O governo Bolsonaro, a crise política e as narrativas sobre a pandemia

  • Ivandilson Miranda Silva Universidade do Estado da Bahia
Palavras-chave: Governo Bolsonaro, Crise política, Pandemia, Narrativas

Resumo

Este artigo discute o Governo Bolsonaro, a crise política e as narrativas sobre a pandemia. Pretende uma análise da atual conjuntura brasileira que vivencia duas crises: a crise política e a crise sanitária. O governo brasileiro de forma deliberada não enfrenta a pandemia do novo coronavírus e com isso, amplia o número de infectados que ultrapassa 2 milhões, empurrando o país para a maior tragédia da saúde pública de sua história com mais de 100 mil mortes, um genocídio presenciado por todo o mundo. O texto trata, também, as diversas narrativas sobre a pandemia, as narrativas do presidente Bolsonaro e seus seguidores, as narrativas que confrontam vidas e empregos (economia e saúde), as narrativas que criam um inimigo externo causador da pandemia, as narrativas da charlatanice religiosa que vende curas milagrosas e  a narrativa do “Fique  em Casa”. Todo esse contexto político/pandêmico fragiliza a oposição ao governo que seque forças para emplacar um processo de impeachment. Estas são as questões discutidas neste texto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivandilson Miranda Silva, Universidade do Estado da Bahia
Doutor em Educação e Contemporaneidade pelo Programa de Pós-Graduação (PpgeDuc) da Universidade do Estado da Bahia; Professor da FACIBA (Faculdade de Ciências da Bahia); Professor da Unime Salvador.

Referências

AGOSTINHO. 1980. Confissões. São Paulo, Abril Cultural. (Os pensadores).

CARVALHO, Maytê. Coronavírus: pandemia não é questão de opinião - a relativização das verdades na retórica bolsonarista. Portal Yahoo Notícias. Brasil, 2020. Disponível em: https://br.noticias.yahoo.com/coronavirus-opiniao-retorica-jair-bolsonaro-relativizacao-verdades-171916502.html , acesso: 16/07/2020.

DUSSEL, Enrique. 20 Teses de Política. São Paulo, Expressão Popular/Buenos Aires, Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales – CLACSO, 2007.

ESPINHEIRA, Gey. Teoria Pós-Modernas: Aulas. Salvador, Ba. Universidade Federal da Bahia (UFBa), 2005.

JOVCHELOVITCH, Sandra; BAUER, Martin. Entrevista narrativa. In: GASKEL, George; BAUER, Martin (Ed.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som. Um manual prático. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008. p. 90-113.

MAQUIAVEL, Nicolau. O Príncipe. São Paulo, Martins Fontes, 2001.

PATRIOTA, Fernando. Bolsonaro, uma crise sem precedentes. Jornal Brasil de Fato, Paraíba,2020. Disponível em: https://www.brasildefatopb.com.br/2020/06/29/bolsonaro-uma-crise-sem-precedentes, acesso: 14/07/2020

REBUÁ, Carlos Eduardo. Das normalidades: fascismo e o Brasil sob Bolsonaro. Jornal GGN, São Paulo, 2019. Disponível em: https://jornalggn.com.br/politica/das-normalidades-fascismo-e-o-brasil-sob-bolsonaro/, acesso: 31/06/2020.

SILVA, Ivandilson Miranda. “ La Calle, La Plaza, La Palabra”: Educação Popular, Contemporaneidade e Experiência da Universidade das Madres de la Plaza De Mayo. 2020, 267p. Tese Doutorado, Programa de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidade (Ppgeduc), Universidade do Estado da Bahia, Salvador, Ba, 2020.

SOLANO, Esther. Simpósio analisa disputas das narrativas em tempos de pandemia. UFG - Universidade Federal de Goiás, 2020. Disponível em: https://www.ufg.br/n/128987-simposio-analisa-disputas-das-narrativas-em-tempos-de-pandemia, acesso: 15/07/2020.

SOUZA, Jessé. O que significa Bolsonaro no poder. Jornal Brasil de Fato, São Paulo, 2019. Disponível em: https://www.brasildefato.com.br/2019/05/08/artigo-or-o-que-significa-bolsonaro-no-poder-por-jesse-souza, acesso: 14/07/2020.

WEBER, Maria Helena. Covid-19 na perversa narrativa presidencial. Observatório de Comunicação Pública (Obcomp), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (RS), 2020.

Publicado
2020-12-29
Métricas
  • Visualizações do Artigo 2717
  • pdf downloads: 1460
Como Citar
SILVA, I. M. O governo Bolsonaro, a crise política e as narrativas sobre a pandemia. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, v. 5, n. 16, p. 1478-1488, 29 dez. 2020.