Em busca de novas práticas de liberdade: uma autobiografia com António Candeias

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31892/rbpab2525-426X.2023.v8.n23.e1117

Palavras-chave:

Autobigrafia., Formação docente., Formação inicial e contínua., Educação libertária., Investigação baseada em artes.

Resumo

O presente artigo resulta de uma pesquisa autobiográfica sobre a formação de uma professora do ensino superior junto do “professor marcante” (CASTANHO, 2001) António Candeias (1955-2010). Encontrando-se perante uma encruzilhada, a investigadora procura trabalhar uma narrativa de formação numa abordagem de investigação baseada em artes. Constrói a narrativa junto a um acervo documental de diários, notas, fotografias e e-mails, materiais dispersos que envidam a reconstitução de um sentido ao trabalho docente, ao mesmo tempo que convocam a influência do professor, psicólogo, historiador da educação, anarquista, cuja obra é também passada em revista. A pesquisa permitirá restituir um sentido à profissionalidade, como estando em alinhamento com os interesses pessoais e a profissão de investigador-docente, constituindo assim um sentido em si mesmo. Conclui-se, mais uma vez, que a pesquisa autobiografica pode ter um efeito de reconfiguração do sentido da profissionalidade.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Luísa Paz, Universidade de Lisboa

Doutora em Educação – História da Educação pela Universidade de Lisboa. Professora auxiliar no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. Pertence ao Grupo de Investigação em Currículo, Formação de Professores e Tecnologia.

Referências

ACASO, María; MEGÍAS, Clara. Art thinking: Como el arte puede transformar la educación. Barcelona: Paidós, 2017.
ATKINSON, Dennis. Art, equality and learning: Pedagogies against the State. Londres: Sense. 2011.
ATKINSON, Dennis. The adventure of pedagogy, learning and the not-known. Subjectivity, vol. 8, n. 1, p. 43- 56. 2015.
ATKINSON, Dennis. Inheritance, disobedience and speculation in pedagogic practice. Discourse: Studies in the Cultural Politics of Education, vol. 43, n. 5, p. 749-765. 2022. DOI: 10.1080/01596306.2021.1975911
AUGUSTO. Ana Isabel. O tempo do espaço em branco. O lugar do Kairos e do Ócio numa pedagogia a partir da criação teatral. Tese de Doutoramento em Educação Artística. Instituto de Educação, Universidade de Lisboa, Lisboa, Portugal, 2023.
BARONE, Thomas. The purposes of arts-based educational research. International Journal of Educational Research, vol. 23, n. 2, p. 169-180. 2005. DOI: https://doi.org/10.1016/0883-0355(95)91500-G
BOURDIEU, Pierre. As regras da arte: Génese e estrutura do campo literário. Lisboa: Editorial Presença, 1996 (1.ª ed. or. 1992).
CAETANO, A.; PAZ; A.; ROCHA, A. & MARQUES, C. (2020). Narrativas de investigação e formação em Educação Artística, no Ensino Superior – A escrita dialógica em devir. Educação, Artes e Inclusão. Santa Catarina, vol. 45, p. 8-32. Disponível em: http://www.revistas.udesc.br/index.php/arteinclusao/article/view/14906 Acesso em: 13 fev. 2023.
CANDEIAS, António. Movimento operário português e educação (1900-1926). Análise Psicológica, série II, vol. 1, p. 39-60. 1981.
CANDEIAS, António. Contributos para a história da educação na 1ª República portuguesa: a educação popular através do jornal «A Batalha» – 1919-1927. In: 1º Encontro de História da Educação em Portugal. Lisboa, 14-16 de Outubro de 1987. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1988, p. 81-91.
CANDEIAS, António. Educar de outra forma: A Escola-Oficina n.º 1 de Lisboa, 1905-1930. Lisboa: Instituto de Inovação Educacional, 1994.
CANDEIAS, António. Literacy, schooling and modernity in twentieth‐century Portugal: what population censuses can tell us. Paedagogica Historica, vol. 40, n. 4, p. 509-530. 2006.
CANDEIAS, António (dir. e coord.); PAZ, Ana; ROCHA, Melânia. Alfabetização e escola em Portugal nos séculos XIX e XX: Os censos e as estatísticas. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2004.
CASTANHO, Maria Eugênia. Sobre professores marcantes. In: CASTANHO, Sérgio; CASTANHO, Maria Eugênia. Temas e textos em metodologia do Ensino Superior. Campinas, SP: Papirus, 2001.
CATANI, Denice ET AL. Docência, memória e gênero: estudos sobre formação. São Paulo: Escrituras, 1992.
CABELEIRA Helena. As imagens como fonte histórica. In: ALVES, Luís; PINTASSILGO, Joaquim. História da Educação: Fundamentos teóricos e metodologias de pesquisa (2005-2014). Porto: CITEM, 2017, p. 175–201.
CAVACO, Carmen. Éducation biographique et pouvoir d’agir de l'expert du vécu. Le sujet dans la cité, Actuels n° 14, 2022/2, p. 45-58. DOI: 10.3917/lsdlc.014.0045. https://doi.org/10.3917/lsdlc.014.0045 Disponível em: https://www.cairn.info/revue-le-sujet-dans-la-cite-2022-2-page-45.htm Acesso em: 13 fev. 2023.
CAVACO, Carmen. A investigação biográfica em educação no contexto português. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)Biográfica, Salvador, v. 03, n. 09, p. 814-828, set./dez. 2018.
DA CUNHA, M. I. Docência na Educação Superior: a professoralidade em construção. Educação, [S. l.], v. 41, n. 1, p. 6–11, 2018. DOI: 10.15448/1981-2582.2018.1.29725. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/index.php/faced/article/view/29725. Acesso em: 10 mar. 2023.
FERRAROTTI, F. Sobre a autonomia do método biográfico. In: NÓVOA, António; FINGER, Mathias (orgs.), O método (auto)biográfico e a formação. Lisboa: MS/DRHS/CFAP, 1988. p.17-34.
GAZTAMBIDE-FÉRNANDEZ, Ruben A. Why the Arts Don’t Do Anything: Toward a New Vision for Cultural Production in Education. Harvard Educational Review, vol. 83, n. 1, p. 211-236. Primavera, 2013.
GREENWAY, Kate. Historiographic Poiesis and Adoption Ephemera: Journeys in Arts-Based Research. In: ANDREWS, Bernard W, Perspectives on Arts Education Research in Canada, Volume 1. Leida: Brill, 2019, p. 47-65.
HERNÁNDEZ, Fernando. H. La investigación basada en las artes. Propuestas para repensar la investigación en Educación. Educación Siglo XXI, vol. 26, p. 85-118. 2008.
RANCIÈRE, Jacques. O mestre ignorante: Cinco ensaios sobre a emancipação intelectual. Lisboa: Pedagogo, 2010.
LEMOS, Iramaia Regina de Araújo. A autonomia no processo de autoformação –contributos do método autobiográfico. Dissertação de Mestrado em Educação – Educação de Adultos. Lisboa, Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, 2016. Disponível em: https://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/26563/1/ulfpie051190_tm.pdf Acesso em: 13 fev. 2023.
MARTINS, C. Historicizing the Ahistorical Child of the Portuguese Primary Arts Education Curriculum. The Arts in School as the Governing of the Child’s Soul. Historia de la Educación, Salamanca, vol. 40, p. 221-241. 2021.
NEUKOMM, Sigismund Ritter von. Esquisse biographique de Sigismond Neukomm écrite par lui-même. s.d, 1.ª ed. or. 1858. Disponível em: <http://www.musicologie.org/theses/neukomm_01.html>. Acesso em: 13 fev. 2023.
NIETO, Isaac Martín. Entre história e memória. A historiografia sobre o anarquismo português. Ler História. Lisboa, ISCTE, vol. 81, p. 69-89. 2022. DOI: https://doi.org/10.4000/lerhistoria.11069
NÓVOA ET AL. Vidas de Professores. Porto: Porto Editora,1992.
Ó, Jorge Ramos do. Fazer a mão: Por uma escrita inventiva na Universidade. Lisboa: Edições do Saguão, 2019.
OLIVEIRA, Marilda de; CHARRÉU, Leonardo. Contribuições da perspetiva metodológica “Investigação baseada nas artes” e da a/r/tografia para as pesquisas em Educação. Revista em Educação, vol. 32, n. 2, p. 365-382, 2016.
PAZ, Ana Luísa Fernandes. Ensino da Música em Portugal (1868-1930): Uma história de pedagogia e do imaginário nacional. Tese de Doutoramento em Educação – História da Educação. Instituto de Educação, Universidade de Lisboa, Lisboa, Portugal, 2014. Disponível em: http://repositorio.ul.pt/handle/10451/18383 Acesso em: 17 de fev. 2023.
PAZ, Ana Luísa; CAETANO, Ana Paula. Arts education and writing as research and pedagogic practice: Critical perspectives in higher education or how we became the teachers yet to come. Art, Design & Communication in Higher Education, vol. 19, n. 2, p. 185-201. 2020.
PINEAU, G. A autoformação no decurso da vida: entre a hétero e a ecoformação. In: NÓVOA, António; FINGER, Mathias (orgs.), O método (auto) biográfico e a formação. Lisboa: MS/DRHS/CFAP, 1988. p. 64-77.
PINTASSILGO, Joaquim. A Educação Nova em Portugal: Construção de uma “Tradição de Inovação”. Historia Caribe. Universidad del Atlantico, vol. XIII, n. 33, p. 49-82. 2018.
RANCIÈRE, J. O mestre ignorante: Cinco ensaios sobre a emancipação intelectual. Lisboa: Pedagogo, 2010.
RIBEIRO, Ana Filipa Gandum. Lembranças, Souvenirs, Recuerdos Fotografia e Emigração Portuguesa para o Brasil (1860-1960). Tese de Doutoramento em Estudos Artísticos - Arte e Mediações. Lisboa, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa, 2019. Disponível em: https://run.unl.pt/handle/10362/66892 Acesso em: 17 de mar. 2023.
ROCHA, Ana Isabel. A experiência do livro como lugar de reflexão epistemológica em Educação Artística. Tese de Doutoramento em Educação Artística. Instituto de Educação, Universidade de Lisboa, Lisboa, Portugal, 2023.
ROCHA, Ana Isabel; CAETANO, Ana Paula; PAZ, Ana Luísa. Narrativas entrelaçadas no ensino superior - Como nos constituímos enquanto comunidade e produzimos colaborativamente conhecimento emancipatório sobre investigação baseada em artes?. Revista Brasileira de Educação do Campo, v. 6, 1-24. 2021. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.rbec.e12458 Disponível em: https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/campo/article/view/12458/19148 Acesso em: 13 fev. 2023.
SINNER, Anita; LEGGO, Carl; IRWIN, Rita L.; GOUZOUASIS, Peter; & GRAUER; Kit. Arts‐Based Educational Research Dissertations: Reviewing the Practices of New Scholars. Canadian Journal of Education, vol. 29, n. 4, p. 1223‐1270. 2006.
VALLERA, Tomás; PAZ, Ana Luísa. O sábio-aprendiz e o efémero lugar da escrita: Para uma ética da inventividade académica. Educação e Pesquisa: Revista de educação e pesquisa da Universidade de São Paulo. São Paulo, vol. 40, n. 2, pp. 483-498. abr./jun, 2014. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1517-97022014061415

Downloads

Publicado

2023-06-09

Como Citar

PAZ, A. L. Em busca de novas práticas de liberdade: uma autobiografia com António Candeias. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, [S. l.], v. 8, n. 23, p. e1117, 2023. DOI: 10.31892/rbpab2525-426X.2023.v8.n23.e1117. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/rbpab/article/view/16892. Acesso em: 27 fev. 2024.