Um diálogo sobre (n)ação no narrado feminil em Memórias SOMânticas, de Abdulai Sila

Autores

  • Jonh Jefferson do Nascimento Alves Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN
  • Sebastião Marques Cardoso

DOI:

https://doi.org/10.35499/tl.v12i1.4935

Palavras-chave:

Pós-colonialismo, Narrativa da Nação, Identidade Nacional, Guiné-Bissau, Abdulai Sila

Resumo

O presente estudo versa sobre a narrativa da Nação como representação do desejo coletivo Bissau-guineense no romance Memórias SOMânticas (2016) de Abdulai Sila. O texto indaga o quanto os projetos e sonhos nacionalistas guineenses foram realmente alcançados passados 44 anos da independência do país e 20 anos da primeira guerra civil no estado africano tendo em vista a instabilidade política e os falhanços econômicos na atualidade. Na abordagem, buscaremos questionar as identidades e os artefatos que sugerem os conflitos internos e externos ressaltando ainda na temática pós-colonial a perspectiva do autor enquanto sujeito e voz coletiva de uma sociedade complexa e atual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jonh Jefferson do Nascimento Alves, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN

SEBASTIÃO MARQUES CARDOSO é Professor Adjunto de Teoria Literária da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN); JONH JEFFERSON DO NASCIMENTO ALVES é Mestrando do Programa de Pós-graduação em Letras-PPGL da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). 

Downloads

Publicado

2018-07-19

Como Citar

ALVES, J. J. do N.; CARDOSO, S. M. Um diálogo sobre (n)ação no narrado feminil em Memórias SOMânticas, de Abdulai Sila. Tabuleiro de Letras, [S. l.], v. 12, n. 1, p. 266–287, 2018. DOI: 10.35499/tl.v12i1.4935. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/tabuleirodeletras/article/view/4935. Acesso em: 25 fev. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS