Esteticas teologales de liberación: aproximaciones fenomenológicas desde el marianismo mesiánico y la teología de la producción

Autores

  • María Magdalena Becerra Universidad Academia de Humanismo Cristiano

Resumo

Este ensaio propõe uma abordagem das fenomenologias marianas na América Latina focada principalmente no conceito de aisthesis dusseliana (2018), segundo o fetichismo cultural do contexto colonial, como expressões da secularização material/cosmológica do espaço americano, especialmente na tensão entre os imaginários cristãos primitivos, indígenas e populares (com suas respectivas “inversões”). A hipótese deste trabalho é que a figura mariana tem um potencial messiânico de libertação em relação ao seu núcleo ético mítico comum com as cosmogonias ancestrais do continente, que se ativa fenomenologicamente como revelação (epifania) em torno de valores de uso como mediações disponíveis para a afirmação e reprodução da vida. Assim, o mariano pode ser reconfigurado a partir do campo político a partir de um marianismo messiânico como estética obediente e do campo econômico através da estrutura eucarística da teologia da produção, como estética teológica em posição de libertação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

María Magdalena Becerra, Universidad Academia de Humanismo Cristiano

Doctora en Estudios Transdiciplinares Latinoamericanos, Universidad Academia de Humanismo Cristiano. Docente en Instituto de Humanidades UAHC y Unisantander Chile. Investigadora en CIELA, Universidad de Chile, C.I.T.E.S y miembra de AFyL Internacional. Académica e investigadora en los ámbitos de filosofía de la liberación y Teoría descolnial.

Publicado

2022-12-30

Como Citar

BECERRA, M. M. . Esteticas teologales de liberación: aproximaciones fenomenológicas desde el marianismo mesiánico y la teología de la producción . Anãnsi: Revista de Filosofia, [S. l.], v. 3, n. 2, p. 108–127, 2022. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/anansi/article/view/15681. Acesso em: 28 maio. 2024.