A construção do processo formativo de Agentes Populares de Comunicação no Movimento dos Pequenos Agricultores na Bahia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29378/plurais.2447-9373.2022.v7.n.14992

Palavras-chave:

movimento social do campo, educação popular, comunicação popular e comunitária

Resumo

A construção do processo formativo dos Agentes Populares de Comunicação no âmbito do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) na Bahia se inicia diante da necessidade de combater a desinformação nas comunidades em que atua o MPA, bem como de fortalecer os conceitos defendidos pelo movimento de soberania alimentar, campo, campesinato, entre outros. Demonstramos como o agronegócio tem trabalhado na elaboração de imagens hegemônicas para esses conceitos utilizando-se da mídia empresarial, e como é possível a construção de discursos contra-hegemônicos a partir da comunicação comunitária. Nosso objetivo, portanto, foi apontar o percurso de elaboração das oficinas para formação de agentes populares de comunicação, que irá capacitar tanto para a leitura crítica dos meios quanto para a construção de processos de comunicação comunitária. Trazemos ainda a experiência da aplicação de uma oficina-piloto e os resultados obtidos, bem como estes nos direcionaram a incorporar alterações no processo formativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alfredo Luiz Portugal, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Militante do Movimento dos Pequenos Agricultores, MPA; militante do Coletivo Brasil de Comunicação, Intervozes. Mestrando em Educação do Campo, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, UFRB. Formado em Jornalismo e em Letras, Universidade Tiradentes, UNIT. Especialista em Resolução de Conflitos, Universidade Federal de Sergipe, UFS. Compõe o grupo de pesquisa em Educação do Campo e Contemporaneidade, UNEB.

Gabriela Santana, Movimento dos Pequenos Agricultores

Jornalista e mestre em Literatura pela Universidade Federal de Sergipe. Coordena o coletivo estadual de Saúde Popular do Movimento dos Pequenos Agricultores na Bahia. Compõe também os coletivos nacional e estadual de Comunicação do MPA.

Referências

AMORIM, Gabriela; PORTUGAL, Alfredo L. M. Agronegócio, desinformação e a fome no Brasil. Blog Intervozes, Carta Capital. 20/10/21. Disponível em: <https://www.cartacapital.com.br/blogs/intervozes/agronegocio-desinformacao-e-a-fome-no-brasil/>. Acesso em: 10 dez. 2021.

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e filosofia da linguagem. 16ª ed. São Paulo: Hucitec Editora, 2014.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O que é educação popular. 1ª ed. E-book. São Paulo: Ed. Brasiliense, 2017.

CHÃ, Ana Manuela. Agronegócio e indústria cultural: estratégias das empresas para a construção da hegemonia. São Paulo: Expressão Popular, 2018.

ELVER, Hilal; TUNCAK, Baskut. Efeitos dos agrotóxicos no direito à alimentação. In: BURIGO, André Campos; VAZ, Bernardo Amaral; LONDRES, Flávia; FRANCO NETTO, Guilherme; MENEZES, Marco Antônio Carneiro; PACHECO, Maria Emília Lisboa; SOUZA, Natália Almeida; PETERSEN, Paulo. Cadernos de Estudos: Saúde e Agroecologia, vol. 1. Rio de Janeiro: Fiocruz; ANA; ABA-Agroecologia, 2019.

FAO. Segurança alimentar e nutricional na América Latina e Caribe. s/d. Disponível em: <https://www.fao.org/americas/prioridades/seguridad-alimentaria/pt/>. Acessado em: out. 2021.

FONTES, Virgínia. Intelectuais e mídia – quem dita a pauta? In: COUTINHO, Eduardo Granja (org.). Comunicação e contra-hegemonia. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2008.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

______. Educação como prática da liberdade. 12ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982.

______. Extensão ou Comunicação? 3ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.

GOHN, Maria da Glória. Movimentos sociais e educação. 2ª ed. São Paulo: Cortez, 1994.

______. Teorias dos movimentos sociais: paradigmas clássicos e contemporâneos. 4ª ed. São Paulo: Loyola, 2004.

GRUPPI, Luciano. O conceito de hegemonia em Gramsci. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1978.

MARTINS, Helena. Comunicações em tempos de crise: economia e política. São Paulo: Expressão Popular, Fundação Rosa Luxemburgo, 2020. (Coleção Emergências)

MPA. Plano camponês por soberania alimentar e poder popular. São Paulo: Outras Expressões, 2019.

______. Soberania alimentar. s/d. Disponível em: <https://mpabrasil.org.br/soberania-alimentar/>. Acessado em: 14 jun. 2022

NASCIMENTO, Letycia Gomes. Etnocomunicação Indígena como Prática de Liberdade Decolonialista e Ancestral. Curitiba: Editora Appris, 2021.

PACHECO, Maria Emília. Abastecimento alimentar no Brasil. In: QUEVEDO, Mateus Menezes (org.) Semear: Cadernos de Soberania Alimentar, Agroecologia e Abastecimento. Abastecimento Popular de Alimentos. Ano 2, n. 2. Salvador: Movimento dos Pequenos Agricultores; Fundação Heirinch Böll, 2022.

PARK, Margareth. De Jeca Tatu a Zé Brasil: a possível cura da raça brasileira. In: Revista Estudos Sociedade e Agricultura, 13, outubro 1999.

PICOLLI, Daniel. Resgate da luta camponesa na Bahia. Documentos internos do MPA: Sistematização da história do MPA na Bahia. Vitória da Conquista – BA, 2004.


PERUZZO, Cicilia Krohling. Comunicação nos Movimentos Populares: a participação na construção da cidadania. Petrópolis, RJ: Ed. Vozes, 1998.

______. Revisando os conceitos de Comunicação Popular, Alternativa e Comunitária. In: XXIX CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO - INTERCOM, 29, 2006, Brasília. Anais [...]. São Paulo, 2006. Disponível em: <http://www.portcom.intercom.org.br/pdfs/116338396152295824641433175392174965949.pdf>. Acesso em: 04 jun. 2022.

______. Ideias de Paulo Freire aplicadas à comunicação popular e comunitária. Revista FAMECOS: mídia, cultura e tecnologia, vol. 24, n. 1, jan.-abr., Porto Alegre, 2017.

POMPEIA, Caio. Formação política do agronegócio. São Paulo: Elefante, 2021.

SILVA, Merli Leal. Pedagogia freireana na perspectiva da educomunicação popular. Rev. Ed. Popular. Uberlândia, v. 18, n. 3, p. 4-19, set./dez. 2019.

VIANA, Nildo. Linguagem, discurso e poder — Ensaios sobre Linguagem e sociedade. Pará de Minas (MG): Editora Virtualbooks, 2009.

Downloads

Publicado

2022-10-24

Como Citar

PORTUGAL, A. L.; SANTANA, G. A construção do processo formativo de Agentes Populares de Comunicação no Movimento dos Pequenos Agricultores na Bahia. Plurais - Revista Multidisciplinar, Salvador, v. 7, p. 1–15, 2022. DOI: 10.29378/plurais.2447-9373.2022.v7.n.14992. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/plurais/article/view/14992. Acesso em: 28 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Temático: Enlace Entre Movimentos Sociais, Educação e Tecnologias