A Formação do Pesquisador da Prática Pedagógica

Autores

  • Marli André Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.29378/plurais.2447-9373.2016.v1.n1.%25p

Palavras-chave:

Prática Pedagógica, Formação do Pesquisador, Pesquisa Engajada.

Resumo

Este texto discute alguns desafios enfrentados na formação do pesquisador da prática pedagógica, a partir da experiência que vem sendo realizada no Mestrado Profissional em Educação: Formação de Formadores, da PUC SP. Na implantação desse curso surgiram duas questões básicas: O que caracteriza o trabalho final no mestrado profissional? Como se distingue dos trabalhos finais do mestrado acadêmico? Qual o lugar da pesquisa na formação do profissional da prática pedagógica?Recorreu-se a vários autores estrangeiros e brasileiros que ajudassem a esclarecer essas dúvidas, e foram localizadas contribuições importantes, principalmente, as de Bernardete Gatti (2014) que distingue a pesquisa engajada da pesquisa acadêmica.Outra questão enfrentada pelos docentes do Mestrado Profissional em Educação: Formação de Formadores (FORMEP), da PUC SP foi: Como formar o pesquisador da prática pedagógica? As reflexões e os caminhos encontrados na busca das respostas a essas questões serão, aqui, compartilhadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-08-22

Como Citar

ANDRÉ, M. A Formação do Pesquisador da Prática Pedagógica. Plurais - Revista Multidisciplinar, Salvador, v. 1, n. 1, 2018. DOI: 10.29378/plurais.2447-9373.2016.v1.n1.%p. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/plurais/article/view/2300. Acesso em: 24 jun. 2024.