Expressões da pandemia: metamorfoses e possibilidades de mulheres migrantes

Palavras-chave: Identidade, Alteridade, Migração, Narrativas de Histórias de Vida, Covid-19

Resumo

O desenvolvimento deste artigo baseia-se nos pressupostos da Psicologia Social Crítica, comprometido com a realidade brasileira e com a práxis cotidiana, considerando a singularidade do indivíduo, enquanto manifestação de uma totalidade histórico-social. Tem por objetivo compreender as particularidades históricas, sociais e políticas que definem o “outro” na sociedade patriarcal capitalista e as transformações advindas com as novas determinações pandêmicas, partindo do fenômeno migratório feminino, enquanto experiência que evidencia tais contradições e metamorfoses. Adota a metodologia de Narrativas de Histórias de Vida para reconhecer os sentidos atribuídos pelos sujeitos e as (im)possibilidades de emancipação que se configuram na análise de depoimentos de duas mulheres migrantes, uma peruana no Brasil e uma brasileira na Alemanha. Os resultados ponderam as metamorfoses da metamorfose humana e a configuração de uma situação ambivalente, que pode conduzir tanto à paralização e à mesmice, como resultar em crescimento do Eu, ao propiciar a interrupção da reposição cotidiana irreflexiva, a apropriação crítica das determinações exteriores e a busca pela autodeterminação. Demonstram, assim, que uma prática política precisa considerar a dialética entre pensamento histórico e pensamento utópico, enquanto projeto alternativo de vida, construído em articulação às determinações objetivas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suélen Cristina de Miranda, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Doutoranda em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC/SP. Pesquisadora no Núcleo de Estudos e Pesquisas em Identidade-Metamorfose – NEPIM, vinculado ao Grupo Interdisciplinar de Pesquisa sobre Identidade Humana do CNPq. 

Diane Portugueis, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Pós-Doutoranda em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC/SP. Pesquisadora no Núcleo de Estudos e Pesquisas em Identidade-Metamorfose – NEPIM, vinculado ao Grupo Interdisciplinar de Pesquisa sobre Identidade Humana do CNPQ. 

Referências

ANTUNES, Mariana Serafim Xavier. A compreensão do sintagma identidade-metamorfose-emancipação por intermédio das narrativas de história de vida: uma discussão sobre o método. In: LIMA, Aluísio Ferreira (Org.). Psicologia Social Crítica: Paralaxes do Contemporâneo. Porto Alegre: Editora Sulina, 2012. p. 67-84.

BILBAO, Bárbara. Nuevo Hábitat. In: AMADEO, Pablo (Ed.). La Fiebre: Pensamiento contemporáneo en tiempos de pandemia. Buenos Aires: ASPO, 2020. p. 187-198.

BRASIL. Ministério da Saúde. Coronavírus (COVID-19): Sobre a doença. 2020. Disponível em: https://coronavirus.saude.gov.br/index.php/sobre-a-doenca. Acessado em 16/05/2020.

BUTLER, Judith. El capitalismo tiene sus límites. In: AMADEO, Pablo (Ed.). Sopa de Wuhan: Pensamiento contemporáneo en tiempos de pandemia. Buenos Aires: ASPO, 2020. p. 59-66.

CHARLEAUX, João Paulo. Covid-19: os imigrantes na linha de frente na Europa e nos EUA. Nexo Jornal [on-line], Paris, 31/05/2020, Expresso. Disponível em: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2020/05/31/Covid-19-os-imigrantes-na-linha-de-frente-na-Europa-e-nos-EUA. Acessado em 23/06/2020.

CIAMPA, Antonio da Costa. A estória do Severino e a história da Severina: um ensaio de psicologia social. 10. ed. São Paulo: Editora Brasiliense, 2005.

CIAMPA, Antonio da Costa. Identidade humana e as metamorfoses das metamorfoses. In: Encontro Nacional da ABRAPSO, IX, 1997, Belo Horizonte, Simpósio “Metamorfoses da Identidade no mundo contemporâneo”. (mimeo) p. 1.

CIAMPA, Antonio da Costa. A identidade social como metamorfose humana em busca da emancipação: articulando pensamento histórico e pensamento utópico. In: Congresso Interamericano da Sociedade Interamericana de Psicologia, XXIX, jul. 2003, Lima, Texto de Conferência. (mimeo) p. 1-15.

CIAMPA, Antonio da Costa. Fundamentalismo: a recusa do fundamental. In: PINTO, Elisabete Aparecida; ALMEIDA, Ivan Antônio (Orgs.). Religiões – Tolerância e Igualdade no Espaço da Diversidade. São Paulo: Fala Preta! Organização de Mulheres Negras, 2004. p. 393-397.

CINTRA, Natalia; GRUGEL, Jean; RIGGIROZZI, Pia. A Covid-19 ameaça a saúde e os direitos de mulheres e meninas migrantes na América-Latina. Open Democracy: Free thinking for the world, 15/04/2020, Investigação. Disponível em: https://www.opendemocracy.net/pt/democraciaabierta-pt/covid-19-saude-direitos-mulheres-migrantes-america-latina/. Acessado em 16/05/2020.

CRUZ, Isabela. A busca global por uma vacina contra a covid-19. Sem o Brasil. Nexo Jornal [on-line], 05/05/2020, Expresso. Disponível em: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2020/05/05/A-busca-global-por-uma-vacina-contra-a-covid-19.-Sem-o-Brasil. Acessado em 23/06/2020.

DIAS, Guilherme Soares. ‘Fiquei 3 dias comendo pão com água’: o drama dos migrantes africanos que não conseguem receber o auxílio do governo. Repórter Brasil [on-line], 19/05/2020. Disponível em: https://reporterbrasil.org.br/2020/05/fiquei-3-dias-comendo-pao-com-agua-o-drama-dos-migrantes-africanos-que-nao-conseguem-receber-o-auxilio-do-governo/. Acessado em 23/06/2020. HABERMAS, Juergen. A nova intransparência: a crise do estado de bem-estar social e o esgotamento das energias utópicas. Trad. Carlos Alberto Marques Novaes. Novos Estudos CEBRAP, v. 2, n. 18, p. 103-114, set. 1987. Disponível em: http://novosestudos.uol.com.br/produto/edicao-18/. Acessado em 30/06/2020.

JUNIÃO, Antônio. No Brasil, brancos não participam da luta antirracista, diz pesquisadora. Brasil de Direitos: Ponte Jornalismo, 05/06/2020, Atualidades. Disponível em: https://www.brasildedireitos.org.br/noticias/604-no-brasil-brancos-no-participam-da-luta-antirracista-diz-pesquisadora. Acessado em 23/06/2020.

LANE, Silvia Tatiana Maurer. A Psicologia Social e uma nova concepção de homem para a Psicologia. In: LANE, Silvia Tatiana Maurer; CODO, Wanderley (Orgs.). Psicologia Social: o homem em movimento. 8. ed. São Paulo: Brasiliense, 1989. p. 40-47.

LIMA, Aluísio Ferreira; CIAMPA, Antonio da Costa. “Sem pedras o arco não existe”: O lugar da narrativa no estudo crítico da identidade. Psicologia & Sociedade, Belo Horizonte, v. 29, e171330, p. 1-10, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822017000100407&lng=en&nrm=iso. Acessado em 15/05/2020.

LUSSI, Carmem; MARINUCI, Roberto. Vulnerabilidade social em contexto migratório. Centro Scalabriano de Estudos Migratórios, 2007. Disponível em: https://www.csem.org.br/wp-content/uploads/2018/08/vulnerabilidades_dos_migrantes.pdf. Acessado em 16/05/2020.

MANRIQUE, Patricia. Hospitalidad e inmunidad virtuosa. In: AMADEO, Pablo (Ed.). Sopa de Wuhan: Pensamiento contemporáneo en tiempos de pandemia. Buenos Aires: ASPO, 2020. p. 145-162.

MBEMBE, Achille. Crítica da razão negra. Tradução Marta Lança. Lisboa: Antígona, 2014.

OLIVEIRA, Caroline. Menos renda, mais violência: mulheres estão entre os mais afetados pela pandemia. Brasil de Fato [on-line], São Paulo, 06/04/2020, Direitos Humanos – Gênero. Disponível em: https://www.brasildefato.com.br/2020/04/06/menos-renda-mais-violencia-mulheres-estao-entre-os-mais-afetados-pela-pandemia. Acessado em 16/05/2020.

PRECIADO, Paul Beatriz. Aprendiendo del vírus. In: AMADEO, Pablo (Ed.). Sopa de Wuhan: Pensamiento contemporáneo en tiempos de pandemia. Buenos Aires: ASPO, 2020. p. 163-185.

RTP. Reino Unido: por que são imigrantes todos os médicos mortos de coronavírus? RTP Notícias [on-line], 08/04/2020, Mundo. Disponível em: https://www.rtp.pt/noticias/mundo/reino-unido-por-que-sao-imigrantes-todos-os-medicos-mortos-de-coronavirus_n1219398. Acessado em 23/06/2020.

SALATI, Paula. Recessão gerada pela pandemia impacta mais mulheres e negros no mercado de trabalho. G1 [on-line], 30/05/2020, Economia. Disponível em: https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/05/30/recessao-gerada-por-pandemia-impacta-mais-mulheres-e-negros-no-mercado-de-trabalho.ghtml. Acessado em 23/06/2020.

SANTOS, Boaventura de Souza. A cruel pedagogia do vírus. Coimbra: Edições Almedina, 2020.

SUDRÉ, Lu. Empregos precários tornam negros e latinos mais vulneráveis à Covid-19 nos EUA. Brasil de Fato [on-line], São Paulo, 22/04/2020, Internacional – Pandemia. Disponível em: https://www.brasildefato.com.br/2020/04/22/empregos-precarios-tornam-negros-e-latinos-mais-vulneraveis-a-covid-19-nos-eua. Acessado em 23/06/2020.

ZIZEK, Slavoj. El coronavirus es un golpe al capitalismo a lo Kill Bill... In: AMADEO, Pablo (Ed.). Sopa de Wuhan: Pensamiento contemporáneo en tiempos de pandemia. Buenos Aires: ASPO, 2020. p. 21-28.

Publicado
2021-09-07
Métricas
  • Visualizações do Artigo 89
  • pdf downloads: 50
Como Citar
MIRANDA, S. C. DE; PORTUGUEIS, D. Expressões da pandemia: metamorfoses e possibilidades de mulheres migrantes. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, v. 6, n. 18, p. 702-719, 7 set. 2021.