Será que ensinar gramática com quadrinhos é uma boa ideia?

  • Alba Valéria Tinoco Alves Silva Departamento de Letras Vernáculas da Universidade Federal da Bahia.
Palavras-chave: Quadrinhos, Cartum, Tira, Charge, Ensino

Resumo

Este trabalho resulta do projeto de pesquisa “Leitura de traços de humor”, desenvolvido desde 2010, no Instituto de Letras da UFBa, e baseia-se nos trabalhos de Barbosa (2009), Koestler (1982), Eisner (1989), Joly (1996), McCloud (1994), Ramos (2009, 2011). O objeto da pesquisa são charges, cartuns e tiras cômicas, usados em livros didáticos; seu objetivo é a ampliação de competências de leitura de alunos universitários, por meio da construção de material didático voltada para a leitura de tais gêneros. O projeto nasceu da percepção da dificuldade apresentada por alunos de graduação na compreensão de tais gêneros. Sua justificativa é a crença de que a capacitação heurística do aluno na leitura de cartuns, charges e tiras cômicas possa tornar-se um instrumental útil no desenvolvimento das habilidades de leitura em si. Isso porque a leitura de quadrinhos carreia para si questões problemáticas da leitura verbal, tais como a intertextualidade, o duplo sentido etc. Uma de suas hipóteses é que o desempenho sofrível de universitários na compreensão de tais gêneros decorre do fato de que, apesar de sua presença nos livros didáticos desde os anos 1990, os quadrinhos estão sendo usados para ensinar gramática e não leitura.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alba Valéria Tinoco Alves Silva, Departamento de Letras Vernáculas da Universidade Federal da Bahia.

Departamento de Letras Vernáculas da Universidade Federal da Bahia.

E-mail: albavaleria99@gmail.com
Publicado
2014-07-07
Métricas
  • Visualizações do Artigo 465
  • PDF downloads: 297
Como Citar
ALVES SILVA, A. V. T. Será que ensinar gramática com quadrinhos é uma boa ideia?. Tabuleiro de Letras, v. 8, n. 1, p. 7-23, 7 jul. 2014.
Seção
SEÇÃO LIVRE