FORMAÇÃO HUMANA E RACIONALIDADE SUBSTANTIVA: resistência à formação instrumental

Élido Santiago da Silva, Gilmar Pereira da Silva

Resumo


O presente artigo tem por objetivo caracterizar as formas manifestas da Racionalidade Substantiva nos currículos dos cursos do ensino médio integrado à educação profissional. Para responder ao objetivo proposto foi realizada uma análise de conteúdo (Bardin, 1977) nos Projetos pedagógicos dos cursos de Edificações, Eletrotécnica e Informática do ensino médio integrado à educação profissional e do Projeto pedagógico do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Piauí – campus Parnaíba. Para o tratamento dos dados coletados se utilizou o contínuo de racionalidades proposto por Maurício Serva (1997), baseado no pensamento original de Alberto Guerreiro Ramos (1981), com a finalidade de desvelar valores racionais presentes nos documentos. A partir desta matriz, uma categoria foi definida a priori: Formação humana substantiva. A categoria a priori desdobrou-se em duas categorias empíricas denominadas de “Formação humana substantiva para a humanização” e “Formação humana substantiva para a transformação social”. Como resultado da pesquisa, destaca-se a Racionalidade Substantiva manifesta nos documentos oficiais do Instituto pesquisado é posta como resistência ao processo de instrumentalização da formação escolar. Sendo que os documentos apontam para valores que reforçariam aspectos isonômicos e de transformação do mundo do trabalho e da sociedade em si.


Palavras-chave


Formação Humana, Racionalidade Substantiva, Arena de disputas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.29378/plurais.2447-9373.2019.v4.n3.115-131

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Élido Santiago da Silva, Gilmar Pereira da Silva

 

 

 e-ISSN: 2447-9373

Qualis Periódicos (2017-2018): B3

 

 

 Base de Indexadores:

         

  

 Localização dos Acessos:

 

 Licença:

 Licença Creative Commons
 Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.