A POESIA DO VALE DO SÃO FRANCISCO NO CONTEXTO PANDÊMICO, EM CONSONÂNCIA COM A CRÔNICA“EM DEFESA DAS PALAVRAS”, DE EDUARDO GALEANO

Resumo

O presente artigo não pretende discutir a Literatura como transfiguração, reinvenção, recriação ou transposição do estético, do belo ou ficcional. Antes, incide de uma constatação das autoras, a partir da crônica “Em defesa das palavras”, do jornalista e escritor uruguaioEduardo Galeano, por considerarem pertinentes, as suas observações, a respeito do ato da escrita, como condição de resistência e liberdade.É uma interpretação que se baseia na concepção e envolvimento produzidos pelos diferentes textos, criados em um contexto de silêncio e solidão, presentes no livro “Versos em Pandemia – retalhos de um tempo”. Traduzidos de palavras, que perderam as suas significações meramente dicionarizadas e tomaram condutas outras, que excedem o factual, assumindo-se como pretexto e transcendência de um tempo, para as autoras, esses versos traduzem sensações e emoções que transbordaram de um claustro a céu aberto, em que as pessoas perderam o direito de ir e vir – liberdade – e passaram a viver do medo e incertezas institucionalizadas. São passagens de uma obra que marca e delimita não só o tempo, mas todas as vidas. Sendo assim, de forma reflexiva, as autoras buscaram traduzir esses significados, em consonância com a interpretação de alguns fragmentos (versos ou estrofes) “Em defesa das palavras” de Galeano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Claudete Maria Galvão de Lima, Universidade Federal do Espírito Santo - UFES

Graduada em LETRAS - Universidade de Pernambuco (1984), graduada em PEDAGOGIA - Universidade de Pernambuco ( 1991); Especialização em em METODOLOGIA DO ENSINO SUPERIOR - Universidade de Pernambuco ( 1986), Especialização em LITERATURA BRASILEIRA - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC - MG ( 1995) e MESTRADO EM EDUCAÇÃO - Universidade Federal do Espírito Santo - UFES - (2004). Foi professora concursada, Coordenador de Extensão e Cultura e Vice Diretora da Universidade de Pernambuco. (1992 -2011). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Brasileira e Pedagogia com enfâse em Estágio Supervisionado. Aposentou-se da docência na UPE em 2011 e Ministrou aulas como professora Convidada na Universidade da Bahia - UNEB (2010 -2013) Prestou vestibular para o Curso de Direito da Faculdade de Ciências Sociais e Aplicadas de Petrolina - FACAPE (2018) e atualmente está matriculada no VIII período desse curso

Talita Louise Mafra Magalhães, Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina - FACAPE

Graduanda em Direito pela Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina - Facape

Publicado
2022-04-26
Métricas
  • Visualizações do Artigo 256
  • PDF downloads: 38
Como Citar
Galvão de Lima, C. M., & Mafra Magalhães, T. L. (2022). A POESIA DO VALE DO SÃO FRANCISCO NO CONTEXTO PANDÊMICO, EM CONSONÂNCIA COM A CRÔNICA“EM DEFESA DAS PALAVRAS”, DE EDUARDO GALEANO. Revista Ouricuri, 12(1), 1-11. Recuperado de https://revistas.uneb.br/index.php/ouricuri/article/view/14107
Seção
ARTIGOS