A LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS E O LETRAMENTO DE ESTUDANTES SURDOS DA EJA

Palavras-chave: Língua Brasileira de Sinais, Letramento, Bilinguismo, Educação de Surdos da EJA.

Resumo

O processo de ensino-aprendizagem é complexo, não apenas nas línguas orais, mas também na Língua Brasileira de Sinais, Libras. A presente pesquisa faz uma reflexão sobre o letramento de estudantes surdos da EJA partindo do pressuposto de que o ensino de surdos exige metodologia própria guiada pela cultura surda. As dificuldades da leitura e escrita da língua portuguesa na modalidade escrita, ainda predominam como discussões necessárias por muitos pesquisadores na educação de surdos. Nesse sentido, este estudo objetiva discutir as possibilidades de letramento, através das práticas sociais de leitura do português. A opção metodológica escolhida para o desenvolvimento deste trabalho foi a pesquisa bibliográfica através de uma abordagem qualitativa. Pretende-se contribuir na produção de referenciais que ampliem a discussão do letramento de surdos.  Da pesquisa, ressalta-se a necessidade de reflexão sobre as metodologias utilizadas de forma que o estudante surdo da EJA conclua seus estudos com o conhecimento essencial da leitura de textos simples do cotidiano escritos em português. Se concluiu ainda que muitos surdos continuam com dificuldades na aprendizagem da leitura porque a metodologia utilizada é inadequada à cultura surda, daí a emergência em metodologias alternativas.

.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Itaciara do Carmo da Silva de Oliveira, Universidade do Estado da Bahia
Professora da Rede Municipal de Ensino de Dias Dávila, Mestranda do Programa de Educação de Jovens e Adultos –MPEJA da Universidade do Estado da Bahia UNEB – Campus I – Salvador
Antonio Amorim, Universidade do Estado da Bahia-UNEB.
Departamento de Educação do Campus I da UNEB
Patricia da Hora Correia Carla, Universidade do Estado da Bahia-UNEB.

 

Departamento de Educação do Campus I da UNEB

Grupo de Pesquisa - PROGEI - Programa de Educação Inclusiva

Referências

AMORIM. A. Escola: uma instituição social, complexa e plural. São Paulo: Viena, 2007.

FERREIRA BRITO. L. Integração Social e Educação de Surdos. Babel Editora. R J. 2008.

FREIRE. Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática docente. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002.

GOMES. R.et al. Organização, processamento, análise e interpretação de dados: o desafio da triangulação. In:MINAYO, M.C.S; ASSIS, S.G;SOUZA,E.R.(org.) Avaliação por triangulação de métodos: abordagem de programas sociais. Rio de Janeiro: Fiocruz,2005.

GIL. Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6ª. ed. - São Paulo: Atlas, 2008.

MARTINS. Linair Moura Barros. A prática pedagógica no Letramento bilíngue de Jovens e adultos surdos. Tese Doutorado em Educação. Universidade de Brasília, 2015.

MOITA LOPES, L.P. Os novos letramentos digitais como lugares de construção de ativismo político sobre sexualidade e gênero. Trab.Ling.Aplic., Campinas, 49(2), p.393-417, 2010.

MONTE MÓR, W. Reading Dogville in Brazil: image, language and critical literacy. In: Language and intercultural communication. v. 6, no. 2, p.124-135 2006.

MOURA, D. R.; VIEIRA, C. R. A Atual Proposta Bilíngue para Educação de Surdos em Prol de uma Educação Inclusiva. Revista Pandora Brasil, n. 28, Mar. 2011.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (org.). Pesquisa Social. Teoria, método e criatividade. 18 ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

PELUSO, L. Estudios interculturales y cultura escrita: algumas problematizaciones entorno al concepto de escritura y de sujeto letrado. In: Edición de La Sociedad de Dislexia del Uruguay (Org.). Entre elsueño y la realidad: nuestra América Latina alfabetizada. Montevideo, 2007, p.313-320.

PEREIRA, M. C. da C. VIERIA, M. I. da S. Bilinguismo e Educação de Surdos. Revista Intercâmbio, São Paulo, v. XIX: p. 62-67, 2009.

QUADROS, R. M. de. SCHMIEDT, Magali L. P. Ideias para ensinar português para alunos surdos.– Brasília : MEC, SEESP, 2006.

ROJO, R. Letramentos múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo, SP: Parábola Editorial, 2009.

ROJO, R. Pedagogia dos multiletramentos: diversidade cultural e de linguagens na escolar. In: ROJO, R.; MOURA, E. (orgs.) Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2012.

SERAFINI, F. Reading the visual: an introduction to teaching multimodal literacy. Language and Literacy Series. New York: Teachers College Press, 2014.

SILVA,Ana Júlia Costa Chaves,2018. Letramento Literário no Atendimento Educacional Especializado: desafios e perspectivas para o leitor surdo.

SOUZA, Renata Antunes. Letramento para a vida: letramento de alunos surdos. Dissertação. (Mestrado em Educação) – Universidade de Brasília, 2012.

SOARES, M. Letramento: um tema em três gêneros. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

Publicado
2020-06-01
Métricas
  • Visualizações do Artigo 129
  • PDF downloads: 47