(Re)significando a atuação docente: orientação de residência educacional e o ensino remoto

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31892/rbpab2525-426X.2021.v6.n19.p943-955

Palavras-chave:

Residência Educacional., Docência., Pandemia, Recursos Audiovisuais

Resumo

O artigo que aqui se apresenta em forma de narrativa autobiográfica, compreende a temática da formação e trabalho docente como valorização da subjetividade singular e plural que contribui na investigação das mais variadas formas de expressão que a categoria docente vivenciou e vivencia num contexto de Pandemia, uma vez que tal processo permite investigar a própria subjetividade, mas também a ação profissional nas dimensões temporal e espacial que se reorganizam. Deste modo, narramos aqui nossa experiência em dupla docência, ao longo do 1º semestre de 2020, em um curso de Licenciatura em Ciências Humanas em uma Faculdade de Educação no âmbito do Programa de Residência Educacional na cidade de São Paulo a partir de uma reflexão: como nós, orientadoras de residência, (re)significamos nossa atuação frente ao processo de ensino e aprendizagem no contexto de ensino remoto? Tal processo resultou em uma autorreflexão sobre os desafios e potencialidade do uso de recursos tecnológicos e audiovisuais na realização da atividade docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Rossi Duci, Faculdade Sesi de Educação/FASESP

Doutora em Educação Escolar pela Faculdade de Ciências e Letras/Araraquara (FCLAr) da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp). Professora da Faculdade SESI de Educação (Fasesp). Pesquisadora do Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa - Tecnologia e Educação da Fasesp e membro do GEP - Teoria Crítica: Tecnologia, Cultura e Formação.

Ana Paula Gomes Seferian, Faculdade Sesi de Educação/FASESP

Doutora em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FEUSP). Professora da Faculdade SESI de Educação (Fasesp). Atua no Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa Formação de professores, currículo e práticas pedagógicas da Fasesp e no Grupo Ensino de Geografia em Múltiplos Contextos, também da FEUSP.

Referências

DOS SANTOS, Elzanir.; LIMA, Idelsuite de Souza.; DE SOUSA, Nadia Jane “Da noite para o dia” o ensino remoto: (re)invenções de professores durante a pandemia. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, v. 5, n. 16, p. 1632-1648, 29 dez. 2020. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/rbpab/article/view/9178. Acesso em: 8 fev. 2021.

DELORY-MOMBERGER, Christine. A pesquisa biográfica ou a construção compartilhada de um saber do singular. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, Salvador, v. 1, n. 1, p. 133-147, jan./abr. 2016. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/rbpab/arti-cle/view/2526 Acesso em: 17 fev. 2021.

ENSAIO sobre a Cegueira. Direção de Fernando Meirelles. Rio de Janeiro: Globo Filmes, 2008. 1 DVD (121 min.).

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Terra e Paz, 1996.

GALIAN, Claudia Valentina Assumpção; LOUZANO, Paula Batista Jorge “Michael Young e o campo do currículo: da ênfase no conhecimento dos poderosos à defesa do conhecimento poderoso. Revista e Pesquisa, v. 40, nº 4, p. 1109-1124, São Paulo Oct/Dec. 2014.

Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1517-97022014000400016&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em: 9 fev. 2021.

LIMA, Maria Divina Ferreira “Estágio supervisionado no curso de pedagogia: o entrelaçamento da docência com a teoria e a prática” In: Estágio supervisionado: lócus de construção e reconstrução de saberes / Maria Divina Ferreira, organizadora – Teresina: EDUFPI, 2018 p. 47-65

MOURA, Manoel Oriosvaldo. A atividade de Ensino como Ação Formadora. In: CASTRO, Amelia Domingues de; CARVALHO, Anna Maria Pessoa de (Orgs.). Ensinar a ensinar: didática para a escola fundamental e média. São Paulo: Cengage Learning, 2012. p. 145-162.

NÓVOA, António. Formação de professores e trabalho pedagógico. Lisboa: Educa, 2002.

PASSEGGI, Maria da Conceição; Narrativas da experiência na pesquisa-formação: do sujeito epistêmico ao sujeito biográfico. v. 41, n. 1, p. 67–86, 2016. DOI:10.18593/r.v41i1.9267

SOUZA, Elizeu Clementino de; MEIRELES, Mariana Martins. Olhar, escutar e sentir: modos de pesquisar-narrar em educação. Revista Educação e Cultura Contemporânea. Rio de Janeiro, v. 15, n. 39, p. 282-303, 2018. Disponível em http://www.ppgmuseu.ffch.ufba.br/sites/ppgmuseu.ufba.br/files/elizeuclementino.pdf. Acesso em: 10 fev. 2021.

Downloads

Publicado

2021-12-24

Como Citar

ROSSI DUCI, J.; GOMES SEFERIAN, A. P. . (Re)significando a atuação docente: orientação de residência educacional e o ensino remoto. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, [S. l.], v. 6, n. 19, p. 943–955, 2021. DOI: 10.31892/rbpab2525-426X.2021.v6.n19.p943-955. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/rbpab/article/view/11164. Acesso em: 29 maio. 2024.