Narrativas (auto)biográficas: percursos formativos de uma alfabetizadora

Autores

  • Julia Bolssoni Dolwitsch Universidade Federal de Santa Maria
  • Helenise Sangoi Antunes Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.31892/rbpab2525-426X.2018.v3.n9.p998-1015

Palavras-chave:

Narrativas (auto)biográficas. Percursos formativos. Formação de professores.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo principal compreender, por meio das narrativas (auto)biográficas, os percursos formativos de uma alfabetizadora, no interior do Rio Grande do Sul, permeando suas experiências em relação à escolha profissional, aos primeiros anos na docência e às memórias sobre a profissão. Ao longo do texto, procuramos dividir a nossa escrita com autores que discutem e defendem que as narrativas (auto)biográficas se constituem em caminhos possíveis para dialogar sobre o processo de (auto)formação docente. Os percursos formativos da alfabetizadora revelam uma história repleta de sonhos e dificuldades, em que a vontade de se tornar professora e a busca pela formação foram maiores em relação às poucas oportunidades que teve ao longo da sua trajetória.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julia Bolssoni Dolwitsch, Universidade Federal de Santa Maria

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria. Aluna do Curso de Doutorado em Educação do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Maria. Integrante do Grupo de Estudo e Pesquisa sobre Formação Inicial, Continuada e Alfabetização (GEPFICA).

Helenise Sangoi Antunes, Universidade Federal de Santa Maria

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria. Professora Titular do Departamento de Metodologia do Ensino, do Centro de Educação, da Universidade Federal de Santa Maria. Coordenadora do Grupo de Estudo e Pesquisa sobre Formação Inicial, Continuada e Alfabetização (GEPFICA).

Referências

ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto. As narrativas de si ressignificadas pelo emprego do método autobiográfico. In: ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto; SOUZA, Elizeu Clementino de. (Orgs.). Tempos, narrativas e ficções: a invenção de si. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2006. p. 149-170.

ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto. A (re)invenção da personagem – revisitando a história de vida de uma destacada educadora sul-rio-grandense mediante leitura de fontes imagéticas. In: ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto. (Org.). Destacados educadores brasileiros: suas histórias, nossa história. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2016. p. 263-286.

ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto. Pesquisa (auto)biográfica – tempo, memória e narrativas. In: ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto (Org.). A aventura (auto)biográfica: teoria e empiria. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004. p. 201-224.

ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto; FRISON, Lourdes Maria Bragagnolo. Narrativas (auto)biográficas de formação e o entrelaçamento com a autorregulação da aprendizagem. In: ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto. (Org.). (Auto)biografia e formação humana. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2010. p. 191-216.

ANTUNES, Helenise Sangoi. Ser aluna, ser professora: uma aproximação das significações sociais instituídas e instituintes construídas ao longo dos ciclos de vida pessoal e profissional. Santa Maria, RS: Editora da UFSM, 2011.

ANTUNES, Helenise Sangoi. Ser aluna, ser professora: uma aproximação das significações sociais instituídas e instituintes construídas ao longo dos ciclos de vida pessoal e profissional. 2001. 257 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2001.

ARROYO, Miguel Gonzalez.; FERNANDES, Bernardo Mançano. A educação básica e o movimento social do campo. Brasília, DF: Articulação Nacional Por Uma Educação Básica do Campo, 1999.

BAUER, Martin W.; GASKELL, George. (Edts.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. 9. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

BERCOVITZ, Alain. Le savoir est dans le discours partagé. Éducation Permanente, Paris, n. 49-50, p. 97-99, 1981.

BOLÍVAR, Antonio. A expressividade epistêmico-metodológica da pesquisa (Auto)Biográfica. In: ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto et al. (Orgs.). Pesquisa (auto)biográfica, fontes e questões. Curitiba: CRV, 2014. p. 113-127.

BOLÍVAR, Antonio; DOMINGO, Jesús; FERNÁNDEZ, Manuel. La investigación biográfico-narrativa em educación: enfoque e metodologia. Madrid: La Muralla, S. A., 2001.

CANÁRIO, Rui. Educação de adultos: um campo e uma problemática. Lisboa: Educa, 1999.

CASAÑA, Limber Elbio Santos. Pedagogía rural uruguaya. In: ANTUNES, Helenise Sangoi; SOUZA, Elizeu Clementino de. (Orgs.). Formação e trabalho docente em contexto rural: diálogos teórico-metodológicos. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2017. p. 33-59.

CUNHA, Maria Isabel da. No tempo em que o telefone era preto e a geladeira branca: a escola, a vida e as aprendizagens. In: FISCHER, B. T. D. (Org.). Tempos de escola: memórias. V. II. São Leopoldo: Oikos; Brasília: Liber Livro, 2011. p. 95-106.

DELORY-MOMBERGER, Christine. A condição biográfica: ensaios sobre a narrativa de si na modernidade avançada. Natal: EDUFRN, 2012.

DELORY-MOMBERGER, Christine. Biografia e educação: figuras do indivíduo-projeto. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2008.

DIAS, Cleuza Maria Sobral. Processo identitário da professora-alfabetizadora: mitos, ritos, espaços e tempos. 2002. 201 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2002.

DOMINICÉ, Pierre. A biografia educativa: instrumento de investigação para a educação de adultos. In: NÓVOA, António; FINGER, Mathias. (Orgs.). O método (auto)biográfico e a formação. Lisboa: MS/DRHSCFAP, 1988. p. 99-106.

DOMINICÉ, Pierre. O processo de formação e alguns dos seus componentes relacionais. In: NÓVOA, António; FINGER, Mathias. (Orgs.). O método (auto)biográfico e a formação. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2010. p. 81-95.

FINGER, Matthias. As implicações sócio-epistemológicas do método biográfico. In: NÓVOA, António; FINGER, Matthias. (Orgs.). O método (auto)biográfico e a formação. Lisboa: Ministério da Saúde, 1988. p. 79-86.

GUEDES-PINTO, Ana Lúcia. Rememorando trajetórias da professora alfabetizadora: a leitura como prática constitutiva de sua identidade e formação profissionais. Campinas, SP: Mercado de Letras; São Paulo: Fapesp, 2002.

HERNÁNDEZ, Fernando; VENTURA, Montserrat. A organização do currículo por projetos de trabalho. Porto Alegre: Artmed, 1998.

JOSSO, Marie-Christine. Da formação do sujeito... Ao sujeito da formação. In: NÓVOA, António; FINGER, Matthias. (Orgs.). O método (auto)biográfico e a formação. Lisboa: Ministério da Saúde, 1988. p. 35-50.

JOSSO, Marie-Christine. Experiências de vida e formação. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2010a.

JOSSO, Marie-Christine. Caminhar para si. Tradução de Albino Pozzer. Coordenação de Maria Helena Menna Barreto Abrahão. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2010b.

JOSSO, Marie-Christine. Os relatos de histórias de vida como desvelamento dos desafios existenciais da formação e do conhecimento: destinos sócio-culturais e projetos de vida programados na invenção de si. In: ABRAHÃO, Maria Helena; SOUZA, Elizeu Clementino de. (Orgs.). Tempos, narrativas e ficções: a invenção de si. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2006. p. 21-40.

JOVCHELOVITCH, Sandra; BAUER, Martin W. Entrevista narrativa. In: BAUER, Martin W.; GASKELL, George. (Edts.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. 9. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011. p. 90-113.

MOITA, Maria da Conceição. Percursos de formação e de trans-formação. In: NÓVOA, António. Vidas de professores. (Org.). 2. ed. Porto: Porto Editora, 2000. p. 111-140.

NÓVOA, António. A formação tem de passar por aqui: as histórias de vida no projecto prosalus. In: NÓVOA, António; FINGER, Matthias. (Orgs.). O método (auto)biográfico e a formação. Lisboa: Ministério da Saúde, 1988. p. 107-130.

NÓVOA, Antônio. Professores: imagens do futuro presente. Lisboa: Educa, 2009.

NÓVOA, António. Os professores e as histórias da sua vida. In: NÓVOA, António. Vidas de professores. (Org.). 2. ed. Porto: Porto Editora, 2000. p. 11-30.

NÓVOA, António; FINGER, Matthias. (Orgs.). O método (auto)biográfico e a formação. Lisboa: Ministério da Saúde, 1988.

PINEAU, Gaston. A autoformação no decurso da vida: entre a hetero e a ecoformação. In: NÓVOA, António; FINGER, Mathias. (Orgs.). O método (auto)biográfico e a formação. Lisboa: Ministério da Saúde, 1988. p. 63-77.

PINEAU, Gaston; Marie-Michéle. Produire sa vie: autoformacion et autobiographie. Paris: Edilig, 1983.

SANTOS, Fabio Josué Souza dos.; SOUZA, Elizeu Clementino de. Trajetória de vida e profissional de professoras de classes multisseriadas: alguns apontamentos. In: ANTUNES, Helenise Sangoi; SOUZA, Elizeu Clementino de. (Orgs.). Formação e trabalho docente em contexto rural: diálogos teórico-metodológicos. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2017. p. 87-114.

SOUZA, Elizeu Clementino de. Biografar-se e empoderar-se: entrevista autobiográfico-narrativa e percursos de formação da professora Dilza Atta. In: ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto. (Org.). Destacados educadores brasileiros: suas histórias, nossa história. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2016. p. 65-95.

SOUZA, Elizeu Clementino de. O conhecimento de si: estágio e narrativas de formação de professores. Rio de Janeiro: DP&A; Salvador: EDUNEB, 2006b.

SOUZA, Elizeu Clementino de. Pesquisa narrativa e escrita (auto)biográfica: interfaces metodológicas e formativas. In: ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto; SOUZA, Elizeu Clementino de. (Orgs.). Tempos, narrativas e ficções: a invenção de si. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2006a. p. 135-147.

SOUZA, Elizeu Clementino de. Modos de narração e discursos da memória: biografização, experiências e formação. In: PASSEGI, Maria da Conceição; SOUZA, Elizeu Clementino de. (Orgs.). (Auto)Biografia: formação, territórios e saberes. Natal: EDUFRN, 2008. p. 85-101.

SOUZA, Elizeu Clementino de. O conhecimento de si, as narrativas de formação e o estágio: reflexões teórico-metodológicas sobre uma abordagem experiencial de formação inicial de professores. In: ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto. (Org.). A aventura (auto)biográfica: teoria e empiria. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004. p. 387-417.

SOUZA, Elizeu Clementino de.; PINHO, Ana Sueli Teixeira de.; MEIRELES, Mariana Martins de. Tensões entre o local e o global: ruralidades contemporâneas e docência em escolas rurais. Revista Educação, Santa Maria, UFSM, v. 37, n. 2, p. 351-364, mai./ago. 2012. Disponível em: <https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/4128>. Acesso em: 20 fev. 2018.

SOUZA, Elizeu Clementino de.; MEIRELES, Mariana Martins de. A FORMA DA OUTRA BEIRA: escolas rurais – entre invisibilidades, permanências e perspectivas. In: ANTUNES, Helenise Sangoi; FARIAS, Graziela Franceschet. (Orgs.). Desafios e perspectivas na educação rural: fazeres pedagógicos e seus múltiplos olhares. Curitiba: CRV, 2014. p. 69-85.

SOUZA, Elizeu Clementino de et al. Ritos de passagem de estudantes de classes multisseriadas rurais nas escolas da cidade. Roteiro, Joçaba, v. 41, n. 1, p. 219-240, jan./abr. 2016. Disponível em: <http://editora.unoesc.edu.br/index.php/roteiro/article/view/9269/pdf>. Acesso em: 15 ago. 2018.

SOUZA, Elizeu Clementino de.; SOUSA, Rosiane Costa de. Condições de trabalho docente, classes multisseriadas e narrativas de professoras no território do baixo sul baiano: significados e sentidos. Currículo sem Fronteiras, v. 15, n. 2, p. 380-408, mai./ago. 2015. Disponível em: <http://www.curriculosemfronteiras.org/vol15iss2articles/souza-sousa.pdf>. Acesso em: 15 ago. 2018.

Downloads

Publicado

2018-12-20

Como Citar

DOLWITSCH, J. B.; ANTUNES, H. S. Narrativas (auto)biográficas: percursos formativos de uma alfabetizadora. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, [S. l.], v. 3, n. 9, p. 998–1015, 2018. DOI: 10.31892/rbpab2525-426X.2018.v3.n9.p998-1015. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/rbpab/article/view/5606. Acesso em: 13 jul. 2024.