA, F. S. A.; PEREIRA, . Áurea da S. Saberes de Si Como Dispositivos de Formação Continuada nas Salas da EJA. Revista Internacional de Educação de Jovens e Adultos, [S. l.], v. 4, n. 08, p. 160–175, 2023. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/rieja/article/view/15126. Acesso em: 13 abr. 2024.