A DIFÍCIL TRANSIÇÃO: A PARTICIPAÇÃO DA FAMÍLIA NA ESCOLHA PROFISSIONAL DE JOVENS EGRESSOS DO ENSINO MÉDIO1

Autores

  • Rosa Exaltação Coutrim Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)
  • Maria Almeida Cunha Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG
  • Daniel Abud Seabra Matos Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

DOI:

https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2016.v25.n47.p173-186

Palavras-chave:

Juventude, Transmissão geracional, Ensino médio, Escolha profissional

Resumo

O final do Ensino Médio é um período de difícil transição para a vida adulta. Com o intuito de compreender como diferentes esferas de socialização influem nessa fase crucial de decisão e planejamento perante o futuro, foram selecionados para esta pesquisa alunos de quatro escolas públicas de Minas Gerais, duas delas localizadas em Belo Horizonte e outras duas em Mariana. A metodologia selecionada foi a qualitativa, e as técnicas utilizadas foram o questionário e a entrevista. O questionário visou identificar as tendências e fazer um panorama descritivo dos jovens egressos e suas famílias. As entrevistas contribuíram para uma análise da realidade cotidiana e das transmissões intergeracionais entre avós, pais e jovens. Assim, essa pesquisa discute como as diferentes gerações presentes em um mesmo espaço doméstico enfrentam o ingresso no mercado de trabalho, como constroem suas estratégias e planos frente ao futuro e como se relacionam com outras esferas de socialização do jovem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosa Exaltação Coutrim, Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

Doutora em Sociologia e Política pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Docente/Pesquisadora na Universidade
Federal de Ouro Preto (UFOP), Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Departamento de Educação. Líder do Núcleo
de Estudos Sociedade, Família e Escola (NESFE). Membro do Observatório Sociológico, Família e Escola (OSFE).

Maria Almeida Cunha, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG

Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Membro do Observatório Sociológico, Família
e Escola (OSFE). Docente/Pesquisadora na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Faculdade de Educação,
Departamento de Ciências Aplicadas a Educação.

Daniel Abud Seabra Matos, Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Líder do Núcleo de Avaliação Educacional (NAVE).
Membro do Observatório Sociológico, Família e Escola (OSFE). Docente/Pesquisador na Universidade Federal de Ouro Preto
(UFOP), Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Departamento de Educação

Referências

BOURDIEU, Pierre; PASSERON, Jean-Claude. A reprodução: elementos para uma teoria do sistema de ensino. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

BRENNER, Ana K., CARRANO, Paulo C. R. Os sentidos da presença dos jovens no ensino médio: representações da escola em três filmes de estudantes. Educação e Sociedade, Campinas, SP, v. 35, n. 129, p. 1223-1240, out./dez. 2014.

CAMARANO, Ana Amélia. (Org.). Transição para a vida adulta ou vida adulta em transição? Rio de Janeiro: IPEA, 2006.

COSTA, Marcio da; KOSLINSKI, Mariane Campelo. Entre o mérito e a sorte: escola, presente e futuro na visão de estudantes do ensino fundamental do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Educação, v. 11, n. 31, p. 133-201, jan./abr. 2006.

DIOGO, Ana Matias. Do envolvimento dos pais ao sucesso escolar dos filhos: mitos, críticas e evidências. Revista Luso-Brasileira de Sociologia da Educação, edição especial, p. 71-96, 2010.

DOMINGUES, José M. Gerações, modernidade e subjetividade coletiva. Tempo Social, São Paulo, v. 14, n. 1, p. 67-89, maio 2002.

FARIA, Susana. O envolvimento familiar no processo de decisão dos jovens à saída do 9º ano. Interacções, v. 2, n. 2, p. 113-140, 2006.

GONÇALVES, Hebe S. Juventude brasileira: entre a tradição e a modernidade. Tempo Social, São Paulo, v. 17, n. 2, p. 207-219, nov. 2005.

INTERNATIONAL LABOR OFFICE (ILO). Global employment: trends for youth. Geneva, 2012a. Disponível em: <http://www.ilo.org/wcmsp5/groups/public/---dgreports/--- dcomm/documents/publication/wcms_180976.pdf>. Acesso em: 08 jun. 2013.

______. Global employment trends 2012: preventing a deeper jobs crisis. Geneva, 2012b. Disponível em:

<http://www.oitbrasil.org.br/sites/default/files/topic/employment/doc/get2012_763.pdf>. (Acesso em: 08/06/2014).

LAHIRE, Bernard. Infancia y adolescencia: de los tiempos de socialización sometidos a constricciones múltiples. Revista de Antropología Social, n. 17, p. 21-38, 2007.

LEÃO, Geraldo; DAYRELL, Juarez, T.; REIS, Juliana B. Juventude, projetos de vida e ensino médio. Educação e Sociedade, Campinas, SP, v. 32, n. 117, p. 1067-1084, out./dez. 2011.

NEUBAUER, Rose. et al. Ensino médio no Brasil: uma análise de melhores práticas e de políticas públicas. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, DF, v. 92, n. 230, p. 11-33, jan./abr. 2011.

NOGUEIRA, Maria A.; NOGUEIRA, Cláudio M. M. Bourdieu e a educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2004.

PAIS, José Machado; CAIRNS, David; PAPPÁMIKAIL, Lia. Jovens europeus: retrato da diversidade. Tempo Social, São Paulo, v. 17, n. 2, p. 109-140, nov. 2005.

RAMOS, Elsa. As negociações no espaço doméstico: construir a “boa distância” entre pais e jovens adultos “coabitantes”. In: BARROS, Myrian L. (Org.). Família e gerações. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006. p. 91-106.

ROCHA, Sônia. A inserção dos jovens no mercado de trabalho. Caderno CRH, Salvador, v. 21, n. 54, p. 533-550, set./dez. 2008.

SINGLY, François de. Sociologia da família contemporânea. Tradução de Clarice Ehlers Peixoto. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2007.

Publicado

2018-04-02

Como Citar

COUTRIM, R. E.; CUNHA, M. A.; MATOS, D. A. S. A DIFÍCIL TRANSIÇÃO: A PARTICIPAÇÃO DA FAMÍLIA NA ESCOLHA PROFISSIONAL DE JOVENS EGRESSOS DO ENSINO MÉDIO1. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 25, n. 47, p. 173–186, 2018. DOI: 10.21879/faeeba2358-0194.2016.v25.n47.p173-186. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/4614. Acesso em: 17 abr. 2024.