O perfil feminino na obra O casamento da princesa negra de Celso Sisto

  • Jeane Borges dos Santos Universidade Federal do Sul da Bahia

Resumo

De acordo com a pesquisadora Maria Cristina Martins (2015), ao citar Terri Windling,  defende-se que o processo de retirar das antigas histórias populares os elementos julgados como inapropriados, fez-se com que estas narrativas perdessem a sua vitalidade, pois na tradição oral, não havia expectativa de que estas histórias fossem seguras, os desfechos não precisam ser necessariamente favoráveis e, que no caso das personagens femininas, as atitudes passivas diante dos problemas não eram vistas positivamente. Partindo deste pressuposto, este trabalho visa analisar o perfil feminino da personagem Abena na obra O casamento de princesa (2009), do escritor Celso Sisto, cujo objetivo será analisar como se posiciona esta personagem negra em um livro infanto-juvenil, ou seja, qual seria a sua relação de pertencimento à cultura africana. Esta pesquisa, de natureza bibliográfica, que recorreu aos estudos de gênero e étnico-raciais, serviu para chegar aos seguintes resultados: a) que não existem apenas contos populares sobre princesas europeias; b) que o perfil feminino em uma princesa negra, pode diferenciar do perfil das princesas tradicionais; c) que, em O casamento da princesa, o escritor Celso Sisto, valoriza a cultura africana; d) que em O casamento da princesa, a personagem não se apresenta de forma passiva diante dos problemas, destoando do papel de resignação, em relação aos acontecimentos, característicos das princesas clássicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jeane Borges dos Santos, Universidade Federal do Sul da Bahia
Possui graduação em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (2008). Especialização em Literatura e Ensino de Literatura pela UESB/Jequié (2011), Mestranda em Ensino e Relações Étnico-Raciais da UFSB (2019). Atuou como, vice-diretora do Colégio Estadual Doutor Milton Santos - Escola Quilombola (2016) , gestora do Colégio Estatual Dr. Milton Santos- Escola Quilombola (2016-2019). Atualmente leciona como professora efetiva da Escola Quilombola, da Escola Municipal Alcides Filinto Magnavita de Souza e participa do Grupo de Estudos em Teorias do Discurso (GETED).

Referências

ARAUJO, Débora Oyayomi. Personagens negras na literatura infantil: o que dizem crianças e professores. Curitiba: CRV, 2017.

DUARTE, Eduardo de Assis. Literatura e Afro-descendência. Portal Literafro. Minas Gerais.

FELINTO, Renata et al. Culturas africanas e afro-brasileiras em sala de aula: saberes para os professores, fazeres para os alunos. Belo Horizonte: Fino Traço Editora Ltda, 2012.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 2010.

RODRIGUES, Sônia. As princesas nos contos de fadas. LEITURAS, compartilhadas. Revista de (in) formação para agentes de leitura, Princesas Africanas, ano 9, p. 17-21, nov. 2011. Disponível em: www.leiabrasil.org.br

MARTINS, Maria Cristina. (Re) Escrituras: Gênero e o Revisionismo Contemporâneo dos contos de fadas. Jundiaí, Paco Editorial: 2015.

MATTOS, Regiane Augusto de. História de cultura afro-brasileira. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2012.

OLIVEIRA, Maria Anória de Jesus. Áfricas e diásporas na literatura infanto-juvenil no Brasil e em Moçambique. Salvador: EDUNEB, 2014.

Revista de Estudos Literários. Londrina, PR, v. 17-A, dez. 2009.

PEREIRA, Maria Tereza Gonçalves e Benedito Antunes (orgs.); Trança de histórias: a criação literária de Ana Maria Machado; São Paulo: editora UNESP; Assis- SP .

SISTO, Celso. O casamento da princesa. São Paulo: Prumo, 2009.

Publicado
2020-06-19
Métricas
  • Visualizações do Artigo 27
  • PDF downloads: 19
Como Citar
DOS SANTOS, J. B. O perfil feminino na obra O casamento da princesa negra de Celso Sisto. Revista Encantar - Educação, Cultura e Sociedade, v. 1, n. 2, p. 419-431, 19 jun. 2020.
Seção
II Seminário Regional de Ensino e Relações Étnico-Raciais