AS HISTÓRIAS DE VIDA DE PROFESSORAS INICIANTES NO PROCESSO DE CONSTITUIÇÃO DA DOCÊNCIA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2020.v29.n57.p190-202

Palavras-chave:

Histórias de vida, Pesquisa-formação, Professoras iniciantes

Resumo

Este artigo partilha uma pesquisa qualitativa que prima pela abordagem teórico-metodológica das histórias de vida, especialmente por meio do diário de pesquisa e das narrativas orais, realizados com três professoras iniciantes, que atuam nos anos iniciais do Ensino Fundamental numa escola pública de Caxias (MA). Os objetivos buscam: compreender as implicações das histórias de vida na constituição da docência de professoras em início de carreira, bem como refletir acerca das potencialidades das histórias de vida no desenvolvimento profissional de professoras iniciantes. O artigo respalda-se em autores do campo das histórias de vida e narrativas (auto)biográficas em educação. Os resultados evidenciam que as histórias de vida das professoras iniciantes trazem inúmeras implicações profissionais por terem escolhido a docência como vida e profissão, as quais obtiveram contributos pelas suas experiências vivenciadas no passado em fazeres relacionadas à educação, bem como influência da família e das próprias escolhas pessoais para exercer a profissão docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRAGANÇA, Inês Ferreira de Souza. Histórias de vida e formação de professores: diálogos entre Brasil e Portugal. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2012. Disponível em: https://doi.org/10.7476/9788575114698. Acesso em: 07 nov. 2019.

BRAGANÇA, Inês Ferreira de Souza. Pesquisaformação narrativa (auto)biográfica: trajetórias e tessituras teórico-metodológicas. In: ABRAHÃO, M. H. M. B.; CUNHA, J. L. da; BÔAS, L. V. (org.). Pesquisa narrativa (auto)biográfica: diálogos epistêmico-metodológicos. Curitiba: CRV, 2018. p. 65-81.

BOLÍVAR, António et al. Lá investigación biográfico-narrativa em educación: enfoque y metodologia. Madri: Editorial La Muralla, 2001.

CANDAU, Joël. Memória e identidade. Tradução Maria Letícia Ferreira. 1. ed. 1. reimp. São Paulo: Contexto, 2012.

CATANI, Denise Bárbara et al. História, memória e autobiografia na pesquisa educacional e na formação. In: CATANI, D. B. et al (org.). Docência, memória e gênero: estudos sobre formação. 4. ed. São Paulo: Escrituras, 2003. p. 15-48.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: 1. artes de fazer. 19. ed. Tradução de Ephraim Ferreira Alves. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

DELORY-MOMBERGER, Christine. Biografia e educação: figuras do indivíduo-projeto. Tradução de Maria da Conceição Passeggi, João Gomes da Silva Neto, Luis Passeggi. São Paulo: Paulus, 2008.

DELORY-MOMBERGER, Christine. As histórias de vida: da invenção de si ao projeto de formação. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2014.

HALL, Stuart. Quem precisa de identidade? In: SILVA, T. T. da (org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. 15. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014. p. 103-133.

JOSSO, Marie-Christine. Experiências de vida e formação. Tradução de José Cláudio, Júlia Ferreira; revisão Maria da Conceição Passeggi, Marie-Christine Josso. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo: Paulus, 2010.

LIPOVETSKY, Gilles. A felicidade paradoxal: ensaio sobre a sociedade do hiperconsumo. 2. reimp. Lisboa: Edições 70, 2015.

MORAIS, Joelson de Sousa. As histórias formativas de professoras iniciantes e suas implicações no processo de profissionalização. In: Anais do I encontro de História da Educação do Meio-Norte do Brasil: educação comparada na história da educação. 1. ed. Timon, MA: EDIFMA, 2017. p. 411-425.

NÓVOA, António. A formação tem que passar por aqui: as histórias de vida projeto Prosalus. In: NÓVOA, A.; FINGER, M. (org.). O método (auto)biográfico e a formação. São Paulo: Paulus, 2010. p. 155-187.

NÓVOA, António. Os professores e as histórias da sua vida. In: NÓVOA, A. (org.). Vidas de professores. Porto: Porto editora, 1992. p. 11-30.

RICOEUR, Paul. Tempo e narrativa. Vol. 1. Tradução Claudia Berliner; Revisão da tradução: Márcia Valéria Martinez de Aguiar. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

Publicado

2020-04-03

Como Citar

MORAIS, J. de S.; BRAGANÇA, I. F. de S. AS HISTÓRIAS DE VIDA DE PROFESSORAS INICIANTES NO PROCESSO DE CONSTITUIÇÃO DA DOCÊNCIA. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 29, n. 57, p. 190–202, 2020. DOI: 10.21879/faeeba2358-0194.2020.v29.n57.p190-202. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/8279. Acesso em: 27 maio. 2024.