Análise da qualidade dos cursos do Programa Universidade para Todos (PROUNI)

Autores

  • Camila Yuri Santana Ikuta Universidade de São Paulo (USP) Faculdade de Educação (FE-USP) Telefone: (11) 94179-3391 http://orcid.org/0000-0003-0300-1124
  • Gladys Beatriz Barreyro Universidade de São Paulo (USP) Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) Faculdade de Educação (FE-USP) http://orcid.org/0000-0002-2714-5811

DOI:

https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2021.v30.n61.p344-363

Palavras-chave:

Educação Superior, Avaliação da Educação Superior, Política Educacional

Resumo

O artigo apresenta resultados de pesquisa que investigou a qualidade dos cursos que ofertaram bolsas do Programa Universidade para Todos, uma política implementada em 2005, com o objetivo de conceder bolsas de estudos de cursos de graduação em instituições de ensino superior privadas. Foi realizada análise quantitativa de dados dos cursos que ofertaram bolsas ProUni no município de São Paulo-SP em 2014, no que tange aos resultados de avaliação do Conceito Preliminar de Curso. Os resultados indicaram que os cursos selecionados que ofertaram o ProUni acompanharam a tendência de resultados de avaliação, não destoando dos resultados gerais dos cursos da educação superior brasileira. Entretanto, há uma parcela de cursos com ausência de conceito ou de reconhecimento, o que traz incertezas sobre a qualidade ofertada. Verificaram-se, também, diferenças em relação aos resultados conforme o grau acadêmico (bacharelados/tecnólogos), tipo de bolsa (integral/parcial) e área dos cursos. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Yuri Santana Ikuta, Universidade de São Paulo (USP) Faculdade de Educação (FE-USP) Telefone: (11) 94179-3391

Mestre e Doutoranda em Educação pelo Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação da USP.

Técnica do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (DIEESE).

Gladys Beatriz Barreyro, Universidade de São Paulo (USP) Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) Faculdade de Educação (FE-USP)

Doutora em Educação (FE-USP) e professora no Programa de Pós Graduação em Educação e na Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da Universidade de São Paulo (USP).

Referências

ALMEIDA, Wilson Mesquita de. Ampliação do acesso ao ensino superior privado lucrativo brasileiro: um estudo sociológico com bolsistas do ProUni na cidade de São Paulo. Tese (Doutorado), Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

[OMITIDO PARA SUBMISSÃO]

[OMITIDO PARA SUBMISSÃO]

[OMITIDO PARA SUBMISSÃO]

BITTENCOURT, Hélio Radke; VIALI, Lorí; CASARTELLI, Alam de Oliveira; RODRIGUES, Alziro Cesar de Morais. Uma análise da relação entre os conceitos Enade e IDD. Estudos em Avaliação Educacional, v. 19, n. 40, p. 247-262, mai/ago. 2008.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. 1988. São Paulo: Imprensa Oficial, 1999.

BRASIL. Lei n° 10.861 de 14 de abril de 2004. Institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 15 abr. 2004. Acesso em: 11 jan. 2018.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Censo da Educação Superior 2004 – Resumo Técnico. Brasília: INEP, 2005a.

BRASIL. Lei nº 11.096, de 13 de janeiro de 2005. Institui o Programa Universidade para Todos - PROUNI, regula a atuação de entidades beneficentes de assistência social no ensino superior; altera a Lei n. 10.891, de 9 de julho de 2004, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 14 jan. 2005b. Acesso em: 11 ago. 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria Normativa nº 40, de 29 de dezembro de 2.010. Institui o e-MEC, sistema eletrônico de fluxo de trabalho e gerenciamento de informações relativas aos processos de regulação, avaliação e supervisão da educação superior no sistema federal de educação, e o Cadastro e-MEC de Instituições e Cursos Superiores e consolida disposições sobre indicadores de qualidade, banco de avaliadores (Basis) e o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE) e outras disposições. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 29 dez. 2010. Acesso em: 11 jan. 2018.

BRASIL. Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Nota Metodológica – Indicadores de Qualidade da Educação Superior 2012. Brasília: INEP, out. 2013. Disponível em: . Acesso em: 04 mai. 2018.

BRASIL. Sistema Eletrônico do Serviço de Informação ao Cidadão (E-SIC). 2014. Disponível em: . Acesso em: 04 fev. 2014a.

BRASIL. Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Nota Técnica nº 70 – Utilização dos Insumos do Questionário do Estudante Aplicado em 2013. Brasília: INEP, out 2014b. Disponível em: . Acesso em: 04 mai. 2017.

BRASIL. Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Resultados do Conceito Preliminar de Curso 2012. Brasília, mar. 2014c. Disponível em: . Acesso em: 12 mai. 2015.

BRASIL. Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Sinopses Estatísticas da Educação Superior – Graduação - 2013. 2015. Disponível em: . Acesso em: 03 fev. 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Programa Universidade para Todos. Dados e Estatísticas. 2017. Disponível em: . Acesso em: 28 dez. 2017.

CARVALHO, Cristina Helena Almeida de. O PROUNI no Governo Lula e o jogo político em torno do acesso ao ensino superior. Educação & Sociedade, Campinas, v. 27, n° 96 - Especial, p. 979-1000, out. 2006.

CARVALHO, Cristina Helena Almeida de. A mercantilização da educação superior brasileira e as estratégias de mercado das instituições lucrativas. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 18, n. 54, p. 761-801, jul-set. 2013.

CATANI, Afrânio Mendes; HEY, Ana Paula; GILIOLI, Renato de Sousa Porto. PROUNI:

democratização do acesso às Instituições de Ensino Superior? Educar, Curitiba, n° 28, p.

-140, 2006.

[OMITIDO PARA SUBMISSÃO]

[OMITIDO PARA SUBMISSÃO]

MOROSINI, Marilia Costa. Qualidade na educação superior: tendências do século. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v.20, n. 43, p. 165-186, mai/ago. 2009.

NUNES, Edson de Oliveira; FERNANDES, Ivanildo; ALBRECHT, Julia. Regulação e Ensino Superior no Brasil. Documento de Trabalho n° 112, Observatório Universitário, Rio de Janeiro. 2014. Disponível em: . Acesso em: 16 jan. 2018.

PAULA, Maria de Fátima de. As Propostas de Democratização do Acesso ao Ensino Superior

do Governo Lula: reflexões para o debate. Avaliação, Campinas, v.11, n.1, p. 133-147, mar. 2006.

RISTOFF, Dilvo. O novo perfil do campus brasileiro: uma análise do perfil socioeconômico do estudante de graduação. Avaliação, Campinas; Sorocaba, vol.19, n.3, pp. 723-747, nov. 2014.

SOUSA, José Vieira de. Aumento de vagas ociosas na educação superior brasileira (2003-2008): redução do poder indutor da expansão via setor privado?. In: 33ª REUNIÃO ANUAL DA ANPEd, 2010, Caxambu. Anais da 33ª Reunião da ANPEd. Caxambu: ANPEd, 2010. Disponível em: . Acesso em: 15 ago. 2017.

Publicado

2021-03-28

Como Citar

IKUTA, C. Y. S.; BARREYRO, G. B. Análise da qualidade dos cursos do Programa Universidade para Todos (PROUNI). Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 30, n. 61, p. 344–363, 2021. DOI: 10.21879/faeeba2358-0194.2021.v30.n61.p344-363. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/7760. Acesso em: 27 maio. 2024.