Analisando notícias que divulgam ciência:

O indiciamento de modelos de comunicação pública da ciência pela organização enunciativa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35499/tl.v16i2.15231

Resumo

O objetivo deste estudo é entender de que maneira os comportamentos enunciativos atribuem papéis aos sujeitos convocados no discurso em notícias da revista Galileu, estabelecendo certa relação entre eles e os temas científicos. Com isso, investigamos como a organização enunciativa representa o contato dos sujeitos com a ciência. Além das categorias de Charaudeau (2014), valemo-nos dos modelos de comunicação da ciência (LEWENSTEIN, 2003), para analisar essas notícias sobre ciência. Os resultados revelam as posições enunciativas do texto ecoando certas concepções da revista sobre o estatuto da ciência, como a grandiosidade, a irrefutabilidade e as dúvidas quanto a certas constatações apresentadas. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Filipe Zandonai, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Mestre em Linguística Aplicada pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, e doutorando em Estudos Linguísticos (área de concentração: Linguística do Texto e do Discurso) pela Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG. Graduado em Letras também pela UNISINOS.

Eduardo Paré Glück, Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS)

Mestre em Linguística Aplicada pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, e doutorando pela mesma universidade. Especialista em Metodologia do Ensino de Língua Inglesa, pela Universidade Paulista (UNIP) e graduado em Letras (Português e Inglês) pela UNISINOS. 

Referências

AMOSSY, Ruth. A argumentação no discurso. Coordenação da tradução: Eduardo Lopes Piris e Moisés Olímpio-Ferreira; tradução: Angela M. S. Corrêa. São Paulo: Contexto, 2020.

CASTELFRANCHI, Yurij. 2021. Divulgação científica na contramão: novos modelos de divulgação científica para tempos de crise. Disponível on-line em:
<https://www.youtube.com/watch?v=GHE5P56h_3A>. Acesso em: 20 out. 2021.

CHARAUDEAU, Patrick. Uma análise semiolinguística do texto e do discurso. In: PAULIUKONIS, Maria Aparecida; GAVAZZI, Sigrid (Orgs.). Da língua ao discurso: reflexões para o ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2005. p. 11-29.

CHARAUDEAU, Patrick. Dize-me qual é teu corpus, eu te direi qual é a tua problemática. Revista Diadorim (UFRJ), v. 10, dez. 2011, p. 1-23.

CHARAUDEAU, Patrick. Sobre o discurso científico e sua midiatização. Calidoscópio, v. 14, n. 3, p. 550-556, set./dez. 2016a. Disponível em: https://revistas.unisinos.br/index.php/calidoscopio/article/view/cld.2016.143.18. Acesso em: 20 set. 2022.

CHARAUDEAU, Patrick. Discurso político. Trad. Fabiana Komesu e Dilson Ferreira da Cruz. São Paulo: Contexto, 2006.

CHARAUDEAU, Patrick. Linguagem e discurso: modos de organização. 3. ed. São Paulo: Contexto, 2014.

CHARAUDEAU, Patrick. Por uma interdisciplinaridade “focalizada” nas ciências humanas e sociais. Trad. Renato de Mello e Renata Aialla de Mello. In: MACHADO, Ida Lucia et al. (Orgs.). A transdisciplinaridade e a interdisciplinaridade em estudos da linguagem. 1. ed. Belo Horizonte: NETII/FALE/UFMG, 2013. p. 17-52.

CIENTISTAS revelam mais detalhes de mamífero gigante de nove toneladas. Revista Galileu, São Paulo, 27 nov. 2018. Disponível em: <encurtador.com.br/wDR36>. Acesso em: 9 mar. 2021.

COSTA, Antonio Roberto Faustino da; SOUSA, Cidoval Morais de; MAZOCCO, Fabricio José. Modelos de Comunicação Pública da Ciência: agenda para um debate teórico-prático. Conexão (UCS), v. 9, n. 18, p. 149-158, jul./dez. 2010.

EMEDIATO, Wander. Problemáticas contemporâneas dos estudos do discurso: por uma análise integrada. In: EMEDIATO, Wander; MACHADO, Ida Lucia; LARA, Gláucia Muniz Proença. (Orgs.). Teorias do discurso: novas práticas e formas discursivas. Campinas: Pontes Editores, 2020. p. 19-56.

EMEDIATO, Wander. Análise do discurso numa perspectiva enunciativa e pragmática. Campinas: Pontes Editores, 2022.

FARES, Djana Contier; NAVAS, Ana Maria, MARANDINO, Martha. Qual a participação? Um enfoque CTS sobre os modelos de comunicação pública da ciência nos museus de ciência e tecnologia. In: X Reunión de la Red de Popularización de la Ciencia y la Tecnología en América Latina y el Caribe (RED POP - UNESCO) y IV Taller “Ciencia, Comunicación y Sociedad”, 10., 2007, San José, Costa Rica. Anais […]. San José: RED POP – UNESCO, 2007. p. 1-10. Disponível em: https://www.cientec.or.cr/pop/2007/BR-DjanaFares.pdf. Acesso em: 24 out. 2021.

FLORES, Natália Martins. Identidades midiáticas: a construção da identidade de ciência na revista Galileu. 2012. 162 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Santa Maria, 2012.

FRANCISCO, Karina Juliana; MARQUES, José Carlos. Ciência e Jornalismo: Análise do Discurso das Revistas Galileu e Superinteressante. In: 41º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (INTERCOM 2018), 41., 2018, Joinville. Anais eletrônicos [...]. Joinville: Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação / Universidade da Região de Joinville (UNIVILLE), 2018. Disponível em: https://www.portalintercom.org.br/anais/nacional2018/resumos/R13-1540-1.pdf. Acesso em: 20 set. 2022.

FUCHS, Juliana Thiesen; SOUZA, Juliana Alles de Camargo; GIERING, Maria Eduarda. A relação de comentário como escolha estratégica em textos midiáticos de divulgação científica. Discursos de popularização da ciência, v. 1, p. 51-62, 2009.

XXXXX. 2019.

XXXXX. 2021.

LIMA, Guilherme da Silva; GIORDAN, Marcelo. Entre o esclarecimento e a indústria cultural: reflexões sobre a divulgação do conhecimento científico. In: TAVARES, Denise; REZENDE, Renata. (Org.). Mídias & divulgação científica: desafios e experimentações em meio à popularização da Ciência. Rio de Janeiro: Ciências e Cognição, 2014. Disponível em: http://www.ppgmidiaecotidiano.uff.br/site/wp-content/uploads/2018/03/Livro-Midias-e-Divulg-Cient.pdf. Acesso em: 20 set. 2022.

LEWENSTEIN, Bruce V. Models of public communication of science and technology. Public Understanding of Science, v. 16, p. 01-11, 2003. Disponível em:
https://ecommons.cornell.edu/handle/1813/58743. Acesso em: 12 nov. 2021.

LEWENSTEIN, Bruce; BROSSARD, Dominique. Assessing models of public understanding in ELSI outreach materials, USA: Department of Energy: Final Report. Cornell: Cornell University, 2006.

LOOSE, Eloisa Beling; LIMA, Myrian Regina Del Vecchio de. A ciência nos portais de notícias: notas para pensar a popularização científica a partir do jornalismo online. Animus (Santa Maria. Online), v. 12, p. 85-102, jul. 2013. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/animus/article/view/9085. Acesso em: 19 set. 2022.

MACHADO, Ida Lucia. Uma das possíveis aplicações da Semiolinguística: estudo de caso sobre o fenômeno da resiliência. In: MACHADO, Ida Lucia; EMEDIATO, Wander; LARA, Gláucia Muniz Proença (Orgs.). Teorias do Discurso: novas práticas e formas discursivas. Campinas: Pontes Editores, 2020, p. 57-78.

MASSARANI, Luisa; BUYS, Bruno. A ciência em jornais de nove países da América Latina. In: MASSARANI, Luisa; POLINO, Carmelo (Orgs.). Los desafíos y la evaluación del periodismo científico en Iberoamérica: jornadas Iberoamericanas sobre la Ciencia en los medios masivos. Santa Cruz de la Sierra (Bolívia): AECI, RICYT, CYTED, SciDevNet, OEA. 2008, p. 21-37.

MOIRAND, Sophie. Les indices dialogiques de contextualisation dans la presse ordinaire. Cahiers de praxématique, v. 33, p. 145-184, 1999.

MOIRAND, Sophie. A contribuição do pequeno corpus na compreensão dos fatos da atualidade. Trad. Fernando Curtti Gibin e Julia Lourenço Costa. Linguasagem, São Carlos, Dossiê Metodologias de Pesquisa em Ciências da Linguagem, v. 36, n. 1, jul./dez. 2020, p. 20-41.

MOTTA-ROTH, Désirée; SCHERER, Anelise. Popularização da ciência: a interdiscursividade entre ciência, pedagogia e jornalismo. Bakhtiniana: Revista de Estudos do Discurso, v. 11, n. 2, p. 164-189, mai./ago. 2016. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/bakhtiniana/article/view/23671. Acesso em: 20 set. 2022.

MOTTA-ROTH, Désirée; LOVATO, Cristina. O poder hegemônico da ciência no discurso de popularização científica. Calidoscópio, v. 9, n. 3, p. 251-268, set./dez. 2011. Disponível em: https://revistas.unisinos.br/index.php/calidoscopio/article/view/cld.2011.93.09. Acesso em: 19 set. 2022.

MIDIAKIT. Galileu 2015. Globo. Disponível em: encurtador.com.br/gEP46. Acesso em: 10 fev. 2021.

MYERS, Greg. Discourse studies of scientific popularization: questioning the boundaries. Discourse studies, [S. I.], v. 5, n. 2, p. 265-279, mai. 2003.

OLIVEIRA, Ieda de. O contrato de comunicação da literatura infantil e juvenil. Rio de Janeiro: Lucerna, 2003.

O GLOBO. Revista Galileu. In: O GLOBO. Rio de Janeiro, 2009. Disponível em:
http://revistagalileu.globo.com/Revista/Galileu/0,,EGD363-7833,00.html. Acesso em: 30 mar. 2021.

SABINO, Juliana Lopes Melo Ferreira. As estratégias de polidez e as modalidades alocutivas na construção do ethos: uma análise discursiva de comentários virtuais a partir de redação do ENEM. 2018. 189 f. Tese (Doutorado em Linguística) – PUC Minas, Belo Horizonte, 2018.

VALENÇA, Manuel Leite. Comunicação Pública de Ciência – um Guia para Cientistas. 2015. Dissertação (Mestrado em Comunicação de Ciência). Instituto de Tecnologia Química e Biológica, Universidade Nova de Lisboa (UNL), Lisboa, 2015.

VEJA fotos de galáxia antes e depois de reparo das lentes do Hubble. Revista Galileu, São Paulo, 5 dez. 2018. Disponível on-line em: encurtador.com.br/hDPW3. Acesso em: 9 mar. 2021.

VOCÊ deveria comer só seis batatas fritas por porção, diz médico. Revista Galileu, São Paulo, 6 dez. 2018. Disponível em: encurtador.com.br/tvU37. Acesso em: 9 mar. 2021.

Downloads

Publicado

2022-12-21

Como Citar

ZANDONAI, M. F.; GLÜCK, E. P. Analisando notícias que divulgam ciência:: O indiciamento de modelos de comunicação pública da ciência pela organização enunciativa. Tabuleiro de Letras, [S. l.], v. 16, n. 2, p. 169–186, 2022. DOI: 10.35499/tl.v16i2.15231. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/tabuleirodeletras/article/view/15231. Acesso em: 16 jul. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS