De mim ao teatro terapêutico: percurso de vida, percurso criativo e narrativas de si

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31892/rbpab2525-426X.2020.v5.n14.p829-840

Palavras-chave:

narrativa de si, psicodrama, playback theatre

Resumo

Este trabalho pautou-se na perspectiva metodológica da narrativa de si (de mim) como fonte esclarecedora de percursos profissional e criativo. Sendo, portanto, um resumo escrito da função terapêutica do próprio ato de narrar-se abordado por mim no fazer psicodramático e no atuar do playback theatre. Por meio dessas duas metodologias, esclareci meu percurso de vida como influenciador das escolhas tanto da psiquiatria, quanto das terapias psicológicas com base teatral ou, melhor dizendo, dos teatros com fins terapêuticos. Aqui, eu abordo brevemente a psicoterapia psicodramática e o playback theatre, duas das técnicas estudadas e praticadas por mim com fins a exemplificar vivências terapêuticas definidoras de significações de um percurso profissional. Este trabalho não tem como finalidade apresentar fatos novos ao conhecimento científico da área, mas sim objetiva apresentar a narrativa de si como fonte de transformação e esclarecimentos tanto do autor deste texto, no ato da escrita, quanto de quem se submente às técnicas do teatro terapêutico com base em narrativas de si.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Geraldo Alves Lacerda, Faculdade Federal de Minas Gerais

Mestre em Letras/Linguística pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas). Médico Psiquiatra do Departamento de Atenção à Saúde do Trabalhador (DAST) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Referências

CONTRERAS DOMINGO, José. Relatos de experiencia, en busca de un saber pedagógico. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica. Salvador, BIOgraph, v. 1, nº 1, p. 14-30, jan./abr. 2016. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/rbpab/article/view/2518. Acesso em: 28 nov. 2019.

DELORY-MOMBERGER, Christine. Formação e socialização: os ateliês biográficos de projetos. Educação e Pesquisa. São Paulo, FEUSP, v. 32, no 2, p. 359-371, maio./ago. 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1517-97022006000200011&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 15 dez. 2019.

______. Abordagens metodológicas na pesquisa biográfica. Revista Brasileira de Educação. Rio de Janeiro, ANPEd, v. 17, no. 51, p. 523-536, dez. 2012. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rbedu/v17n51/02.pdf. Acesso em: 28 nov. 2019.

______. A pesquisa biográfica ou a construção compartilhada de um saber do singular. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica. Salvador, BIOgraph, v. 1, n. 1, p. 133-147, jan./abr. 2016. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/rbpab/article/view/2526. Acesso em: 15 out. 2019.

SOUZA; Elizeu Clementino de. Territórios das escritas do eu: pensar a profissão - narrar a vida. Educação PUCRS, Porto Alegre, PUCRS, v. 34, p. 213-220, 2011. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/8707. Acesso em: 28 nov. 2019.

______. Diálogos cruzados sobre pesquisa (auto)biográfica: análise compreensiva-interpretativa e política de sentido. Revista Educação UFSM, Santa Maria, UFSM, v. 39, nº 1, p. 85-104, jan./abr. 2014. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/11344. Acesso em: 10 nov. 2019.

FERNANDES, Sílvia. Experiências do real no teatro. Sala Preta, São Paulo, USP, v. 13, nº 2, p. 3-13, dec. 2013. Retirado de: <http://www.revistas.usp.br/salapreta/article/view/69072>. Acesso em: 18 jan. 2017. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2238-3867.v13i2p3-13.

FOX, Jonathan. Beyond theatre: a playback theatre momoir. New Paltz, NY: Jonathan Fox, 2015.

MORENO, Jacob Levy. Psicodrama. São Paulo: Cultrix, 1946/2007.

OSTETTO, L. E.; KOLB-BERNARDES, R. Modos de falar de si: a dimensão estética nas narrativas autobiográficas. Pro-Posições, v. 26, nº 1 (76). P. 161-178, jan./abr. 2015. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0103-7307201507611.

PALHARES, Juliana Mendonça. Por que cantam os passarinhos? Revista Digital do LAV, Santa Maria: UFSM, v. 11, n. 2, p. 121-134, mai./ago. 2018. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/revislav/article/view/32517/pdf. Acesso em: 10 nov. 2019.

PORTELLI, Alessandro; RIBEIRO, Janine. Tradução: Maria Therezinha; Ribeiro Fenelón, Revisão Técnica: Déa Ribeiro Fenelón. O que faz a história oral diferente. Projeto História. v. 14, p. 25-39, fev. 1997. ISSN 2176-2767. Disponível em: <https://revistas.pucsp.br/revph/article/view/11233>. Acesso em: 28 nov. 2019 .

REÑONES, Albor Vives. Do playback theatre ao teatro de criação. São Paulo: Ágora, 2000.

Downloads

Publicado

2020-06-29

Como Citar

LACERDA, G. A. De mim ao teatro terapêutico: percurso de vida, percurso criativo e narrativas de si. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, [S. l.], v. 5, n. 14, p. 829–840, 2020. DOI: 10.31892/rbpab2525-426X.2020.v5.n14.p829-840. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/rbpab/article/view/7976. Acesso em: 17 jun. 2024.