DISCURSO CAPITALISTA, GESTÃO UNIVERSITÁRIA E FORMAS DE SUBJETIVAÇÃO

Autores

  • Ana Laura Pepe Universidade Federal da Bahia (UFBA).

DOI:

https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2012.v21.n38.p%25p

Resumo

A emergência de formas de mal-estar no campo do trabalho docente e de sua relação com as novas formas de organiza-ção do trabalho convoca a abordar os modelos de gestão e suas implicações nas novas formas de subjetivação. O dis-curso, tal como proposto por Lacan, a sistematização de um paralelo entre a estrutura do sujeito e o que corresponde a ela no social, pode ser um operador conceitual potente para uma abordagem do impacto da ideologia neoliberal no campo da educação e nos destinos das instituições de ensino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Laura Pepe, Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Mestre em Teoria Psicanalítica pela Universidade Federall do Rio de Janeiro (UFRJ). Professora do curso de Especialização em Teoria da clínica psicanalítica da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professora dos cursos de graduação do Centro de Ciências da Saúde – Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

Referências

BIRMAN, J, Mal-estar na atualidade: Psicanálise e as novas formas de subjetivação. Rio de Janeiro: Civilização Brasi-

leira, 2005.

BOUDRILLARD. J. O sistema dos objetos. São Paulo: Pers-pectiva, 2009.

CASTEL, R. As metamorfoses da questão social. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998.

CHANLAT, J-F (Org.). O indivíduo na organização: dimensões esquecidas. Volumes II e III. São Paulo: Atlas, 1996.

CHEMAMA, R. Um sujeito para o objeto. In: GOLDENBERG, R. GOZA! Capitalismo, globalização e Psicanálise. Salvador: Ágalma, 1997. p. 23-40.

Darmon, M. Ensaios sobre a topologia lacaniana. Porto Alegre: Artes Médicas, 1994.

DEBORD, G. A sociedade do espetáculo. São Paulo: Contra-capa, 1997.

DEJOURS, C. Psicodinâmica do trabalho: contribuições da escola Dejouriana a análise da relação prazer, sofrimento

e trabalho. São Paulo: Atlas, 1994.

FREUD, S. O mal estar na civilização (1929). Edição standard brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud – Volume 23. Rio de Janeiro: Imago, 1980.

GONÇALVES, L. H. P. Discurso do capitalista: uma montagem em curto-circuito. São Paulo: Via Lettera, 2003.

GONZÁLES, R. C. F. Mal-estar do sujeito no mundo do trabalho. In: NASCIMENTO, E. M. V. (Org.). Psicanálise

e os desafios da clínica na contemporaneidade. Salvador: Edufba, 2007. (Série Teoria da Clínica Psicanalítica, 2).

LACAN, J. O Seminário – Livro 17: o avesso da Psicanálise. Rio de Janeiro: Zahar, 1992.

MANCEBO, D. et al. Em discussão: o trabalho docente. Estudos e Pesquisas em Psicologia, Rio de Janeiro, v.6, n. 1, p. 1-5, 2006. Disponível em: <http://www.revispsi.uerj.br/v6n1/artigos/PDF/v6n1a01.pdf>. Acesso em: 05 out. 2008.

______. Reforma universitária: reflexões sobre a privatização e a mercantilização do conhecimento. Educação e Sociedade, Campinas, v. 25, n. 88, p. 845-866, out. 2004. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/es/v25n88/

a10v2588.pdf >. Acesso em: 05 out. 2008.

______. Trabalho docente: subjetividade, sobreimplicação e prazer. Psicologia: Reflexão e Crítica, Porto Alegre,v. 20, n. 1, p. 74-80, 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/prc/v20n1/a10v20n1.pdf >. Acesso em: 05 out. 2008.

MARRACH, S. A. Neoliberalismo e educação. In: SILVA JÚNIOR, C. A. et al. (Org.). Infância, educação e neolibe-ralismo. São Paulo: Cortez, 1996. p. 42-56.

NAGEL, Lizia. O estado brasileiro e as políticas educacionais a partir dos anos 80. In: NOGUEIRA, F. M. G. Estado e políticas sociais no Brasil. Cascavel, PR: EDUNIOESTE, 2001. p. 45-57.

ROCHA, M. L.; ROCHA, D. Produção de conhecimento, práticas mercantilistas e novos modos de subjetivação.

Psicologia & Sociedade, Porto Alegre, v. 16, n. 1, p. 13-36, 2004. Número especial. Disponível em:

scielo.br/pdf/psoc/v16n1/v16n1a03.pdf>. Acesso em: 05 out. 2008.

SAFATLE, Vladimir. Lacan. São Paulo: PubliFolha, 2007.

SENNETT, R. A corrosão do caráter: as conseqüências pessoais do trabalho no novo capitalismo. Rio de Janeiro:

Record, 2000.

SOUZA, Aurélio. Os discursos na psicanálise. Rio de Janeiro: Companhia de Freud, 2003.

Como Citar

PEPE, A. L. DISCURSO CAPITALISTA, GESTÃO UNIVERSITÁRIA E FORMAS DE SUBJETIVAÇÃO. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 21, n. 38, 2013. DOI: 10.21879/faeeba2358-0194.2012.v21.n38.p%p. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/498. Acesso em: 27 fev. 2024.