Ensino secundário no Paraná: expansão e transformação (1940/1950)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2020.v29.n59.p295-309

Palavras-chave:

Ensino secundário, Expansão, Transformação

Resumo

Texto apresenta questões sobre o ensino secundário no estado do Paraná, assinalando o final da década de 1940 como marco do processo de expansão do nível de ensino. As fontes mobilizadas indicam aspectos sociais que modificaram a demanda pelo ensino secundário, as ações governamentais para procurar atender às necessidades e as contradições do processo de expansão. Tais questões dão contornos a uma rede de estabelecimentos públicos de ensino secundário numericamente superior às instituições da esfera privada, embora os óbices da expansão possam ter dificultado a garantia de acesso ao ensino secundário para uma parcela mais significativa da população. Ao final, localiza o engendramento de debates e ações visando à transformação desse nível de ensino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sergio Roberto Chaves Junior, Universidade Federal do Paraná

Universidade Federal do Paraná Setor de Educação Departamento de Teoria e Prática de Ensino

Referências

ASSIM SE constrói um Paraná maior. Gazeta do Povo, Curitiba, ano XXXII, n. 8.876, 12 mar. 1950a.

BAHLS, Aparecida Vaz da Silva. A busca de valores identitários: a memória histórica paranaense. 2007. 207 f. Tese (Doutorado em História) – Curso de Pós-graduação em História, Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, 2007.

BOSCHILIA, Roseli T. Entre fitas, bolachas e caixas de fósforo: a mulher no espaço fabril curitibano (1940-1960). Curitiba: Artes & Textos, 2010.

BRAGA, Ney. Mensagem apresentada à Assembleia Legislativa do Estado por ocasião da abertura da 3ª sessão ordinária da 4ª legislatura pelo senhor Ney Aminthas de Barros Braga, Governador do Paraná. Curitiba: Imprensa Oficial do Estado, 1961.

CAROLLO, Bráulio. Alfred Agache em Curitiba e sua visão de urbanismo. 2002. 191 f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura) – Programa de Pesquisa e Pós-graduação em Arquitetura, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, 2002.

CASTRO, Elizabeth Amorim de. Arquitetura das escolas públicas do Paraná (1853-1955). 2010. 355 f. Tese (Doutorado em História) – Programa de Pós-graduação em História, Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, 2010.

CORREIA, Ana Paula Pupo. História & arquitetura escolar: os prédios escolares públicos de Curitiba (1943-1953). 2004. 169 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Setor de Educação, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, 2004.

DIA DE festa para a juventude. Gazeta do Povo, Curitiba, ano XXXIII, n. 9.403, 27 out. 1951.

DIRETORIA DO ENSINO SECUNDÁRIO (DESe). Relação dos estabelecimentos de ensino secundário. Campanha de Aperfeiçoamento e Difusão do Ensino Secundário (CADES). Rio de Janeiro: MEC/DESe/CADES, 1955.

DIRETORIA DO ENSINO SECUNDÁRIO (DESe). Relação dos estabelecimentos de ensino secundário. Endereços e entidades mantenedoras. Seção de Prédio e Aparelhamento escolar. Rio de Janeiro: MEC/DESe, 1960.

DUDEQUE, Irã José Taborda. Espirais de madeira: uma história da arquitetura de Curitiba. São Paulo: Studio Nobel/FAPESP, 2001.

GOMES, Ângela de Castro (coord.). Olhando para dentro: 1930-1964. Rio de Janeiro: Objetiva, 2013.

GONÇALVES, Josilena Maria Z. Arquitetura moderna no Centenário de emancipação política do Paraná: a construção de um marco de referência. 2001. 208 f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) – Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo (USP), São Carlos, 2001.

INSTITUTO BRASILEIRO DE ESTUDOS PEDAGÓGICOS. O ensino secundário no Brasil em 1945. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (RBEP), Rio de Janeiro, v. 6, n. 16, p. 283-310, out. 1945.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Anuário estatístico do Brasil. Rio de Janeiro, 1953.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Anuário estatístico do Brasil. Rio de Janeiro, 1957.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo demográfico de 1960. Paraná. VII recenseamento geral do Brasil. Série regional. v. I. Tomo XIV. Rio de Janeiro, 1960.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Sinopse do censo demográfico: 2010. Rio de Janeiro, 2011.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS PEDAGÓGICOS (INEP). O ensino superior e médio no Brasil. Relação de estabelecimentos de ensino em funcionamento no país no 2º semestre de 1949. Rio de Janeiro: MEC/INEP, 1951.

INSTITUTO PARANAENSE DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL (IPARDES). O Paraná reinventado: política e governo. Curitiba, 1989.

KUNHAVALIK, José Pedro. Bento Munhoz da Rocha Neto: trajetória política e gestão no governo do Paraná. In: OLIVEIRA, Ricardo C. (org.). A construção do Paraná moderno: políticos e política no Governo do Paraná de 1930 a 1980. Curitiba: SETI, 2004a. p. 141-225.

KUNHAVALIK, José Pedro. Ney Braga: trajetória política e bases do poder. In: OLIVEIRA, Ricardo C. (org.). A construção do Paraná moderno: políticos e política no Governo do Paraná de 1930 a 1980. Curitiba: SETI, 2004b. p. 227-419.

LUPION, Moysés. Mensagem apresentada à Assembleia Legislativa do Estado por ocasião da abertura sessão legislativa ordinária de 1950 pelo senhor Moyses Lupion, governador do Paraná. Curitiba: Imprensa Oficial do Estado, 1950.

LUPION, Moysés. Mensagem apresentada à Assembleia Legislativa do Estado por ocasião da abertura sessão legislativa ordinária de 1956 pelo senhor Moyses Lupion, governador do Paraná. Curitiba: Imprensa Oficial do Estado, 1956.

LUPION, Moysés. Mensagem apresentada à Assembleia Legislativa do Estado por ocasião da abertura sessão legislativa ordinária de 1957 pelo senhor Moyses Lupion, governador do Paraná. Curitiba: Imprensa Oficial do Estado, 1957.

LUPION, Moysés. Mensagem apresentada à Assembleia Legislativa do Estado por ocasião da abertura sessão legislativa ordinária de 1958 pelo senhor Moyses Lupion, governador do Paraná. Curitiba: Imprensa Oficial do Estado, 1958.

MAGALHÃES, Marion B. Paraná: política e governo. Curitiba: SEED, 2001.

MARACH, Caroline Baron. Elegia à cultura – a trajetória individual de Erasmo Pilotto e a Escola Serena. 2004. 56 f. Monografia (Bacharelado e Licenciatura em História) – Departamento de História, Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, 2004.

MUELLER, Oscar. Centro cívico de Curitiba: um espaço identitário. 2006. 210 f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura) – Programa de Pesquisa e Pós-graduação em Arquitetura, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, 2006.

O MAIOR colégio da América do Sul. Gazeta do Povo, Curitiba, ano XXXII, n. 8.890, 29 mar. 1950b.

OLIVEIRA FILHA, Elza Aparecida de. Apontamentos sobre a história de dois jornais curitibanos: “Gazeta do Povo” e “O Estado do Paraná”. Cadernos da Escola de Comunicação, Centro Universitário Autônomo do Brasil (UniBrasil), Curitiba, v. 1, n. 2, p. 86-101, jan./dez. 2004.

PARANÁ. Lei nº 312, de 3 de dezembro de 1949. Torna gratuito o ensino secundário e normal. Curitiba, 1949. Disponível em: https://www.legislacao.pr.gov.br/legislacao/pesquisarAto.do?action=exibir&codAto=16219&indice=1&totalRegistros=1&dt=28.7.2020.16.48.20.198. Acesso em: ago. 2020.

PARANÁ. A concretização do plano de obras do governador Moyses Lupion (1947-1950). Relatório. Curitiba, 1950.

PARANÁ. Secretaria de Educação e Cultura. Currículos do ensino médio. Fixados pela SEC para os estabelecimentos estaduais de ensino médio no ano letivo de 1962. Curitiba, 1962a.

PARANÁ. Secretaria de Educação e Cultura. Avaliação do aproveitamento escolar. Normas instituídas para o ano letivo de 1962 nos estabelecimentos estaduais de ensino médio. Curitiba, 1962b.

PARANÁ. Secretaria de Educação e Cultura. Programas de ensino médio. Sugestões apresentadas pela SEC aos professores dos estabelecimentos estaduais de ensino médio. Curitiba, 1962c.

PARANÁ. Lei nº 4.978, de 5 de dezembro de 1964. Estabelece o sistema estadual de ensino. Curitiba, 1964. Disponível em: https://www.legislacao.pr.gov.br/legislacao/pesquisarAto.do?action=exibir&codAto=12350&indice=1&totalRegistros=1&dt=28.7.2020.16.49.10.856. Acesso em: ago. 2020.

PEGORARO, Éverly. Dizeres em confronto (A Revolta dos Posseiros de 1957 na Imprensa Paranaense). 2007. 170 f. Dissertação (Mestrado em História Social) – Programa de Pós-Graduação Interinstitucional em História, Universidade Federal Fluminense (UFF)/Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná (Unicentro), Niterói, RJ, 2007.

PILOTTO, Erasmo. A educação no Paraná: síntese sobre o ensino público elementar e médio. Campanha de Inquéritos e Levantamentos do Ensino Médio e Elementar (CILEME) – publicação nº 3. Rio de Janeiro: MEC/INEP/CILEME, 1954.

ROCHA NETTO, Bento Munhoz. Mensagem apresentada à Assembleia Legislativa do Estado por ocasião da abertura da 1ª sessão ordinária da 2ª legislatura pelo senhor Bento Munhoz Rocha Netto, governador do Paraná. Curitiba: Imprensa Oficial do Estado, 1951.

ROCHA NETTO, Bento Munhoz. Mensagem apresentada à Assembleia Legislativa do Estado por ocasião da abertura da 2ª sessão ordinária da 2ª legislatura pelo senhor Bento Munhoz Rocha Netto, governador do Paraná. Curitiba: Imprensa Oficial do Estado, 1952.

SALLES, Jefferson de Oliveira. A relação entre o poder estatal e as estratégias de formação de um grupo empresarial paranaense das décadas de 1940-1950: o caso do Grupo Lupion. In: OLIVEIRA, Ricardo C. (org.) A construção do Paraná moderno: políticos e política no Governo do Paraná de 1930 a 1980. Curitiba: SETI, 2004. p. 31-140.

SANTOS, Antônio Cesar de Almeida. Memórias e cidade: depoimentos e transformação urbana de Curitiba (1930-1990). 1995. 174 f. Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós-Graduação em História, Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, 1995.

SILVA, Geraldo Bastos. Introdução à crítica do ensino secundário. Rio de Janeiro: MEC/CADES, 1959.

SILVA, Rossano. Educação, arte e política: a trajetória intelectual de Erasmo Pilotto. 2014. 341 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Setor de Educação, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, 2014.

SOUZA, Rosa Fátima de. História da organização do trabalho escolar e do currículo no século XX: ensino primário e secundário no Brasil. São Paulo: Cortez, 2008.

TEIXEIRA, Anísio. A escola secundária em transformação. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Rio de Janeiro, v. 21, n. 53, p. 3-20, jan./mar. 1954.

VIEIRA, Carlos Eduardo. O movimento pela Escola Nova no Paraná: trajetória e ideias educativas de Erasmo Pilotto. Educar em Revista, Curitiba, n. 18, p. 53-73, 2001.

VIEIRA, Carlos Eduardo. Erasmo Pilotto. In: FÁVERO, Maria de Lourdes Albuquerque; BRITTO, Jader de Medeiros (org.). Dicionário de educadores no Brasil: da colônia aos dias atuais. 2. ed. Rio de Janeiro: Editora UFRJ / MEC-Inep-Comped, 2002. p. 296-300.

VIEIRA, Carlos Eduardo. Erasmo Pilotto: identidade, engajamento político e crenças dos intelectuais vinculados ao campo educacional brasileiro. In: LEITE, Juçara; ALVES, Cláudia (org.). Intelectuais e história da educação no Brasil: poder, cultura e políticas. Vitória: EDUFES, 2011. p. 25-54.

XAVIER, Libânia Nacif. O Brasil como laboratório: educação e ciências sociais no projeto dos Centros Brasileiros de Pesquisas Educacionais CBPE/INEP/MEC (1950-1960). Bragança Paulista, SP: IFAN/CDAPH/EDUSF, 1999.

WEREBE, Maria José Garcia. Grandezas e misérias do ensino brasileiro. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1963.

Publicado

2020-10-29

Como Citar

CHAVES JUNIOR, S. R. Ensino secundário no Paraná: expansão e transformação (1940/1950). Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 29, n. 59, p. 295–309, 2020. DOI: 10.21879/faeeba2358-0194.2020.v29.n59.p295-309. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/8336. Acesso em: 22 maio. 2024.