Colocações culturais em corpora escrito e oral formadas por relatos de seringueiros acreano

  • Raimundo Ibernon Chaves da Silva Rede Estadual de Educação do Acre
  • Adriane Orenha-Ottaiano Universidade Estadual Paulista “Júlio Mesquita Filho”
  • Maria Emilia Pereira Chanut Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho

Resumo

Com base nos preceitos teóricos da Fraseologia e da Linguística de Corpus, este artigo visa aextração e análise das colocações culturais presentes no Corpus Escrito da Vila Japiim (CEVIJ) e no Corpus Oral do Acre (COAC), formados por relatos de seringueiros acreanos, homens que se dedicaram ao trabalho nos seringais. Metodologicamente, utilizamos o programa WordSmith Tools. Por meio de suas ferramentas WordList, Keywords e Concord, fizemos o levantamento e análise das palavras-chave de maior frequência com foco em sua significação e carga cultural. Neste procedimento de busca, destacaram-se como base (node) lexias como ‘borracha’ e ‘estrada’. Com base na observação das concordâncias, foi possível selecionar colocações culturais incomuns e únicas como “barões da borracha”, “boom da borracha”,“estrada de porta”, “espigão da estrada” e “soldado da borracha”, que fazem parte das idiossincrasias lexicais do “ciclo da borracha”. Os seringueiros que se deslocaram para a Amazônia no período da segunda guerra mundial foram denominados de “soldados da borracha”, em razão de participarem do esforço concentrado de guerra através da produção de borracha que se destinaria ao abastecimento dos mercados da Europa beligerante.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raimundo Ibernon Chaves da Silva, Rede Estadual de Educação do Acre

Doutor em Linguística pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos da Universidade Júlio
Mesquita Filho. Professor da Rede Estadual de Ensino do Estado do Acre.

Adriane Orenha-Ottaiano, Universidade Estadual Paulista “Júlio Mesquita Filho”

Docente do Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos da Universidade Estadual Paulista
“Júlio Mesquita Filho”.

Maria Emilia Pereira Chanut, Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho

Docente do Departamento de Letras Modernas da Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho

Publicado
2022-01-05
Métricas
  • Visualizações do Artigo 20
  • pdf downloads: 17
Como Citar
SILVA, R. I. C. DA; ORENHA-OTTAIANO, A.; CHANUT, M. E. P. Colocações culturais em corpora escrito e oral formadas por relatos de seringueiros acreano. Anãnsi: Revista de Filosofia, v. 2, n. 2, p. 61-75, 5 jan. 2022.