PROCESSO DE BOLONHA: REFORMA E GESTÃO UNIVERSITÁRIA PARA A INTERNACIONALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR NA UNIÃO EUROPEIA

  • Maria Inês Correa Marques Universidade do Estado da Bahia
  • María Sanches Agusti Universidad de Valladolid

Resumo

Este artigo historia a implantação da reforma universitária, derivada do Processo de Bolonha, na União Europeia. Analisa os investimentos da União Europeia na universidade, enquanto decisão política, a partir da Estratégia de Lisboa, para a
internacionalização da educação superior. Relaciona gestão universitária e a construção do Espaço Europeu de Educação Superior com a política de desenvolvimento desta organização supranacional para a construção da sociedade europeia do conhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Inês Correa Marques, Universidade do Estado da Bahia

Doutora em Educação pela Universidade Federal da Bahia, 2005. Professora Titular da Faculdade de Educação da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) – Departa-mento de Educação, Campus I. Professora Associada da Universidade Federal da Bahia (UFBA)- Faculdade de Educação- Departamento de Educação

María Sanches Agusti, Universidad de Valladolid

Doutora em Educação pela Universidade de Valladolid, 2000. Professora Titular da Universidad de Valladolid. Facultad deEducación y Trabajo Social. Dpto. Didáctica de las Ciencias Sociales y Experimentales

Referências

BENEITONE, Pablo. et al (Ed.). Reflexiones y perspectivas de la educación superior em América Latina. Informe final – Proyecto Tuning – América Latina 2004-2007. Bilbao, Espanha: Universidad de Deusto/ Universidad de Groningen, 2007. Disponível em: <http://tuning.unideusto.org/tuningal/index.php?d=0&option=content&task=view&id=168&Itemid=196&lang=pt>. Acesso em: 01 maio 2012.

CONFERENCIA DE MINISTROS EUROPEOS RESPONSABLES DE LA EDUCACIÓN SUPERIOR. El espacio europeo de educación superior – alcanzando las metas. Comunicado de la Confe-rencia de Ministros Europeos responsables de Educación Superior. Bergen, Noruega, 2005. Disponível em: <http://www.crue.org/export/sites/Crue/procbolonia/documentos/antecedentes/6._Comunicado_de_Bergen.pdf>. Acesso em: 01 maio 2012.

______. Comunicado de Londres. Hacia el Espacio Europeo de Educación Superior: respondiendo a los retos de un mundo globalizado. Londres, 2007. Disponível em: <http://www.crue.org/export/sites/Crue/procbolonia/documentos/antecedentes/Comunicado_de_Londres_2007.pdf>. Acesso em: 01 maio 2012.

______. El Proceso de Bolonia 2020 – El Espacio Europeo de Educación Superior en la nueva década. Lovaina, Bélgica 2009. Disponível em: <http://www.educacion.gob.es/dctm/mepsyd/horizontales/prensa/documentos/2009/lovaina-traduccion-07052009.pdf?documentId=0901e72b8004ac10>. Acesso em: 01 maio 2012.

______. Declaração de Bolonha. Declaração conjunta dos ministros da Educação europeus reunidos em Bolonha a 19 de junho de 1999. Bolonha, 1999. Disponível em: <http://www.aauab.pt/bolonha/declaracaobolonha.pdf>.

Acesso em: 01 maio 2012.

______. Comunicado de Berlim. Berlim, 2003. Disponível em: <http://www.dges.mctes.pt/NR/rdonlyres/24850512-4E2F-4579-829F-80CB905A5CC8/366/ComunicadodeBerlim1.pdf>. Acesso em: 01 maio 2012.

______. Comunicado de Praga. Conferência de Ministros responsáveis pelo Ensino Superior. Praga, 19 de Maio de

Praga, República Checa, 2001. Disponível em: <http://www.uc.pt/ge3s/pasta_docs/outros_docs/comun_praga>.Acesso em: 01 maio 2012.

CEIA, Carlos. A adopção do sistema de créditos ECTS e a reforma curricular das Licenciaturas na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Lisboa, 2002. Disponível em:

cceia/Educacao/adopcao_sistema_ECTS.pdf>. Acesso em: 01 maio 2012.

DECLARAÇÃO Conjunta de Sorbonne. Paris, 1998. Disponível em: <http://www.fam.ulusiada.pt/downloads/

bolonha/Docs01_DeclaracaoSorbonne.pdf>. Acesso em: 01 maio 2012.

MAGNA Charta Universitatum. Bolonha, 1988. Disponível em: <http://www.fis.ufba.br/dfes/PDI/financ/magna%20carta.pdf>. Acesso em: 01 maio 2012.

ORSI, Carlos. Europa debate modelos de educação universi-tária. Revista Ensino Superior – UNICAMP, Campinas,SP, abr. 2012. Seção Governança. Disponível em: <http://www.revistaensinosuperior.gr.unicamp.br/noticia.

php?id=88>. Acesso em: 01 maio 2012.

UNIÃO EUROPEIA. Conselho Europeu extraordinário de Lisboa (Março de 2000): para uma Europa da inovação e do conhe-cimento. Bruxelas, Bélgica, 2006. Disponível em: <http://europa.eu/legislation_summaries/education_training_youth/general_framework/c10241_pt.htm>. Acesso em: 1 maio 2012.

______. Livre circulação de pessoas. Bruxelas, Bélgica, 2000. Disponível em: <http://www.europarl.europa.eu/factsheets/2_3_0_pt.htm>. Acesso em: 01 maio 2012.

______. Para uma Europa do conhecimento. A União Europeia e a sociedade da informação. Bruxelas, Bélgica, 2003a. Disponível em: <http://ec.europa.eu/publications/booklets/move/36/pt.pdf>. Acesso em: 01 maio 2012.

______. Eurydice. Bruxelas, Bélgica, 2008a. Disponível em: <http://eacea.ec.europa.eu/education/eurydice/index_

en.php>. Acesso em: 01 maio 2012.

______. Tratado de Lisboa. Bruxelas, Bélgica, 2009.Disponível em: <http://europa.eu/lisbon_treaty/index_pt.htm>.

Acesso em: 01 maio 2012.

______. Processo de Bolonha: estabelecimento do Espaço Europeu do Ensino Superior. Bruxelas, Bélgica, 2010.

Disponível em: <http://europa.eu/legislation_summaries/education_training_youth/lifelong_learning/c11088_pt.htm>. Acesso em: 01 maio 2012.

______. Europa 2020. Bruxelas, Bélgica, 2012a. Disponível em: <http://ec.europa.eu/europe2020/index_pt.htm>.

Acesso em: 01 maio 2012.

______. Informações de base sobre a União Europeia. Bruxelas, Bélgica, 2012b. Disponível em:

eu/about-eu/basic-information/index_pt.htm>. Acesso em: 01 maio 2012.

______. Eurydice European Unit. Níveis de autonomia e de responsabilidades dos professores na Europa. Bruxelas, Bélgica, 2008b. Disponível em: <http://eacea.ec.europa.eu/education/eurydice/documents/thematic_reports/094PT.pdf>. Acesso em: 01 maio 2012.

______. Tuning Educational Structures in Europe. Final report. Pilot Project – Phase 1. Bilbao, Espanha: University of Deusto/University of Groningen, 2003b. Disponível em: <http://www.relint.deusto.es/TUNINGProject/documentos/Tuning_phase1/Tuning_phase1_full_document.pdf >. Acesso em: 01 maio 2012.

______. Tuning Educational Structures in Europa. Volume de trabalho do estudante, métodos de ensino e resultados de aprendizagem: a abordagem tuning. Portugal, 2003c. Disponível em: <http://www.universidade-autonoma.

pt/upload/galleries/Traducao_TUNING_volume_de_trabalho_dos_estudantes.pdf>. Acesso em: 01 maio 2012.