CONDIÇÕES E MOTIVAÇÕES PARA A EDUCAÇÃO EM AMBIENTE PRISIONAL: UM ESTUDO A PARTIR DA REALIDADE PORTUGUESA

Rarissa Maiara de Fernandes Lira, Joaquim Luís Medeiros Alcoforado, Márcia Regina Barbosa

Resumo


A educação em ambiente prisional tem sido apontada como um direito e, em particular, como uma necessidade das pessoas em reclusão, com baixos níveis de escolaridade, sendo considerada essencial nos processos de ressocialização e de prevenção de reincidência de comportamentos em conflito com a lei. Por outro lado, ainda que a oferta procure responder a esse direito e essas necessidades, sabemos que envolve menos pessoas do que seria esperado, registando, em simultâneo, índices de desistência e abandono muito acima do desejável. Neste estudo, através de entrevistas não estruturadas a responsáveis de um estabelecimento prisional e de uma escola associada e a professores, procurou-se compreender e caraterizar o problema, reunindo informação que nos desafia a aprofundar a relação entre instituições e os respetivos profissionais, potenciando condições capazes de incrementar as motivações para o envolvimento dos reclusos nas atividades educativas.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Classificação Qualis CAPES

Educação B3