Ensino e aprendizagem de Geografia:

formação e práticas docentes

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2020.v29.n59.p360-376

Palavras-chave:

Ensino de Geografia, Formação docente, Práticas docentes, Teoria e prática

Resumo

O artigo apresenta uma discussão sobre o ensino de Geografia perpassando pela formação até as práticas docentes. As reflexões consideram a formação docente em uma perspectiva histórica, no sentido de acompanhar seu percurso e evolução, assim como aspectos que abrangem as práticas pedagógicas e os efeitos na aprendizagem dos alunos. A profissão docente é carregada de desafios que exige uma constante busca por conhecimentos adquiridos, sejam em ambientes formais ou no cotidiano. O professor, nesse contexto, se constrói e reconstrói entre teoria e prática, ensinar e aprender. Os debates referentes à dicotomia entre teoria e prática permanecem até os dias atuais, o que desperta para outras reflexões sobre a formação de professores e a busca de novas alternativas para velhos problemas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andrecksa Viana Oliveira Sampaio, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Professora Adjunta do Departamento de Geografia da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), Campus Vitória da Conquista. Atua na Área de Metodologia e Prática de Ensino de Geografia (Graduação) e na linha de pesquisa: Conhecimentos e Práticas pedagógicas(PPGED/UESB). Licenciada em Geografia pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Mestre em Geografia pela Universidade Federal de Sergipe (PPGEO/UFS). Doutora em Geografia pela Universidade Federal de Sergipe (PPGEO/UFS). Pós doutora em Geografia no Programa de Pós-Graduação em Geografia na Universidade Federal de Sergipe (PPGEO/UFS). Coordenadora do Grupo de Pesquisa No Ensino de Geografia (GRUPEG/UESB) e Integrante do Núcleo de Análise em Memória Social e Espaço (NUAMSE/CNPq/UESB). 

 

Luciana Amorim de Oliveira, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Mestranda em Educação no Programa de Pós Graduação em Educação na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (PPGED/UESB).  Especialista em Análise do Espaço Geográfico (UESB). Especialista em Geografia: Teoria e Prática em Sala de Aula (UESB). Graduada em Licenciatura em Geografia pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Membro do Núcleo de Análise em Memória Social e Espaço - NUAMSE e do Grupo de Pesquisa no Ensino de Geografia - GRUPEG. Atua no Ensino Fundamental II desde 2002.

Maiane Fonseca Santos, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Mestranda em Educação no Programa de Pós Graduação em Educação na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (PPGED/UESB). Graduada em Licenciatura em Geografia pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Membro do Núcleo de Análise em Memória Social e Espaço - NUAMSE e do Grupo de Pesquisa no Ensino de Geografia - GRUPEG.

Referências

AUSUBEL, D. P. A aprendizagem significativa: a teoria de David Ausubel. São Paulo: Moraes, 1982.

BERTOTTI, Rudimar Gomes; RIETOW, Gisele. Uma breve história da formação docente no Brasil: da criação das escolas normais às transformações da Ditadura Civil-Militar. In: CONGRESSO NACONAL DE EDUCAÇÃO (EDUCERE), 11., 2013, Curitiba. Anais [...]. Curitiba: Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC/PR), 2013.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno. Parecer CNE/CP nº 9, de 08 de maio de 2001. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/009.pdf . Acesso em: 08 out. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno. Resolução CNE/CP nº 1, de 18 de fevereiro de 2002. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/res1_2.pdf. Acesso em: 08 out. 2018.

CALLAI, Helena C. A articulação teoria-prática na formação do professor de geografia. In: SILVA, Aida Maria M. et al. Educação formal e não formal, processos formativos e saberes pedagógicos: desafios para inclusão social. Recife: Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino (ENDIPE), 2006. p. 143-161.

CALLAI, Helena C. O ensino de geografia: recortes espaciais para análise. In: CASTROGIOVANNI, A. C. et al (org.). Geografia em sala de aula: práticas e reflexões. Porto Alegre: Editora da UFRGS/Associação dos Geógrafos Brasileiros – Sessão Porto Alegre, 2003. p. 55-60.

CAVALCANTI, Lana de Souza. Cotidiano, mediação pedagógica e formação de conceitos: uma contribuição de Vygotsky ao ensino de Geografia. Caderno Cedes, Campinas, SP, v. 25, n. 66, p. 185-207, maio/ago. 2005. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em: mar. 2019.

CAVALCANTI, Lana de Souza. Geografia escolar na formação e prática docentes: o professor e seu conhecimento geográfico. In: SILVA, Aida Maria M. et al. Educação formal e não formal, processos formativos e saberes pedagógicos: desafios para inclusão social. Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino. Recife: Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino (ENDIPE), 2006. p. 109-126.

CHRISTOFOLETTI, Antônio. As perspectivas dos estudos geográficos. In: CHRISTOFOLETTI, Antônio (org.). Perspectivas da Geografia. São Paulo: Difel, 1982. p. 71-101.

CORRÊA, R. L. Espaço, um conceito-chave da geografia. In: CASTRO, I. E.; GOMES, P. C. da C.; CORREA, R. L. (org.). Geografia: conceitos e temas. 15. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012. p. 15-47.

COSTA, Rafael Fernando da. Modelos de racionalidade na formação de professores: levantamento de pesquisas na BDTD (2010-2015). In: REUNIÃO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM EDUCAÇÃO (ANPEd), 38., 2017, São Luís. Anais eletrônicos [...]. São Luís: ANPEd, 2017. Disponível em: http://anais.anped.org.br/p/38reuniao/trabalhos. Acesso em: 03 ago. 2018.

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. 19. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1989.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GARCIA, Carlos Marcelo. Formação de professores para uma mudança educativa. 2. ed. Portugal: Porto,1999.

GATTI, Bernadete A. Educação, escola e formação de professores: políticas e impasses. Revista Eletrônica Educar, Curitiba, n. 50, p. 51-67, out./dez. 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/er/n50/n50a05.pdf. Acesso em: 20 out. 2018.

GONÇALVES, José Alberto. Desenvolvimento profissional e carreira docente- Fases da carreira, currículo e supervisão. Sísifo – Revista de Ciências da Educação, Curitiba, n. 8, p. 23-36, jan./abr. 2009. Disponível em: http://centrorecursos.movimentoescolamoderna.pt/dt/3_2_formacao_professores/32_20_desenv_profis_carreira_docente_jagoncalves.pdf. Acesso em: 17 nov. 2018.

HUBERMAN, Michael. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NOVÓA, Antônio, (org.). Vidas de professores. Porto, PT: Porto, 1992. p. 31-62.

ISAIA, Silva Maria de Aguiar; BOLZAN, DORIS, Pires Vargas. Formação do professor do ensino superior: um processo que se aprende? Revista do Centro de Educação da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Santa Maria, RS, v. 29, n. 2, p. 121-133, jul./dez. 2004. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/3845/2198. Acesso em: 03 out. 2018.

LACOSTE, Yves. A Geografia: isso serve, em primeiro lugar, para fazer a guerra. 4. ed. Tradução: Maria Cecília França. Campinas, SP: Papirus, 1997.

LIBÂNEO, J. C. O processo de ensino na escola. São Paulo: Cortez, 1994.

LIMA, Maria do Céu de. Et al. A Geografia na Base Nacional Comum Curricular: inconsistências e impropriedades da proposta do MEC. Revista da Casa da Geografia de Sobral, Sobral, CE, v. 18, n. 1, p. 163-170, jul. 2016, Disponível em: http://uvanet.br/rcgs.com.br. Acesso em: 18 nov. 2018.

MELLO, Guiomar Namo. Formação inicial de professores para a educação básica uma (re) visão radical. Revista eletrônica Perspectiva, São Paulo, v. 14, n. 1, p. 98-110, jan./mar. 2000. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-88392000000100012&script=sci_abstract. Acesso em: 17 out. 2018.

MELO, Adriany de Ávila; VLACH, Vânia Rubia Farias; SAMPAIO, Antônio Carlos Freire. História da Geografia escolar brasileira: continuando a discussão. In: CONGRESSO LUSO-BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, 6., 2006, Uberlândia, MG. Anais eletrônicos [...]. Uberlândia, MG: Universidade Federal de Uberlândia (UFU), 2006. Disponível em: https://docplayer.com.br/4481818-Historia-da-geografia-escolar-brasileira-continuando-a-discussao-resumo.html. Acesso em: 15 dez. 2018.

MIRANDA, Ricardo Ferreira. O ensino de Geografia: perspectivas atuais. Revista Tocantinense de Geografia, Araguaína, TO, ano 4, n. 1, p. 34-49, jan./jul. 2015. Disponível em: file:///C:/Users/Luciana/Downloads/763-8881-1-10-20150507%20(2).pdf. Acesso em: 15 dez. 2018.

MOREIRA, R. Pensar e ser em Geografia: ensaios de história, epistemologia e ontologia do espaço geográfico. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2011.

NAGLE, J. Educação e sociedade na primeira república. São Paulo: EPU/MEC, 1976.

NÓVOA, António. Formação de professores e profissão docente. In: NÓVOA, Antônio (org.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1999. p. 13-33.

NÓVOA, Antônio (coord.). Os professores e a sua formação. 2. ed. Lisboa: Dom Quixote, 1995.

NÓVOA, António. Os professores e as histórias da sua vida. In: NÓVOA, António; FINGER, Matthias (org.). Vidas de professores. Porto: Porto, 2000. p. 11-30.

NÓVOA, António. Para uma formação de professores construída dentro da profissão. Revista de Educación, Madri, n. 350, p. 203-218, set./dez. 2009. Disponível em: http://www.revistaeducacion.educacion.es/re350/re350_09por.pdf. Acesso em: 18 jul. 2018.

NUNES, Claudio Pinto. Microrrede ensino-aprendizagem-formação: e a emergência de um conceito plural. In: GONÇALVES, Maria de Cássia Passos Brandão; GOMES, Luziêt Maria (org.). Microrrede ensino-aprendizagem-formação: propostas e experimentações do PIBID UESB. 1. ed. Curitiba: CRV, 2016. p. 11-18.

NUNES, Claudio Pinto; OLIVEIRA, Dalila Andrade. Trabalho, carreira, desenvolvimento docente e mudança na prática educativa. Revista Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 43, n. 1, p. 66-80, jan./mar. 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ep/2016nahead/1517-9702-ep-S1517-9702201604145487.pdf. Acesso em: 10 out. 2018.

OLIVA, J. T. Ensino de Geografia: um retrato desnecessário. In: CARLOS, A. F. A. (org.) A Geografia na sala de aula. 8. ed. São Paulo: Contexto, 2006. p. 34-49.

PEREIRA, Júlio Emílio Diniz. Da racionalidade técnica à racionalidade crítica: formação docente e transformação social. Revista Educação e Sociedade, Curitiba, v. 1, n. 1, p. 34-42, jan./jun. 2014. Disponível em: http://www.seer.ufms.br/index.php/persdia/article/view/15. Acesso em: 20 dez. 2018.

PIMENTA, Selma Garrido. Formação de professores: identidade e saberes da docência. In: PIMENTA, Selma Garrido (org.). Saberes pedagógicos e atividade docente. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2002. p. 15-34.

PIMENTA, Selma Garrido. Formação de professores: identidade e saberes da docência. In: PIMENTA Selma Garrido (org.). Saberes pedagógicos e atividade docente. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2005. p. 15-32.

PONTUSCHKA, N. N.; PAGANELLI, T. I.; CACETE, N. H. Para ensinar e aprender Geografia. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2009.

PORTELA, Mugiany Oliveira Brito. A BNCC para o ensino de Geografia: a proposta das ciências humanas e da interdisciplinaridade. Revista OKARA: Geografia em debate, João Pessoa, v. 12, n. 1, p. 48-68, 2018. Disponível em: http://www.okara.ufpb.br. Acesso em: 20 nov. 2018.

ROCHA, Genylton Odilon Rêgo da. A trajetória da disciplina geografia no currículo escolar brasileiro (1837-1942). 2010. Disponível em: http://www.observatoriogeograficoamericalatina.org.mx/egal6/Ensenanzadelageografia/Desempenoprofesional/824.pdf. Acesso em: 18 nov. 2018.

SAVIANI, D. Formação de professores no Brasil: dilemas e perspectivas. Poíesis Pedagógica, v. 9, n. 1, p. 07-19, jan./jun. 2011. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/poiesis/article/view/15667. Acesso em: 20 nov. 2018.

STRAFORINI, Rafael. Ensinar geografia nas series iniciais: o desafio da totalidade mundo. 2001. 155p. Dissertação (Mestrado em Educação Aplicada às Geociências) – Instituto de Geociências, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Campinas, SP, 2001. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/287405. Acesso em: dez. 2018.

TARDIF, Maurice. Saberes profissionais dos professores e conhecimentos universitários. Revista Brasileira de Educação, n. 13, p. 5-24, jan./abr. 2000. Disponível em: http://189.1.169.50/rbe/rbedigital/RBDE13/RBDE13_05_maurice_tardif.pdf. Acesso em: 20 out. 2018.

TARDIF, Maurice. Saberes e formação profissional. 8. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

TARDIF, M.; LESSARD, C. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Petrópolis, RJ: Vozes, 2005.

VESENTINI, José William. O ensino de Geografia no Brasil: uma perspectiva histórica. In: VESENTINI, José William (org.). O ensino de Geografia no século XXI. Campinas, SP: Papirus, 2004. p. 187-218.

Publicado

2020-10-29

Como Citar

SAMPAIO, A. V. O.; OLIVEIRA, L. A. de; SANTOS, M. F. Ensino e aprendizagem de Geografia: : formação e práticas docentes. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 29, n. 59, p. 360–376, 2020. DOI: 10.21879/faeeba2358-0194.2020.v29.n59.p360-376. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/6202. Acesso em: 20 jun. 2024.