O ENSINO DE HISTÓRIA DA ÁFRICA NO SISTEMA EDUCACIONAL ANGOLANO E BRASILEIRO: AVANÇOS E LIMITES

  • Alex Andrade Costa UFBA
  • Jacob Lussento Cupata ISCED - Sumbe.

Resumo

Este artigo analisa a legislação educacional e o currículo escolar instituídos em Angola no período pós-colonial e no Brasil após a ditadura militar, para compreender os avanços e retrocessos na incorporação da História da África no currículo escolar dos dois países. Nesse sentido, o estudo evidencia os principais avanços e as inflexões nos últimos anos como resultado do momento histórico vivenciado pelas duas nações.

 

PALAVRAS-CHAVE: Ensino; História da África; Legislação Educacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alex Andrade Costa, UFBA

Doutor em História/UFBA, professor adjunto da Faculdade de Educação/UFBA.

Jacob Lussento Cupata , ISCED - Sumbe.

Mestre em Relações Interculturais/Universidade Aberta de Lisboa, Docente-Assistente do Instituto Superior de Ciências da Educação do Sumbe/ISCED-S. Desenvolve pesquisa mais ampla sobre a temática deste artigo no doutoramento em Estudos Culturais, na Universidade do Minho.

Publicado
2021-11-24
Métricas
  • Visualizações do Artigo 54
  • PDF downloads: 139