Cibernética e Redes: reflexões sobre a técnica e a tecnologia

  • Pedro Benassi Santos UnB/Universidade de Brasília

Resumo

O presente trabalho investiga as reflexões de Bruno Latour sobre o ator rede, desenvolvidas nas obras Reagregando o Social e Um Coletivo de Humanos e Não Humanos. Suas investigações sobre o social e as redes que o compõem dialogam com a pesquisa do filósofo brasileiro Álvaro Vieira Pinto no livro O Conceito de Tecnologia, onde vemos uma investigação filosófica sobre a técnica e a tecnologia. Para além de apresentar um breve resumo dos dois filósofos, explorar a análise que ambos estão fazendo, uma análise da mesma relação entre sociedade e tecnologia com reflexões que se dialogam entre si. Temas complexos como tecnologia, cibernética e atores humanos e não-humanos que não são simples sujeitos/objetos e sim participantes na construção de um social.

Tema que ambos os pensadores compartilham, é a tecnologia como um produto destas relações de rede e a oposição à ideia de que a técnica se trata apenas de questões de fato e engenharia. Para ambos, pensar a tecnologia também é pensar o social, no qual uma divisão entre as ciências naturais e humanas deixa de responder sobre como é possível a tecnologia e a nossa relação com a mesma. Este é o fio narrativo-investigativo que conduz a pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-07-14
Métricas
  • Visualizações do Artigo 92
  • pdf downloads: 99
Como Citar
BENASSI SANTOS, P. Cibernética e Redes: reflexões sobre a técnica e a tecnologia. Anãnsi: Revista de Filosofia, v. 2, n. 1, p. 173-189, 14 jul. 2021.