NOVAS E VELHAS CONFIGURAÇÕES RELIGIOSAS NO ISOLAMENTO SOCIAL

Palavras-chave: Isolamento social. Reconfigurações religiosas. Covid-19.

Resumo

 No período de isolamento social vivenciado em 2020, percebemos as novas adaptações das religiões tradicionais, que precisaram obedecer às normas da Organização Mundial da Saúde, mantendo o distanciamento, bem como o fortalecimento das práticas holísticas presentes nas chamadas filosofias de vida. Essa situação nos remete às mudanças no campo religioso após a Segunda Guerra Mundial, pois se fazem presentes tanto perfis de cunho fundamentalista como também praticantes irregulares que deixam cada vez mais evidente a dificuldade de se responder à pergunta: Qual a sua religião? Para contribuir com essa abordagem, o diálogo com autores da fenomenologia da religião, da sociologia da religião e dos novos movimentos religiosos foram fundamentais. Concomitantemente, um olhar peculiar para as mais recentes configurações do campo religioso garantiu que se mantivesse o ineditismo e a atualidade dessa abordagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danielle Ventura de Lima Pinheiro, Docente pela Secretaria de Educação e Cultura do Município de João Pessoa

Doutora em Ciências da Religião Pontifícia Universidade Católica de Goiás e em Educação Universidade Federal da Paraíba.  Vice Líder do Formação, Identidade, Desenvolvimento e Liderança de Professores de Ensino Religioso (FIDELID).

Referências

ALBUQUERQUE, Leila Marach Basto. Novos movimentos religiosos. In: BAPTISTA, Paulo Agostinho Nogueira et. al. O sagrado e o urbano. Diversidades, manifestações e análise. São Paulo: Paulinas. (coleção estudos da ABHR), 2008
ALMEIDA, Ronaldo; MONTERO, Paula. Trânsito religioso no Brasil. In São Paulo em Perspectiva, 15/3 p. 92-101, 2001
BERGER, Peter. O dossel sagrado. elementos para uma teoria sociológica da religião. São Paulo, Paulinas, 2009
CAPONI, SANDRA. Covid-19 no Brasil: entre o negacionismo e a razão neoliberal. Estudos avançados, São Paulo, v.34, n. 99, 2020, p. 209-224. Disponível em . Acesso em 10 jan. 2021.
DURAND, Gilbert . O imaginário. Rio de Janeiro: Difel, 2004
DURAND, Gilbert. Estruturas antropológicas do imaginário. Lisboa: Presença, 1997
DURKHEIM, Emile. As formas elementares da vida religiosa. São Paulo, Paulinas, 1989
ELIADE, Mircea. O sagrado e o profano. a essência das religiões. São Paulo: Martins Fontes, 2001
HERVIEU-LÉGER, Danièle O peregrino e o convertido: a religião em movimento. Petrópolis: Vozes, 2008.
GERRIERO, Silas. Novidades Religiosas: Entre relativismos e fundamentalismos. In: BAPTISTA, Paulo Agostinho Nogueira et. al. O sagrado e o urbano. Diversidades, manifestações e análise. São Paulo: Paulinas. (coleção estudos da ABHR), 2008
MCKENZIE, Eleanor. A Bíblia do Reiki. O guia definitivo para a arte do Reiki. Tradução de Euclides Luiz Calloni e Cleusa Magô Wosgrau. São Paulo: Pensamento, 2010
MADURO, Otto. Fundamentalismos. In: SOTER; AMERÍNDIA (Org.). Caminhos da Igreja na América Latina e no Caribe: novos desafios. São Paulo: Paulinas, 2006. 467p.
PRANDI, Reginaldo. A religião do planeta global. In ORO, Ari Pedro & STEIL, Carlos Alberto (eds.): Globalização e religião, pp. 63- 70. Petrópolis: Vozes, 1999.
RODRIGUES, Donizete Novos movimentos religiosos: Realidade e perspectiva sociológica. Revista ANTHROPOLÓGICAS, ano 12, volume 19(1). 2008. p. 17-42.
RODRIGUES, Elisa. A Emergência dos Novos Movimentos Religiosos e suas Repercussões no Campo Religioso Brasileiro. Numen: revista de estudos e pesquisa da religião, Juiz de Fora, v. 12, n. 1 e 2,2011, p. 45-58.
OTTO, Rudolf. O sagrado. Petrópolis: Vozes, 2009.
SOUZA, Sandra Duarte de . Trânsito religioso e reinvenções femininas do sagrado na modernidade. In: Horizonte, Belo Horizonte, v.5, n. 9, p. 21-29, dez, 2006.
VALLE, Edênio. Renovação Carismática Católica: algumas observações. ESTUDOS AVANÇADOS 18 (52), 2004.
Weber, Max. A ética protestante e o espírito do capitalismo. São Paulo, Companhia das Letras, 2004.
Weber, Max. Economia e sociedade: fundamentos da sociologia compreensiva. Tradução de Regis Barbosa e Karen Elsabe Barbosa; Revisão técnica de Gabriel Cohn - Brasília, DF: Editora Universidade de Brasília: São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 1999.
Publicado
2020-12-31
Métricas
  • Visualizações do Artigo 34
  • PDF downloads: 31
Como Citar
PINHEIRO, D. V. DE L. NOVAS E VELHAS CONFIGURAÇÕES RELIGIOSAS NO ISOLAMENTO SOCIAL. Diálogos e Perspectivas Interventivas, v. 1, p. e10586, 31 dez. 2020.
Seção
Dossiê Temático