Juventude em foco

a diversidade no perfil dos estudantes dos curso técnicos subsequentes

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2021.v30.n64.p266-285

Palavras-chave:

Perfil, Curso Técnico Subsequente, Estudantes, Diversidade, Juventude

Resumo

O objetivo desta pesquisa é conhecer e analisar o perfil dos estudantes dos cursos técnicos subsequentes. A presente pesquisa bibliográfica utiliza a metodologia de abordagem qualitativa. Para tanto, foi realizada busca detalhada da produção científica na Biblioteca Digital de Teses e Dissertações (BDTD), no Portal de Periódicos da CAPES, ademais se priorizou publicações sobre a educação profissional e juventude(s). Na coleta das informações dos trabalhos selecionados foram escolhidos 11 (onze) indicadores que contribuíram para compreender e analisar o perfil dos jovens estudantes dos cursos técnicos subsequentes como sujeitos socioculturais que transformam sua realidade social ao mesmo tempo em que são transformados. Os resultados mostraram que o perfil desses estudantes é constitutivo de múltiplos fatores decorrentes das condições de vida e das diferentes experiências vividas em seus contextos sociais e escolares, culminando na diversidade de características identitárias. As instituições de ensino precisam estar atentas a essa diversidade do perfil dos jovens e dos múltiplos fatores que ocorrem no interior e exterior da escola, só assim conseguirá ofertar um processo formativo com mais equidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gislene Miotto Catolino Raymundo, Instituto Federal de Santa Catarina - IFSC

Professora do Centro de Referência em Formação e EaD - IFSC

Tânia Regina Raitz, Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI

Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da UNIVALI 

Verônica Gesser, Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI

Professora e Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da UNIVALI

Referências

REFERÊNCIAS

AGUIAR, João Batista Teixeira; SILVA NETO, José Moreira. Características e fatores de sucesso no curso técnico de finanças do Instituto Federal de Rondônia–IFRO. Brazilian Applied Science Review, v. 2, n. 5, p. 1798-1816, 2018.

ALMEIDA, Ana Paula de. Os movimentos dos cursos técnicos subsequentes sobre os sentidos do trabalho: a (des) alienação dos trabalhadores-estudantes. 2019. 137 f. Dissertação. (Mestrado em Educação Profissional e Tecnológica) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2019. Disponível em: file:///C:/Users/TI/Downloads/8142-23945-1-PB.pdf. Acesso em: 23 mar. 2020.

BÁSICA, ANUÁRIO BRASILEIRO DA EDUCAÇÃO 2019. São Paulo: Moderna. Todos pela Educação, 2019.

BERNARDIM, Márcio Luiz. Juventude. Quem são e o que buscam na escola os estudantes da educação profissional e do ensino médio noturno? X ANPED SUL, Florianópolis, outubro de 2014.

BERNARDIM, Márcio Luiz. Educação e trabalho na perspectiva de egressos do ensino médio e estudantes universitários. Nuances: estudos sobre Educação, v. 24, n. 1, p. 200-217, 2013.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Censo da Educação Básica 2019: Resumo Técnico. Brasília, 2020.

Brasil. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Relatório do 2º Ciclo de Monitoramento das Metas do Plano Nacional de Educação-2018. 2. ed. – Brasília, DF: Inep, 2019.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Plano Nacional de Educação PNE 2014-2024: Linha de Base. – Brasília, DF: Inep, 2015.

BRASIL. Lei nº 12.852, de 5 de agosto de 2013. Institui o Estatuto da Juventude e dispõe sobre os direitos dos jovens, os princípios e diretrizes das políticas públicas de juventude e o Sistema Nacional de Juventude-SINAJUVE. Diário Oficial da União, 2013.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Resolução nº 6 de 20 de setembro de 2012. Define diretrizes curriculares nacionais para a educação profissional técnica de nível médio. [Diário Oficial da República Federativa do Brasil], Brasília, DF, 21 set. 2012c. Seção 1, p. 22.

BRASIL. Lei nº 11.741, de 16 de julho de 2008. Altera dispositivos da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para redimensionar, institucionalizar e integrar as ações da educação profissional técnica de nível médio, da educação de jovens e adultos e da educação profissional e tecnológica. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 17 jul. 2008b. Seção 1, p. 5.

BRENNER, Ana Karina; CARRANO, Paulo Cesar Rodrigues. Os sentidos da presença dos jovens no ensino médio: representações da escola em três filmes de estudantes. Educação & Sociedade, v. 35, n. 129, p. 12, 2014.

CAMARANO, Ana Amélia et al. Caminhos para a vida adulta: as múltiplas trajetórias dos jovens brasileiro. Última década, v. 12, n. 21, p. 11-50, 2004.

CAMPOLIN, Luciane da Costa. A avaliação da aprendizagem na Educação Profissional e Tecnológica. 2019. 153 f. Dissertação (Mestrado em Educação Profissional e Tecnológica). Instituto Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Florianópolis, 2019. Disponível em: https://repositorio.ifsc.edu.br/handle/123456789/1145. Acesso em: 23 mar. 2020.

CASAGRANDE, Elisabeth do Carmo Mendes; HENRIQUES, Francelino Alves. Avaliação socioeconômica e a inserção no mercado de trabalho dos alunos egressos curso técnico em química do IFSU – campus Barbacena. In: Encontro Nacional de Ensino de Química; Encontro de Educação Química da Bahia. Anais. Salvador: UFBA, 2012, p. 1-12.

CIAVATTA, Maria. A formação integrada: a escola e o trabalho como lugares de memória e de identidade. In: FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria; RAMOS, Marise (Orgs.). Ensino Médio integrado: concepções e contradições. São Paulo: Cortez, 2005.

DAYRELL, Juarez; CARRANO, Paulo; MAIA, C. Linhares (Orgs.). Juventude e ensino médio: sujeitos e currículos em diálogo. Belo Horizonte: UFMG, 2014.

DAYRELL, Juarez (org.) Múltiplos olhares sobre educação e cultura. 2ª. reimpressão. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2009.

DAYRELL, J. A escola “faz” as juventudes? Reflexão em torno da socialização juvenil. Educação e Sociedade, Campinas, v. 28, n. 100 – Especial, p. 1105-1128, 2007.

DAYRELL, Juarez. Juventude, produção cultural e Educação de Jovens e Adultos. In: SOARES, Leôncio; GIOVANETTI, Maria Amélia; GOMES, Nilma Lino (Orgs.). Diálogos na Educação de Jovens e Adultos. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

DAYRELL, Juarez. O jovem como sujeito social. Revista brasileira de educação, n. 24, p. 40-52, 2003.

DORE, R.; SALES, P. E. N.; CASTRO, T. L. Evasão nos cursos técnicos de nível médio da Rede Federal de Educação Profissional de Minas Gerais. In: DORE, R. (Org.). Evasão na educação: estudos, políticas e propostas de enfrentamento. Brasília: IFB, 2014. p. 379-413.

DUARTE, Aline Fonseca Reggiani; ALVES, Shyrlleen Christieny Assunção. Trajetórias profissionais de técnicos de nível médio. Revista Brasileira de Iniciação Científica, v. 4, n. 1, p. 128-151, jan./mar. 2017.

DUBAR, Claude. A construção de si pela atividade de trabalho: a socialização profissional. Cadernos de pesquisa, v. 42, n. 146, p. 351-367, 2012.

FERNANDES, Sanches Mirele. O método de estudos de caso caos como estratégia na formação do perfil profissional de estudantes de um curso Técnico em Química. 2019. 89f. Tese (Doutorado Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2019. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/203767. Acesso em: 23 mar. 2020.

FERREIRA, Danilo José; RAITZ, Tania Regina; VANZUITA, Alexandre. As trajetórias dos egressos do ensino médio integrado em Agropecuária: rumo ao trabalho ou ensino superior?.Boletim Técnico do Senac, v. 42, n. 3, p. 54-75, 2016.

FISCHER, F. M., Oliveira, D. C., TEIXEIRA, L. R., TEIXIERA, M. C. T. V., & AMARAL, M. A. (2003). Efeitos do trabalho sobre a saúde de adolescentes. Ciência e Saúde Coletiva, 8, 973-984.

GOMES, Simone Aparecida. Permanência e Evasão na Educação a Distância: uma análise dos cursos subsequentes do IFSULDEMINAS Campus Muzambinho. 2018. 124 f. Dissertação. (Mestrado em Gestão e Organização de Sistemas Público) - Universidade Federal de São Carlos. São Carlos, 2018. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/10092?show=full. Acesso em: 23 mar. 2020.

GROPPO, Luís Antonio. Dialética das juventudes modernas e contemporâneas. Revista de Educação do COGEIME, v. 13, n. 25, p. 9-22, 2004.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios: educação: 2018. Rio de Janeiro: IBGE, 2019.

JARDIM, Ana Lúcia Petrocione. Políticas educacionais de formação profissional: fatores que contribuíram para a evasão ou para a permanência de estudantes do curso técnico subsequente em logística oferecido pelo IFTO/Rede e-Tec Brasil. 2016. 314 f. Dissertação. (Mestrado em Gestão de Políticas Públicas) - Universidade Federal do Tocantins, Palmas, 2016. Disponível em: http://repositorio.uft.edu.br/handle/11612/237. Acesso em: 31 mar. 2020.

JÚNIOR, A. S Silva; et al. Repensando a Evasão Escolar: Uma Análise Sobre o direito à Educação no Contexto Amazônico. Holos, v. 2, p. 199-213, 2017.

KAYKIL, Eladyr Boaventura. Impacto dos cursos técnicos integrados e subsequentes na vida profissional dos egressos: reflexos do primeiro quinquênio do IFBA – Campus Porto Seguro. 2014. 139 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2014.

LEÃO, Geraldo; DAYRELL, Juarez Tarcísio; REIS, Juliana Batista dos. Juventude, projetos de vida e ensino médio. Educação & Sociedade, v. 32, n. 117, p. 1067-1084, 2011.

LIMA, J. F. de, & CORDÃO, F. A. (2017). Desafios da educação profissional técnica de nível médio. Boletim Técnico Do Senac, v. 43, n.1 jan./abr. 2017.

LOPONTE, Luciana Neves. Juventude e educação profissional: um estudo com alunos do IFSP. São Paulo: Novas Edições Acadêmicas, 2015.

MARTINS, Carlos Henrique Santos; CARRANO, Paulo Cesar Rodrigues. A escola diante das culturas juvenis: reconhecer para dialogar. Educação (UFSM), v. 36, n. 1, p. 43-56, 2011.

MENDONÇA, Aline Graciele; VASCONCELLOS. Maura Maria Morita. Avaliação da aprendizagem e sua inter-relação com a formação de professores no ensino técnico de nível médio: desafios e perspectivas. In: Shigunov Neto, Alexandre; André Coelho da Silva; Ivan Fortunato (org.). Passado, presente e futuro nos Institutos Federais de Educação. São Paulo: Edições Hipótese, 2018.

MONDINI, Vanessa Edy Dagnoni; FRONTELI, Marcio Henrique; MARTINEZ, Christina Hipólito. Avaliação dos egressos do curso técnico de administração do IFSC: formação profissional, empregabilidade e continuidade dos estudos. Revista NUPEM, v. 12, n. 25, p. 105-123, 2020.

MORES, Daniela Fátima Mariani. A trajetória de estudantes adultos na educação profissional de nível médio: compreendendo diferentes dimensões de uma mesma realidade. 2018. 144 f. Dissertação. (Mestrado em Educação) - Universidade Federal da Fronteira Sul, Erechim, 2018.

MOURA, D. Henrique. Educação básica e educação profissional e tecnológica: dualidade histórica e perspectivas de integração. Holos, Ano 23, Vol. 2, 2007.

NASCIMENTO, Luciana Mendes do; CHAGAS, Patrícia Carla Macedo. Novas perspectivas para a educação de jovens e adultos: um estudo andragógico no curso técnico de recursos pesqueiros. Holos, v. 2, p. 196-205, 2013.

OLIVEIRA, Lee Elvis Siqueira de. Evasão nos cursos subsequentes do IF-SC campus Criciúma. 2016. 141 f. Dissertação. (Mestrado em Educação) - Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC, Criciúma, 2016. Disponível em: http://repositorio.unesc.net/handle/1/3958. Acesso em: 31 mar. 2020.

PAIS, José Machado. Ganchos, tachos e biscates: jovens, trabalho e futuro. Porto: Ámbar, 2005.

Panorama da Educação: destaques do Education at a Glance (EAG) 2019 [recurso eletrônico]. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2019.

PLATAFORMA, NILO PEÇANHA. Rede Federal de Educação profissional Científica e Tecnológica. Ano Base 2018. SETEC/MEC, 2019. Disponível em: http://plataformanilopecanha.mec.gov.br/. Acesso: 13 abri. 2020.

RAITZ, Tânia Regina; DE BORTOLI BALDISSERA, Fernanda. Trajetória acadêmica e laboral de jovens universitários: os sentidos do trabalho e da educação. Educação, Ciência e Cultura, v. 17, n. 2, p. 99-114, 2012.

RAITZ, Tânia Regina. Jovens, trabalho e educação: rede de significados dos processos identitários na Ilha de Santa Catarina. 2003. 372 f. Tese. (Doutorado em Educação). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2003.

RAGATTIERI, Marilza; CASTRO, Jane Margareth. Ensino médio e educação profissional: desafios da integração. UNESCO, Representação no Brasil, 2010.

RAMOS, Marise. Possibilidades e desafios na organização do currículo Integrado. In: FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria; RAMOS, Marise (orgs). Ensino Médio Integrado. Concepções e contradições. São Paulo: Cortez, 2005.

ROCHA-DE-OLIVEIRA, Sidinei. Inserção profissional: perspectivas teóricas e agenda de pesquisa. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, v. 6, n. 1, p. 124-135, 2012.

SALES, Paula Elizabeth Nogueira; HEIJMANS, Rosemary Dore; SILVA, Carlos Eduardo Guerra. Análise multinível da transição estudantil do curso técnico para o ensino superior. Estudos em Avaliação Educacional, v. 28, n. 69, p. 896-925, 2017.

VANZUITA, Alexandre; RAITZ, Tânia Regina; GARANHANI, Marynelma Camargo. Experiências de inserção profissional na construção de identidades profissionais de formandos em Educação Física. Boletim Técnico do Senac, v. 46, n. 1, 2020.

SILVA JÚNIOR, Milton Juliano da. Técnico subsequente: uma análise sobre o papel atual e perspectivas futuras na região RIDE. 2016. 95 f. Dissertação. (Mestrado em Educação) - Universidade de Brasília (UNB), Brasília, 2016. Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/19756. Acesso em: 31 mar. 2020.

SOUZA, Juarina Ana da Silveira. Permanência e evasão escolar: um estudo de caso em uma instituição de ensino profissional. 2014. 152 f. Dissertação. (Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública) - Universidade Federal de Juiz Fora, 2014. Disponível em: http://mestrado.caedufjf.net/permanencia-e-evasao-escolar-um-estudo-de-caso-em-uma-instituicao-de-ensino-profissional/. Acesso: 13 abri. 2020.

SPOSITO, Marilia Pontes; SOUZA, Raquel; SILVA, Fernanda Arantes. A pesquisa sobre jovens no Brasil: traçando novos desafios a partir de dados quantitativos. Educação e Pesquisa, v. 44, 2018.

SUZUKI, Nelson Yoshio Ito. Qual o efeito da reforma da educação profissional sobre a formação dos jovens no curso técnico em Eletrotécnica?: estudo de caso no IFMT–Campus Cuiabá. 2016. 90 f. Dissertação (Mestrado Profissionalizante em Políticas Públicas) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2016. Disponível em: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18605. Acesso: 31 mar. 2020.

ZUKOWSKI, Noemi Barreto Sales. Estudo comparativo entre o ensino médio integrado e o técnico subsequente no IFTO-câmpus Palmas: formação, empregabilidade, satisfação. 2013. 171 f. Dissertação. (Mestrado em Políticas Públicas e Gestão da Educação Profissional e Tecnológica) d Universidade de Brasília, Brasília, 2013. Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/16743. Acesso: 31 mar. 2020.

Publicado

2021-11-19

Como Citar

RAYMUNDO, G. M. C.; RAITZ, T. R.; GESSER, V. Juventude em foco: a diversidade no perfil dos estudantes dos curso técnicos subsequentes. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 30, n. 64, p. 266–285, 2021. DOI: 10.21879/faeeba2358-0194.2021.v30.n64.p266-285. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/9380. Acesso em: 19 maio. 2024.