O leque das crônicas de Vasconcelos Maia: (pre)texto para reflexão sobre Leitura, Literatura e Memória

  • Edna Maria Viana Soares Professora da rede pública realizou Mestrado na Universidade do Estado da Bahia– Programa de Pós-Graduação em Estudo de Linguagens - UNEB/PPGEL com a dissertação Uma Cidade Dia Sim, Dia Não: Salvador nas crônicas de Vasconcelos Maia – 1958/1964, sob a orientação da: Profª Drª Maria do Socorro da Silva Carvalho.
Palavras-chave: Literatura Baiana, Vasconcelos Maia, Crônicas jornalísticas,

Resumo

Vasconcelos Maia (20de março de 1923 – 14 de julho de 1988), contista baiano, cuja vida de escritor se inicia aos dezoito anos, vindo a ser “um ficcionista” como se definia, estreou na literatura em 1946 com o livro Fora da Vida. Trilhando veredas concretas, em quarenta anos de produção, o escritor materializou seu pensamento em cerca de mil crônicas e vários contos. Consagrado como contista, com obras editadas inclusive no exterior, o escritor baiano, no momento em que a cidade do Salvador vivia uma expressiva efervescência cultural, como testemunha privilegiada de seu processo de modernização, aproxima-se dos meios de comunicação de massa, tornando-se um cronista incansável. Ao lado dessa fecunda atividade jornalística, Vasconcelos Maia responsabiliza-se pela gestão do órgão municipal de turismo, posição que será determinante no enfoque de suas crônicas sobre a cidade que então definia sua “vocação turística”. Embora escrevesse sobre os mais variados temas, o cronista Vasconcelos Maia prioriza a cultura popular, em especial os elementos oriundos da cultura negra e suas manifestações, imprimindo um traço de autenticidade e originalidade à cultura local, o que ensejará a construção de uma “moderna tradição soteropolitana”. Este artigo traz breve apresentação do intelectual Vasconcelos Maia e aborda a temática das 600 crônicas por ele publicadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edna Maria Viana Soares, Professora da rede pública realizou Mestrado na Universidade do Estado da Bahia– Programa de Pós-Graduação em Estudo de Linguagens - UNEB/PPGEL com a dissertação Uma Cidade Dia Sim, Dia Não: Salvador nas crônicas de Vasconcelos Maia – 1958/1964, sob a orientação da: Profª Drª Maria do Socorro da Silva Carvalho.

Professora da rede pública realizou Mestrado na Universidade do Estado da Bahia– Programa de Pós-Graduação em Estudo de Linguagens - UNEB/PPGEL com a dissertação Uma Cidade Dia Sim, Dia Não: Salvador nas crônicas de Vasconcelos Maia – 1958/1964, sob a orientação da: Profª Drª Maria do Socorro da Silva Carvalho.

Publicado
2012-12-05
Métricas
  • Visualizações do Artigo 215
  • PDF downloads: 221