Encruzilhada: uma história em quadrinhos sobre as vivências das pessoas negras no Brasil contemporâneo

Resumo

As produções artísticas de testemunho e de teor testemunhal ganharam notoriedade na segunda metade do século XX como uma forma de refletir sobre as experiências traumáticas oriundas desse período. Nesse sentido, pretende-se analisar, neste artigo, a produção quadrinística Encruzilhada (2011, 2016), de Marcelo D’Salete, como um produto artístico de teor testemunhal que tratou das experiências que atravessam a vida de pessoas negras que vivem na periferia. Por ser produzida a partir de experiências que são comuns a uma coletividade, o quadrinho também pode ser compreendido como um quadrinho-denúncia capaz de reelaborar, como testemunho, a realidade de violência e de racismo que ameaça a vida de mulheres negras e de homens negros no Brasil contemporâneo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jaqueline dos Santos Cunha, Universidade Federal de Goiás

Jaqueline dos Santos Cunha é doutoranda em Estudos Literários pelo programa de pós-graduação em Letras e Linguística da Universidade Federal de Goiás/UFG, mestra em Estudos da Linguagem pela Universidade Federal de Goiás - Regional Catalão (2016), graduada em Letras Português/Inglês pela Universidade Estadual de Goiás - Unidade de Inhumas (2007) e integrante da Associação de Pesquisadores de Arte Sequencial (ASPAS). Possui interesse em Literatura, Histórias em quadrinhos e estudos acerca das identidades de gênero, feminismos e masculinidades.

Referências

ADORNO, Luís. Abordagem nos Jardins tem de ser diferente da periferia, diz novo comandante da Rota. UOL Notícias, 24 ago. 2017. Disponível em: https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2017/08/24/abordagem-no-jardins-e-na-periferia-tem-de-ser-diferente-diz-novo-comandante-da-rota.htm. Acesso em: 20 out. 2021.
ALMEIDA, Silvio Luiz de. Racismo estrutural. São Paulo: Pólen, 2019.
CATES, Isaac. The graphic novel. In: BEATY, Bart; HATFIELD, Charles. Comics studies: a guidebook. New Jersey: Rutgers University Press, 2020. p. 82-94.
CHIEN, Nobuyoshi. O negro nos quadrinhos do Brasil. São Paulo: Peirópolis, 2019.
D’SALETE, Marcelo. Encruzilhada. São Paulo: Veneta, 2016.
D’SALETE, Marcelo. Entrevista com Marcelo D’Salete. Conteúdo Saraiva. 2011. 1 vídeo (6 min. 1 seg.). Publicado pelo canal Saraiva. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=NG16AGDVRuo. Acesso em: 20 mar. 2021.
HOBSBAWN, Erick. Era dos estremos: o breve século XX 1914-1991. Tradução de Marcos Santarrista. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.
HOOKS, bell. Olhares negros e representação. São Paulo: Elefante, 2019.
MARCO, Valeria de. A literatura de testemunho e a violência de Estado. Lua Nova, São Paulo, n. 62, p. 45-68, 2004. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-64452004000200004
MOREIRA, Adilson. Racismo criativo. São Paulo: Pólen, 2019.
SABIN, Roger. Adult comics: an introduction. New York: Routledge, 1993.
SELIGMANN-SILVA, Márcio. “Zeugnis” e “Testimonio”: um caso de intraduzibilidade entre conceitos. Pandaemonium Germanicum, São Paulo, n. 6, p. 67-83, 2002. DOI: https://doi.org/10.11606/1982-8837.pg.2002.64399
SELIGMANN-SILVA, Márcio. História, memória, literatura: o testemunho na era das catástrofes. Campinas: Editora da Unicamp, 2013.
WROBEL, Jasmim. História(s) redesenhada(s): visualizando analogias entre hoje e o passado – periferias urbanas, resistência negra e vozes femininas na obra de Marcelo D’Salete. ArtCultura, Uberlândia, v. 21, n. 39, p. 99-116, jul./dez. 2019. DOI: https://doi.org/10.14393/artc-v21-n39-2019-52029
WROBEL, Jasmim. Narrating other perspectives, re-drawing history: the protagonization of afro-Brazilians in the work of Graphic Novelist Marcelo d’Salete. In: GAVIOLI, Nicola; MARIANO, Vinicius. (org.). Literature and ethics in contemporary Brazil. New York: Routledge, 2017. p. 106-123.
Publicado
2022-06-23
Métricas
  • Visualizações do Artigo 225
  • PDF downloads: 120
Como Citar
DOS SANTOS CUNHA, J. Encruzilhada: uma história em quadrinhos sobre as vivências das pessoas negras no Brasil contemporâneo. Tabuleiro de Letras, v. 16, n. 1, p. 94-104, 23 jun. 2022.
Seção
ARTIGOS