PARA UMA PLURALIDADE CIENTÍFICA

Palavras-chave: Ciência ocidental, Ciência não-ocidental, Paradigma de complexidade, Pensamento abissal, Pensamento pós-abissal da ecologia dos saberes.

Resumo

Este artigo tem como objetivo compreender os pensamentos de Souza Santos (2007) e Ela (2012) acerca da ciência moderna. O problema deste artigo é: “Há outra(s) possibilidade(s) de fazer ciência?” Para responder o problema apresentam-se no texto as categorias de análise: ciência ocidental e ciência não-ocidental A metodologia utilizada é a revisão bibliográfica e concluiu-se que a crise existencial da ciência ocidental exige uma nova racionalidade através da complementaridade de saberes. O paradigma de complexidade e o pensamento pós-abissal da ecologia dos saberes se configura como algumas das propostas viáveis e alcançáveis para um novo pensamento da ciência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jussara Gabriel dos Santos, Universidade Federal de Uberlândia Universidade Federal de São Carlos

[1]Doutoranda em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar); Mestra em Educação pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro; Especilista em Tutoria em Educação a distãncia e em Gestão Pública; Técnica-Administrativo em Educação da Universidade Federal de Uberlândia. Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5440024998042186

 

Referências

ELA, JM. Investigação científica e Crise da racionalidade. Luanda, Angola: Edições Pedago, 2016

EDIÇÕES PEDAGO. Biografia. Disponível em: https://www.infoescola.com/africa/camaroes. Acesso em: 10 nov. 2018.

POPPER, K. A lógica da pesquisa científica. S.P.: Ed. Cultrix, 2004.

SOUSA SANTOS, B. Nota biográfica. Disponível em: http://www.boaventuradesousasantos.pt/pages/pt/homepage.php. Acesso em: 10 nov. 2018.

SOUSA SANTOS, B. Para Além do Pensamento Abissal- Das linhas globais a uma ecologia dos saberes. Novos Estudos, n° 79, p.71-94, nov. 2007.

Publicado
2020-06-01
Métricas
  • Visualizações do Artigo 36
  • PDF downloads: 43