A narrativa biográfica no debate acadêmico contemporâneo: uma contribuição bibliográfica

Palavras-chave: Biografia, Narrativa, Academia, Epistemologia

Resumo

O sucesso editorial do gênero biográfico não se reflete diretamente na academia. Por vezes, esse tipo de narrativa fora negligenciado ou diminuído em várias áreas do conhecimento e, principalmente, na História. Contudo, diversos estudos vêm alterando essa perspectiva sobre a biografia, possibilitando a ampliação dos usos biográficos na História e em variadas ciências. Partindo de uma análise bibliográfica, buscamos elucidar quais são os debates acadêmicos atuais sobre este gênero, quais os principais usos dessa narrativa neste ambiente, e quais as limitações e problematizações da biografia na contemporaneidade, principalmente no campo historiográfico. Ao final, pudemos identificar um avanço epistemológico no gênero biográfico, conseguindo este ter maior autonomia, principalmente frente à historiografia, contudo, ainda há um longo caminho para quebrar tabus em torno dessa forma de narrativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mauro Henrique Miranda de Alcântara, Instituto Federal de Rondônia
Doutor em História pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Realizou estágio doutoral na Universidad de Buenos Aires. Professor do Instituto Federal de Rondônia (IFRO), Campus Cacoal.

Referências

ASOCIACIÓN DE HISTÓRIA CONTEMPORÁNEA; MARCIAL PONS HISTORIA. Ayer. Madrid, AHC, v. 93, n. 1, p. 1-7. 2014. Disponível em: http://revistaayer.com/anteriores/307. Acesso em: 15 out. 2019.

AVELAR, Alexandre de Sá. Escrita Biográfica e escrita da história no pensamento de Wilhelm Dilthey. Dimensões. Vitória-ES, v. 38, p. 120-142. jan-jun 2017. Disponível em: http://www.periodicos.ufes.br/dimensoes/article/view/16809. Acesso em: 15 out. 2019.

AVELAR, Alexandre de Sá. O reencontro com o General: relendo uma tese nove anos depois. Diálogos. Maringá, UEM, v. 21, nº 2, 2017b, p. 3-14. Disponível em: http://www.periodicos.uem.br/ojs/index.php/Dialogos/article/view/39523. Acesso em: 15 out. 2019.

ARFUCH, Leonor. O espaço biográfico: dilemas da subjetividade contemporânea. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2010.

BURDIEL, Isabel. Historia Política y biografía: más allá de las fronteras. Ayer. v. 93, nº 1 p. 47-83, 2014a. Disponível em: http://revistaayer.com/anteriores/307. Acesso em: 15 out. 2019.

BURDIEL, Isabel. Presentación. Ayer. Madrid, AHC, v. 93, nº 1, p. 13-18, 2014b. Disponível em: http://revistaayer.com/anteriores/307. Acesso em: 15 out. 2019.

CERTEAU, Michel. A Escrita da História. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1982.

CYMBRYKIEWICZ, Joanna. How new is the new biography? Some Remarks on the misleading term’s past and present. Studia Europaea Gnesnensia. v. 18, p. 129-146, 2018. Disponível em: https://steurgn.pl/portal/joanna-cymbrykiewicz.pdf. Acesso em: 15 out. 2019.

DELORY-MOMBERGER, Christine. A pesquisa biográfica ou a construção compartilhada de um saber do singular. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)Biográfica. Salvador, BIOgraph, v. 01, nº 01, p. 133-147, jan./abr. 2016. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/rbpab/article/view/2526. Acesso em: 01 jun. 2020.

DELORY-MOMBERGER, Christine. Fundamentos epistemológicos da pesquisa biográfica em educação. Educação em Revista. Belo Horizonte, UFMG, v. 27, nº 01, p. 333-346. abr. 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/edur/v27n1/v27n1a15.pdf. Acesso em: 01 jun. 2020.

DOSSE, François. O Desafio Biográfico: Escrever uma Vida. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2009.

LEVI, Giovanni. “Usos da biografia”. In: FERREIRA, Marieta; AMADO, Janaína. Usos & abusos da história oral. Rio de Janeiro: FGV, 2003. p. 167-182.

LEVILLAIN, Philippe. Os protagonistas: da biografia. In: RÉMOND, René. Por uma história política. Rio de Janeiro, RJ: Editora FGV, 2003. p. 141-184.

LORIGA, Sabina. O pequeno X: da biografia à história. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2011.

MOREIRA, Maria Eunice; CABALLÉ, Anna. A hora da biografia. Letras de Hoje. Porto Alegre, PUCRS, v. 53, nº 2, p. 187-189, 2018. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fale/article/view/31525/17035. Acesso em: 15 out. 2019.

PINEAU, Gaston. As histórias de vida em formação: gênese de uma corrente de pesquisa-ação-formação existencial. Educação e Pesquisa. São Paulo, FEUSP, v. 32, nº 2, p. 329-343. mai./ago. 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ep/v32n2/a09v32n2.pdf. Acesso em: 01 jun. 2020.

REVEL, Jacques. História e historiografia: exercícios críticos. Curitiba-PR: Ed. UFPR, 2010.

SCHMIDT. Benito Bisso. Os múltiplos desafios da biografia ao/à historiador/a. Diálogos. Maringá, UEM, v. 21, nº 2, p. 44-49, 2017. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/Dialogos/article/view/39527. Acesso em: 15 out. 2019.

SHUBERT, Adrian. What do historians really think about biography? Letras de Hoje. Porto Alegre, PUCRS, v. 53, nº 2, p. 196-202, 2018. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fale/article/view/31498. Acesso em: 15 out. 2019.

XAVIER, Antônio Roberto; VASCONCELOS, José Gerardo; VALE XAVIER, Lisimére Cordeiro do. Biografia e educação: aspectos histórico-teórico-metodológico. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)Biográfica. Salvador, BIOgraph, v. 03, nº 09, p. 1016-1028, set./dez. 2018. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/rbpab/article/view/5607. Acesso em: 01 jun. 2020.

Sites

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Instituto de Estudos Brasileiros. História e Biografia: Perspectivas para os Estudos Brasileiros. Disponível em: <https://uspdigital.usp.br/jupiterweb/obterDisciplina?sgldis=IEB0262&verdis=1>. Acesso em: 10 jun. 2019.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Instituto de Estudos Brasileiros. Memorialismo Brasileiro: Autobiografia. Disponível em: < https://uspdigital.usp.br/jupiterweb/obterDisciplina?sgldis=IEB0255&verdis=1>. Acesso em: 10 jun. 2019.

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA. Programa de Pós-graduação em Educação e Contemporaneidade. Estrutura Curricular. Disponível em: < https://portal.uneb.br/ppgeduc/estrutura-curricular/>. Acesso em 04 jun. 2020.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Disciplinas. Disponível em: <https://www.ifch.unicamp.br/ifch/timegrid/graduacao/disciplinas>. Acesso em:10 jun. 2019.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História. Disciplinas. Disponível em: <https://www.ifch.unicamp.br/ifch/pos/historia/disciplinas>. Acesso em: 10 jun. 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ. Programa de Pós Graduação em Educação. Discentes. Lista de Oferta de Disciplinas no Semestre. Disponível em: < https://www.ppge.ufc.br/ppge/wp-content/uploads/2017/02/Oferta-de-Disciplinas-2019.1.pdf>. Acesso em 04 jun. 2020

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO. Matriz Curricular dos cursos de graduação. Disponível em: <http://sistemas.ufmt.br/matrizcurricular/>. Acesso em: 10 jun. 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO. Quadro de disciplinas ofertadas pelo Programa de Pós-Graduação em História (2018/2). Disponível em: <http://ppghis.com/ppghis/o-programa/disciplinas-do-semestre/doutorado.html>. Acesso em: 10 jun. 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Departamento de História. Horário 2017/1. Disponível em: <https://www.ufpe.br/documents/39423/388656/HOR%C3%81RIO+2017.1.pdf/9c05bda2-0027-43ef-99b0-751d10a1847f>. Acesso em: 10 jun. 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Programa de Pós-Graduação em História. Grade Curricular. Disponível em: <https://www.ufpe.br/ppghistoria/grade-curricular>. Acesso em: 10 jun. 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO. Instituto de História. Ementas das disciplinas de graduação. Disponível em: <http://historia.ufrj.br/>. Acesso em: 10 jun. 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO. Programa de Pós-Graduação em História Social. Disciplinas. Disponível em: < https://www.ppghis.historia.ufrj.br/disciplinas/>. Acesso em: 10 jun. 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE. Bacharelado em História. Disponível em: <http://www.historia.uff.br/grad/files/2013_flux_bacharelado.pdf>. Acesso em: 10 jun. 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE. Licenciatura em História. Disponível em: <http://www.historia.uff.br/grad/files/2013_flux_licenciatura.pdf>. Acesso em: 10 jun. 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE. Programa de Pós-graduação em História. História e Biografia. Lima Barreto, José Saramago, Edgar Rodrigues. Disponível em: < http://www.historia.uff.br/stricto/cursos_detalhe.php?cod_curso=1273>. Acesso em: 10 jun. 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO. Graduação em História. Disciplinas obrigatórias. Disponível em: < http://cursos.ufrrj.br/grad/historia/disciplinas-obrigatorias/>. Acesso em: 10 jun. 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO. Programa de pós-graduação em História. Quadro de horário de disciplinas (2019/1). Disponível em: <http://cursos.ufrrj.br/posgraduacao/pphr/files/2019/02/1-Quadro-de-hor%C3%A1rios-disciplinas-2019-1.pdf>. Acesso em: 10 jun. 2019.

Publicado
2020-06-29
Métricas
  • Visualizações do Artigo 390
  • PDF downloads: 370
Como Citar
MIRANDA DE ALCÂNTARA, M. H. A narrativa biográfica no debate acadêmico contemporâneo: uma contribuição bibliográfica. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, v. 5, n. 14, p. 796-814, 29 jun. 2020.