“Queria ter começado desde novo”: o esporte paralímpico na história de vida de um deficiente intelectual

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31892/rbpab2525-426X.2023.v8.n23.e1141

Palavras-chave:

Deficiência intelectual, Esporte paralímpico, História de vida

Resumo

Esta pesquisa objetivou analisar as influências do esporte paralímpico no desenvolvimento e na trajetória de vida da pessoa com deficiência intelectual (DI) a partir da história de vida de um atleta DI da modalidade de atletismo residente em um município de pequeno porte da mesorregião norte-central do Paraná.  Evidenciou-se que, embora a história de vida do atleta DI é marcada por inúmeras dificuldades relacionadas, principalmente, com os aspectos financeiros e falta de incentivo para a prática esportiva até a fase da adolescência, o esporte teve/tem um papel extremamente importante como meio de inclusão social e melhoria da qualidade de vida, não somente nos aspectos relacionados à saúde, mas também, psicológicos, sociais e econômicos. Conclui-se que é de suma importância possibilitar o acesso à prática esportiva às pessoas com deficiência considerando os benefícios nos aspectos: físicos/motores, intelectual, social, afetivo e cultural no desenvolvimento como atleta e como cidadão. Ressalta-se como um dos meios a realização da extensão universitária, a qual tem o potencial de colocar em prática a responsabilidade social da universidade pública e contribuir para uma transformação efetiva da realidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andréia Paula Basei, Universidade Estadual de Maringá, Campus Regional do Vale do Ivaí

Docente do Departamento de Ciências do Movimento Humano da Universidade Estadual de Maringá, Campus Regional do Vale do Ivaí. Doutora em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Campinas

Ricardo Alexandre Carminato, Universidade Estadual de Maringá, Campus Regional do Vale do Ivaí

Docente do Departamento de Ciências do Movimento Humano da Universidade Estadual de Maringá, Campus Regional do Vale do Ivaí

Doutorando em Educação Física pelo Programa de Pós-Graduação Associado em Educação Física  UEM/UEL

Jhenifer da Silva Pereira, Universidade Estadual de Maringá, Campus Regional do Vale do Ivaí

Graduada em Educação Fisica. Departamento de Ciências do Movimento Humano. Universidade Estadual de Maringá, Campus Regional do Vale do Ivaí.

Referências

ARROYO, Miguel; VIELLA, Maria Lopes; SILVA, Maurício Roberto (org.). Trabalho infância: exercícios tensos de ser criança, haverá espaço na agenda pedagógica? Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.

AMERICAN ASSOCIATION ON INTELLECTUAL AND DEVELOPMENTAL DISABILITIES. Intellectual Disability. Disponível em: https://www.aaidd.org/intellectual-disability/faqs-on-intellectual-disability. Acesso em: 13 abr. 2022.

BARBANTI, Valdir. O que é esporte? Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde, [s. l.], v. 11, n. 1, p. 54–58, 2012. Disponível em: https://rbafs.org.br/RBAFS/article/view/833. Acesso em: 22 dez. 2023.

BRANCATTI, Paulo Roberto et al. História de vida de pessoas deficientes físicos que participam nos projetos de basquete sobre rodas e atletismo adaptado. Revista da Associação Brasileira de Atividade Motora Adaptada, Marília, v.18, n.2, p. 159-176, jul./dez., 2017. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/sobama/article/view/7505. Acesso em: 22 dez. 2023.

BRASIL. Lei n. 10.891, de 09 de julho de 2004 – Institui a Bolsa-Atleta. Brasília, 2004.

BRASIL. Política nacional do esporte. Ministério público do esporte. Brasília, Ed. 5, 2005. Disponível em: http://arquivo.esporte.gov.br/arquivos/politicaNacional/ politicaNacionalCompleto.pdf. Acesso em: 5 out. 2021.

BRASIL. Estatuto da pessoa com deficiência. Brasília: Senado Federal, Coordenação de Edições Técnicas, 2015.

BRASIL. Lei n° 9.615, de 24 de março de 1998. Institui normas gerais sobre o desporto e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 1998. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9615consol.htm. Acesso em: 12 abr. 2021.

CARDOSO, Vinicius Denardin. A reabilitação de pessoas com deficiência através do desporto adaptado. Rev. Bras. Ciênc. Esporte, Florianópolis, v.33, n.2, p.529-539, 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbce/a/KVK8XWkSVGyMZLxqXgB8kqH/?lang=pt. Acesso em: 22 dez. 2023.

COMIM, Flavio, Artes e esportes [livro eletrônico]: relação com desenvolvimento humano integral. São Paulo: Fundação Itaú Social, 2019.

COMITE PARALIMPICO BRASILEIRO - CPB. Jogos Paralímpicos de verão: resultados do Brasil. Disponível em: https://cpb.org.br/competicoes/jogos-paralimpicos-de-verao/resultados-do-brasil/. Acesso em: 12 dez. 2023.

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE DESPORTOS PARA DEFICIENTES INTELECTUAIS. Ranking Atletismo CBDI 2021. Disponível em: http://cbdi.org.br/wp-content/uploads/2022/03/Ranking-Atletismo-CBDI-2021-Novo.pdf. Acesso em: 30 abr. 2022.

DALLA DÉA, Vanessa Santana. et al. Participação da pessoa com deficiência intelectual e síndrome de Down nas Paralimpíadas: o direito à visibilidade. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, [s. l.], v. 35, n. 3, p. 77-87, 2021. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rbefe/article/view/194549. Acesso em: 22 dez. 2023.

DRAGO, Rogério; SANTOS, Camila Reis. História de vida na pesquisa com adultos com deficiência: algumas reflexões. Revista Educação: Teoria e Prática, v. 23, n. 44, p. 81-94, 16 dez. 2013. Disponível em: https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/educacao/article/view/6945. Acesso em: 22 dez. 2023.

FREDERICO, Jacqueline Costa; LAPLANE, Adriana Lia Friszman de. Sobre a Participação Social da Pessoa com Deficiência Intelectual. Revista Brasileira de Educação Especial, v. 26, n. 3, jul./set. 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbee/a/r4nbdV8mLHZ7Jw5pFp79R7n/. Acesso em: 22 dez. 2023.

GLAT, Rosana; PLETSCH, Márcia. O método de história de vida em pesquisas sobre autopercepção de pessoas com necessidades educacionais. Revista Educação Especial, v. 22, n. 34, 2009. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/268. Acesso em: 22 dez. 2023.

MACHADO, Raoni Perruci. Atleta Como Maior Legado Olímpico. In: Katia Rubio, (Org.) Megaeventos Esportivos, Legado e Responsabilidade Social. São Paulo: Casa Do Psicólogo, 2008. p. 161-185.

MELLO, Marco Túlio; WINCKLER, Ciro. Esporte Paralímpico. São Paulo, Atheneu, 2012.

OLIVEIRA, Amália Rebouças de Paiva; FAUSTINO, Pedro Ferreira; SEABRA JUNIOR, Manoel. O. Adaptações de estratégias e recursos como auxilio a prática do badminton às crianças com deficiência intelectual. Revista Eletrônica Gestão & Saúde. Edição Especial Julho, p. 600-611, 2013. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/rgs/article/view/292. Acesso em: 22 dez. 2023

OLIVEIRA, Amalia Rebouças de Paiva; GONÇALVES, Adriana Garcia; SEABRA JUNIOR, Manoel. O. Badminton e esporte adaptado para pessoas com deficiência: revisão sistemática de literatura. Rev. Assoc. Bras. Ativ. Mot. Adapt., Marília, v.18, n.1, p. 93-108, jan./jun., 2017. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/sobama/article/view/6957. Acesso em: 22 dez. 2023.

PESTANA, Mayara Borkowske et al. Efeitos do exercício físico para adultos com deficiência intelectual: Uma revisão sistemática. J. Phys. Educ. São Paulo, v. 29, Edição 1, 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/j/jpe/a/hv8wzTd4w7PFpw6wYVDRQsQ/abstract/?lang=pt. Acesso em: 22 dez. 2023.

PEREIRA-SILVA, Nara Liana, FURTADO, Adelaine Vianna, ANDRADE, Jaqueline de Melo. A Inclusão no Trabalho sob a Perspectiva das Pessoas com Deficiência Intelectual. Trends in Psychology, Ribeirão Preto, v. 26, n. 2, p. 1003-1016, Jun. 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/j/tpsy/a/ZK6HxCDKT9dgw4dDXrYw5DK/abstract/?lang=pt. Acesso em: 22 dez. 2023.

REIS, Joab Grana; ARAÚJO, Suéllen Melo; GLAT, Rosana. Autopercepção de pessoas com deficiência intelectual sobre deficiência, estigma e preconceito. Revista Educação Especial, v. 32, 2019, pp. 1-16. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/33882. Acesso em: 20 nov. 2023.

SERON, Bruna Barboza et al. O esporte para pessoas com deficiência e a luta anticapacitista: dos estereótipos sobre a deficiência à valorização da diversidade. Revista Movimento, [s. l.], v. 27, p. e27048, 2021. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/113969. Acesso em: 17 abr. 2023.

SILVA , Diego Orcioli et.al. Atividade física para pessoas com deficiência: Guia de Atividade Física para a População Brasileira. Revista Brasileira Atividade Física e Saúde, v.26, Bezerra ES, 2021. Disponível em: https://rbafs.emnuvens.com.br/RBAFS/article/view/14558. Acesso em: 29 mar. 2022.

VARGAS, Leandro Martinez et al. Desenvolvimento das habilidades motoras fundamentais em crianças com deficiência intelectual: diferença entre os sexos. Cad. Pós-Grad. Distúrb. Desenvolv. São Paulo, v. 18, n. 1, p. 83-103, jun. 2018. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1519-03072018000100006&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 22 dez. 2023.

VICCARI, Gabriely Souza; MATTES, Verônica Volski. Construções e transições de carreira no esporte adaptado: um estudo de caso com uma atleta paraolímpica da seleção brasileira de voleibol sentado. Revista da Associação Brasileira de Atividade Motora Adaptada, Marília, v. 19, n. 2, 2018. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/sobama/article/view/8392. Acesso em: 20 abr. 2022.

WINNICK, Joseph. Educação física e esportes adaptados. 3.ed. Barueri: Manole, 2004.

Downloads

Publicado

2023-12-26

Como Citar

BASEI, A. P.; CARMINATO, R. A.; PEREIRA, J. da S. “Queria ter começado desde novo”: o esporte paralímpico na história de vida de um deficiente intelectual. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, [S. l.], v. 8, n. 23, p. e1141, 2023. DOI: 10.31892/rbpab2525-426X.2023.v8.n23.e1141. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/rbpab/article/view/16786. Acesso em: 13 abr. 2024.